sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Unicórnio Magenta - A Duquesa sem trono

Irrita-me a chico-espertice, as pessoas que fazem dos outros parvos, a falta de educação, a falta de princípios, a cobardia, a falta de "tomates" e uma série de coisas, pelo que, enquanto mãe e consequentemente educadora de um ser humano, tenho bem presente tudo aquilo em que não quero que ela se torne.

Obviamente que não conseguimos tudo, mas sei que se lhes dermos boas bases, alguma coisa lá fica.

Numa coisa eu sou bastante pragmática - jamais pensei que a minha filha fosse melhor do que os outros, reconheço-lhe os defeitos e faço questão de a ensinar e dar-lhe as ferramentas para os corrigir.

Pois que ontem, vinha eu toda contente com os livros escolares que fui levantar e oiço o seguinte comentário de extremo mau gosto:

"Mãe, livros que já foram usados, ainda por cima do 4ºB? Eu não quero isto, eu quero livros novos!"

Bom, tive que contar até 100 em alemão, para demorar mais tempo. Então uma miúda com quem eu partilho que a vida não é fácil, que temos que fazer sacrifícios, já a levei a ver os sem-abrigo para ela perceber que nem toda a gente tem mordomias, reciclo roupa, emprestei artigos de puericultura pesada dela às minhas amigas e ela sabe-o, tal como me vão emprestando coisas a mim e ela tem a coragem de me dizer uma coisa destas? Que não quer livros em segunda-mão??

Mas onde é que a falta de princípios desta gente está a chegar? Fiquei possuída, desiludida, chateada. Passei-me com ela e disse o que não devia - que se ela pensa que nasceu em berço de ouro, está muito enganada e se tem manias de rica, que seja quando tiver o dinheiro dela.

Não estou para estar a criar uma egoísta em potência. É por essas e outras que certa gente adulta é perfeitamente insuportável, com a mania que o mundo é seu e que podem fazer tudo, até magoar os outros, e passando impunes. 

Percebeu a minha desilusão e veio pedir-me para conversar algum tempo depois. Vá lá, pelo menos revela ter consciência.

Sem comentários: