terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Para quem merece

Um Feliz 2014, mas isto da passagem de ano já teve mais piada do que não tem agora; mas muitos merecem que seja melhor ou que, a ser pior, que seja igual, sinceramente no meu caso, não peço muito mais.

É um facto que me parece que se calhar aqui deste lado para o ano talvez sejamos mais, nunca se sabe, a minha filha hoje já me pedia um cão, mas antes disso teriamos que mudar de casa.

Para quem não merece, de todo...olhem, temos pena, mas não tenho desejos para esses lados.

....no fundo foi um ano de muitas conquistas, projectos saudáveis, pessoas maravilhosas...que venha igual.
Levar a minha filha a passar umas horitas ao escritório é um show!

A miúda tem mesmo piada.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Até este personagem virou Secretário de Estado

Livrai-nos do Mal.

A boneca é mesmo engraçada!


A criança delira e agora a mamã tem a tarefa de a ensinar a patinar do mesmo modo! No que eu me fui meter.
Prezo-me por cumprir aquilo que digo e sou fiel aos meus princípios; e a seu tempo disse que na minha casa não entrariam objectos cuja proveniência fosse a tal - bem, as pessoas até certo ponto entendem, e até aí, so far so good.

Tudo o que é entregue e cuja proveniência não passa pela tal, tudo bem...

Mas quando passa, porque é que se insiste!? Das duas uma, ou arma-se logo estrilho, ou se é ainda mais decente, mantém-se a pose e os objectos vão para quem deles necessita mais do que nós.

E pronto...o que não tem remédio, remediado está...

domingo, 29 de dezembro de 2013

...e terminei agora o que restava do meu toucinho do céu; os doces conventuais são a minha perdição!

A minha filha saiu melhor do que a encomenda...

Gosta mais do boneco de neve, do que do Pai Natal.

Em termos de psicologia tem uma explicação clara e evidente, mas situações desagradáveis à parte, acho o máximo...o boneco de neve é bem mais engraçado!

Acidente/LAM: Vítimas ainda por identificar - Internacional - Sol

Acidente/LAM: Vítimas ainda por identificar - Internacional - Sol

Todos os acidentes aéreos acabam por ser devastadores dada a brutalidade dos acontecimentos que dão origem a que uma aeronave caia no solo.

Com premissas factuais, senso comum e até o facto de ter alguma familiaridade com as lides dos pilotos, salvo raras excepções o avião é uma máquina tão perfeita que a sua queda se deve a maior parte das vezes (não todas), como é óbvio, a uma sucessão de más decisões, pois mesmo o facto de se ficar sem motores não é uma condição sine qua non para um avião vir cá parar abaixo numa queda vertiginosa.

Eu tinha um respeito imenso para com este aparelho até ter experimentado a primeira vez num monomotor e confesso que é das coisas mais giras que se pode apreciar; uma descolagem num aparelho daqueles, a definição da rota, a manutenção de altitude, apreciar a paisagem...foi-se o medo. Ok, o meu pai tem brevet, a minha avó ainda se aventurou a aprender a pilotar helis e eu própria ainda quero fazer o meu baptismo de voo num helicóptero - acho o máximo, portanto, está-me no sangue.

Quando viajo, entro num avião como não entro por vezes em carros conduzidos por certas pessoas e procuro não pensar que aquilo pode cair...e sobretudo que aquilo pode cair porque um louco tomou o comando do aparelho.

Não sou contra o suicídio, eutanásia e afins; quem os pratica terá as suas razões, mas façam-no sozinhos e não levem os outros atrás For God Sake!

É que este piloto depois de morto ainda merecia uns bons chapadões na cara. Poupem-nos de nos cruzarmos com gente desta, ninguém está livre!

sábado, 28 de dezembro de 2013

O creme dos pés da minha eleição

Tenho desde que nasci uma pele que necessita de cuidados muito especiais; a minha bebé é igual, portanto trata-se de algo genético.

A da minha filha é tratada com todos os cuidados, não vacilo, mas no meu caso, nem sempre tenho tempo para tal - shame on me.

Mas caramba, era preciso para uma mesma pessoa, ter pele atópica, seca e o diabo a quatro, cabelo seco a necessitar de cremes, queratina, vapores etc, e uma pessoa não ter tempo para se dedicar a isso com o apego que seria desejável!

Mas enfim, dada a quebra de regularidade, este creme faz maravilhas; posso estar com os pés secos e a necessitar de SOS, que basta uma massagem com o Káratosane e ficam logo como novos - recomendo!
Nesta altura, há um ano atrás, pensava eu nas férias do Verão, já me tinha decidido pelo meu rico Algarve e a perspectiva de uns dias sem fazer nada...e neste momento todos esses preparativos estão ainda muito longe.

Não sei tão pouco se terei férias no Verão, se ficarei cá, ou se irei até lá fora...o que eu sei é que economicamente nos espera mais um ano difícil...e isso é preocupante.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Alguns instantes do ano que finda


Não sei porquê, mas ainda não consegui comer nada hoje; estou enjoada...valha-me Deus.

Nem o ter andado à hora de almoço de um lado para o outro me fez desmoer esta embrulhada em que está o meu estômago!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Bem, o meu antibiótico já acabou, espero que durante uns tempos eu me recomponha, porque sinceramente...estou que nem posso!

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Se a minha Mãe e Irmã me queriam surpreender...conseguiram...


As peças são lindas, foi um presente mesmo muito especial :)

Recordações...


Com as bonecas delirou, a patinadora preencheu-lhe o sonho e os patins em linha a sério para ela...foram o delírio total.

 - Mamã, são uns pneus para os meus pés!!!!


...with the sound of music!

Orgulhos culinários

Estou tão emocionada, tão orgulhosa; a minha mãe é uma cozinheira de mão cheia e há coisas que por muito boas que eu já tenha degustado, não as há como as da minha mãe.

Não só porque cozinha muito bem, como também por ter muito brio e gosto naquilo que faz.

A mousse de chocolate é uma delas - mas como este ano o Natal foi cá em casa, como é óbvio deitei eu mãos à obra e corri o risco...olha, com muito amor e brio e carinho, aventurei-me a fazer mousse para presentear a minha mãe.

Nunca me tinha atrevido a fazer tal coisa para ela, pois sei que a avaliação seria muito rigorosa e a minha mãe é daquelas pessoas que não vai por meias medidas, magoe ou não, não poupa críticas quando tem que as fazer.

Olhou para o aspecto e disse logo - olha que a textura está perfeita; não usaste chocolate Pantagruel perguntou - ao que eu disse que não, mas que tinha utilizado um igualmente bom.

Ok, a côr com Pantagruel fica 2 tons acima...menos mal.

Quando provou, eu nem quis olhar....mas foi o gáudio geral; a minha mãe disse que estava irrepreensível, que ela não faria melhor...que estava excelente.
A minha filha repetia que estava tudo delicioso e os restantes comensais idem...well done girl, o que significou para mim aquela aprovação da Mummy :)


segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Já fiz umas coisitas

 A bela da mousse de chocolate ficou com bom aspecto; vamos lá ver o sabor, embora jamais iguale a da minha mãe, que este ano se esquivou a fazê-la!
 O bolo de ananás acabadinho de sair do forno, e depois de recheado e coberto. Este por norma não falha, veremos as avaliações dos comensais amanhã à noite.

Bem, vou ali pôr a gelatina das crias na forma e já venho...ufa, trabalheira!

Ai o Natal....

O bolo de ananás já está em preparação, o chocolate para a mousse está a derreter em banho-maria como manda a tradição, falta-me a gelatina das crianças e os fritos e doces conventuais ficaram a cargo da Joana Reymão Nogueira.

A carne para dia de Natal está em fase de tempero, etc. e tal e amanhã ainda tenho que ir buscar as últimas coisas e as benditas cápsulas Nespresso de que me esqueci.

"Rússia é construída sob o modelo de colónia penal" - Globo - DN

"Rússia é construída sob o modelo de colónia penal" - Globo - DN
Sem luz no escritorio...avaria, e eu com tanto para fazer!

domingo, 22 de dezembro de 2013

Tantos anos decorridos e estar a trocar a forma como encaramos a paternidade/maternidade com um ex-namorado de há muitos anos atrás.

É um ser humano especial o Af. e está radiante no papel de pai da pequena Violet-Mae - gosto de o ver assim.

Aos 3 anos, a minha pequena surpreende-me a cada dia

E de mais uma série de coisas que trouxe de casa da minha mãe, guardei no quarto dela este "jogo"; trata-se de um puzzle muito específico, pois tem que se fazer corresponder o ciclo reprodutivo dos animais...um fantástico jogo da "Majora" que tanto preencheu a minha infância.

Organizada como é, a minha mãe sempre teve por hábito escrever quem me tinha oferecido os presentes e quando e este diz no verso:

"Oferecido pela madrinha G. - Julho de 1984" (um aparte, a minha mãe nestas coisas é irrepetível, porque sempre tratou deste tipo de situação com um cuidado, demonstrado por estas pequenas coisas).

Bem, feitas as coisas, na altura em que o recebi tinha 6 anos e meio sensivelmente e era de facto adequado à minha idade e foi um jogo com o qual me lembro perfeitamente de ter brincado.

Não esperava que a minha Lady Tinkerbell aos 3 anos já o conseguisse executar na perfeição, sozinha e numa fracção de minutos - se não estivesse sozinha com ela em casa, não acreditava, mas ela fê-lo.

Há uns dias também, o Honey, muito céptico começou a perguntar-lhe algumas coisas de Inglês, em inglês - e ela respondeu na perfeição e não se deixou apanhar numa ou outra ratoeira.

Não sou daquelas pessoas que pensa que os seus filhos são melhores do que os dos outros, longe disso; sei perfeitamente quem tenho em casa e que tem alguns defeitos que teimo em corrigir; genéticos ou não, não quero que os conserve.

Mas dou comigo a pensar se ela herdou alguma da minha inteligência e quiçá, não a desenvolverá e brilhará no futuro dela; confesso que gostava.

Acho que a inteligência é um dom e quando bem aplicada é ela que difencia um de entre os demais; para além de que tenho cá dentro um medo estúpido de que a minha filha, nos seus tempos de estudante possa ser isso mesmo, estúpida, pouco inteligente, ignorante - dou comigo a pensar como é que eu ultrapassaria uma coisa dessas. Depois de todas as etapas que eu já passei com ela, e provei que sou uma mãe capaz, com todos os meus defeitos e virtudes, faltam-me efectivamente esses dois parâmetros que só o tempo o dirá: a educação no facto de saber estar, de cumprir as regras, ter valores...e contribuir para que ela tenha um cultura diferenciada, que seja uma boa aluna, que siga o trajecto da cultura, do gosto pelas artes, da aprendizagem e do saber.

Sei que, para além de termos ou não propensão genética para tal, tudo pode ser treinado, incumbido, delineado...e ao ver estes progressos na minha filhota quero acreditar que tive a benção de dar à luz uma menina verdadeiramente inteligente...espero que sim.

Não vou, nem pretendo ensiná-la a ler antes de tempo, não vou impôr-lhe o Ballet com esta idade...apesar do tempo urgir, deixai-a ser bebé, que está quase a deixar de o ser; mas no que puder fomentar para desenvolver aquele cérebro e que seja adequado para a idade dela, vou fazê-lo...é a minha missão.
E ao 3º dia de antibiótico...isto continua um bocado agreste, mas pelo menos consigo comer!
A avó ligou e pediu para falar com ela, porque estava "zangada" porque sua Excelência tinha deixado os brinquedos desarrumados.

Resposta da pequena:

 - Avó, não estejas tiche! Amanhã eu vou aí e arrumo tudo, tá beeemmm?

A vida não pára mesmo

A avó de uma amiga minha, após uma queda entrou em coma, acabou por falecer; a filhota de uma grande amiga minha faz hoje 15 anos e quando a conheci não passava de uma pós-bebé, um casal que conheço está prestes a receber nos braços o seu primeiro filho...a minha tia Zé se aquele acidente estúpido na Marginal não tivesse acontecido há 25 anos atrás, também teria feito anos e etc. etc. etc.

E há 4 anos atrás eu estava grávida com uma barriga ainda inexistente mas já cá cantavam 12 semanas e agora tenho aqui uma pimpolha à minha frente a cantar e a jogar ao balão...



sábado, 21 de dezembro de 2013

Evolução da linguagem

Lembrei-me agora que a minha filha já não diz "láte".

Agora é um perfeito (de) leite!

Tenho saudades das primeiras palavrinhas...tempo, volta para trás :)

Creio que está tudo

As dos amigos/família estão entregues; estas são as da casa e curiosamente não têm despertado grande curiosidade na Bébécas. Expliquei-lhe que nada do que está à vista é para mexer, e apenas se rasgam papéis no dia e à hora que a mamã disser...e ela acata, não resmunga, vai à vida dela, desarrumar para outro lado.

Menos um problema, porque andar atrás de uma criança de 3 anos para evitar que ela mexesse nos presentes era algo que não me apetecia dada a imensidão de coisas que tenho sempre para tratar.

O último detalhe foi escrever as dedicatórias nos livros que lhe comprei do Daniel Completo e que espero do fundo do coração que ela goste...



sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

A generosidade dos meus amigos, clientes, colaboradores e fornecedores deixa-me sempre sem palavras; apesar da crise e de todas as vicissitudes, têm-me carregado de presentes, cabazes, bebidas e afins...

Uma das lembranças...vai ficar reservada (já que se trata de uma Reserva "reservadíssima" da Cartuxa para uma comemoração da minha filha - ou os 18 anos, ou a formatura, casamento...não sei, mas vou guardá-la para ela. Até para mim que sou mulher e não ligo a bebidas, fiquei assim fascinada...sem palavras...

OED birthday word generator: which words originated in your birth year? | OxfordWords blog

OED birthday word generator: which words originated in your birth year? | OxfordWords blog

Que giro...por acaso adorei seguir a série Nip Tuck :)

A amigdalite já cá canta

E o antibiótico garganta abaixo também; estou de rastos, cheia de frio a sentir-me mesmo mal, mas o que mais incomoda é a dor terrível que se abateu na minha garganta, a voz que mais parece que tenho a boca cheia de favas...enfim, agora vou andar carregada de antibiótico por uma semana :(

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

A minha febre já vai nos 39º e a minha mãe a agoirar quer vou passar o Natal no hospital!

Então não era giro, davam-me comer à boca e tudo; há que manter o sentido de humor, porque o corpo, já está podre.
E a dor de cabeça continua, a febre voltou, a dor de garganta também, o nariz em constante entupimento idem...resumindo, estou que nem posso!

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Com uma terrível dor de cabeça e a piorar da gripe que já se estava a ir embora...

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Eu estava ligeiramente melhor...

mas já estou outra vez com os sintomas pré-gripe em cima :(

Another one...RIP


segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

O efeito "fazer cerimónia"

É lixado; se há coisa que eu sei que custa é ter o cabelo da minha filha, e ser penteada.

Custa e a pessoa que o faz tem que ter muita paciência; para além de cada um tem as suas partes do corpo mais sensíveis do que outras e no nosso caso, a cabeça é mesmo muito sensível.

Mas eu tenho todos os cuidados, demoro mais de uma hora se preciso for, mas ela mesmo antes de estarmos dedicadas à cabeleira, começa aos gritos.

I know that, eu era igual; a paciência que a minha avó tinha comigo...jamais me esquecerei; mas eu confesso que às vezes, nem se trata de paciência, mas de (falta) tempo - sair de manhã com ela impecável implica uma grande logística.

Pois que fiquei parva, pois na semana passada levou umas belas tesouradas (3 deditos) de comprimento que estava mesmo a precisar na cabeleireira dela (Tesourinhas) que recomendo vivamente para gente pequena e portou-se que nem uma princesa, fez um beicinho envergonhado, mas nada de gritos, de fugir com a cabeça, de stress...nada.

Pois, a isto chama-se vergonha na cara :); com a mãe não se fazem cerimónias e toca de rodar a baiana!

O rescaldo das torres e castelos...


domingo, 15 de dezembro de 2013

APARECEU!!!

Umas quantas horas depois e muitas lágrimas deitadas de parte a parte, a Orelhinhas da minha filha apareceu.

Hoje, à terceira foi de vez, e depois de a ter procurado por duas vezes avisei-a que cada vez mais tem que fixar onde coloca as coisas, sobretudo a Orelhinhas que é o boneco que ela tem desde que nasceu, dado por uma grande amiga da avó, que me conhece também desde bebé....a "Nainhas" como ela lhe chama, anda connosco para todo o lado, sejam férias, dias felizes ou tristes, campo ou praia, compras ou lazer...a "Nainhas" dorme com ela desde sempre e para a pôr na máquina a lavar é um martírio.

A "Nainhas" foi um dos personagens chave da festa do 2º aniversário, a "Nainhas" já tem a cabeça cosida e re-cosida e acredito que não a consigamos coser muitas mais vezes - é o boneco que tem o cheiro da mamã, e que, se por algum motivo se separa dela por momentos, cheira-a de uma forma tão intensa, como que a certificar-se que é ela mesma.

E neste momento estava eu a sofrer mais do que ela, porque tentei não me mostrar muito preocupada e ia deixar para amanhã o veredicto de que realmente a "Nainhas" tinha desaparecido.

Procurei na casa toda, nos locais mais improváveis e cheguei a pensar que, sem querer, ao pegar num monte de papéis que tinha deitado fora, que ela estivesse no meio e eu não a tenha visto - era a minha última esperança; ir ao contentor do lixo da rua procurar o saco...mas numa última esperança fui arredar a cama dela, que é pesadíssima, e embora eu já tivesse andado lá a espreitar...pelos vistos não tinha espreitado bem, porque lá estava a Orelhinhas atrofiada entre a cama dela e a parede. Desabei, chorei de alegria e fui pô-la ao lado dela, onde ela pertence.

Não ganhei para o susto.

Ela desapareceu

E agora...?

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Que semana...

Aniversário com todas as suas inerências, Bairro Alto a meio da semana com saltinho agulha, de repente a casa bem mais recheada de garrafas de vinho, queijos, enchidos....e assim se vai fazendo mais uma época natalícia (para mim e para o Menino Jesus).

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

E à chegada ao escritório

Tinha lá à minha espera estas lindas rosas, miminho com muito carinho do meu amigo "Toneca" e companhia...se o Porto estivesse aqui mais perto...são pessoas muito especiais, que me fizeram sentir muito especial.


quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Algumas surpresas...

Ontem, cedo, ter o Honey à porta do escritório, foi uma surpresa maravilhosa - atenção, eu não gosto de surpresas, mas esta de facto, foi excepcional. Adorei e senti aquelas "borboletas" na barriga...e a escolha dele, foi linda....acertou até na medida :)


Eu fiz 36 anos, o Sr. Manoel de Oliveira faz "200" - que espectáculo.

Iate dos Beatles afundou na Madeira - Sociedade - Sol

Iate dos Beatles afundou na Madeira - Sociedade - Sol

Ohhhhhhhh, eu jantei lá quando estive na Madeira :( Era tão giro!

Ontem o almoço foi uma delícia...

Não conhecia o conceito e fui lá almoçar com a amiga com quem ano após ano almoço sempre no meu dia de aniversário....e adorámos. O meu era uma mistura de carne com alheira, migas de grelos por cima e ovo estrelado e batatas às rodelas fritas (caseiras); o dela tinha queijo da serra derretido por cima - adorei e recomendo!



E é assim....

Alguns detalhes do que passou virão, um dia preenchidíssimo...mas aqui ficam os miminhos para mãe e filha by Vintage Bazaar.

O meu vestido é giro que se farta, quentinho e vira túnica num ápice; o poncho dela...é uma delícia e já está no "sapatinho" :)



segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

U2: Where The Streets Have No Name

Ontem dei com a minha filha a trautear este refrão, com uma dicção perfeita, versão 30 Seconds to Mars!

domingo, 8 de dezembro de 2013

"Slumdog Millionaire"

Confesso que não sou particularmente fã de argumentos/adaptações indianos - mas gostei muito desta adaptação e relembrei-a agora no Hollywood.

A dança do final é que me mata!

...e a Freida Pinto é lindíssima...tenho dito.
Os presentinhos já estão ali na árvore, hoje aproveitei estar nas imediações do Jumbo, tinham brinquedos em promoção e ainda trouxe mais uma surpresa com uns honrosos 40% de desconto, viu o embrulho e indagou, com ar de afirmação se era um presente para ela.

Disse-lhe que o presente era meu (não menti, é meu para ela) mas ela teimou que se é meu, também é dela.

Está bem se tu o dizes...chegámos a casa, a avó também já mandou um embrulho para o "sapatinho" dela, não colocou questões, não se aproxima da árvore para querer abrir as coisas, bastou eu dizer-lhe que os presentes são para ficar tal qual estão, até ordens em contrário e a pequena não questiona.

Fico espantada, pois a minha filha é daquelas crianças que questionam o porquê dos porquês, e neste caso, so far so good.

Apetece-me dar um Viva ao Sporting!

Viva!!!
E a febre voltou para me incomodar...

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

...para já nem vou dizer à minha mãezinha, senão a senhora começa já a hiperventilar, mas ando aqui com um problema numa córnea que espero que não passe de uma mera inflamação...mas já teve melhores dias...ai ai...

Estava há pouco a falar com uma colega acerca dos progressos da Bébécas

Isto porque ela tem um sobrinho de 5 meses (que curiosamente também nasceu a 4 de Julho na MAC), praticamente à mesma hora da Bébécas, mas com os tais 3 anos de diferença; ela está encantada com os progressos dele e sobretudo com as manhas, e claro acabamos sempre por trocar experiências.

E acabei por lhe dizer que enquanto são pequenos as novidades são diárias e dignas de registo e a cada dia que passa somos surpreendidos com o milagre que é esta dádiva que é ter crianças por perto - sejam nossos filhos ou não.

Assim, sem que nada o fizesse prever acaba de me perguntar:

 - Mamã, o roxo é de que côr?

Confesso que não atingi logo onde ela já tinha o raciocício e respondi-lhe que o roxo...é roxo!

 - Não mamã, o roxo é "peuple".

Ok, estava tudo dito, ela queria dizer que roxo = purple!


E é assim que muita gente pensa ainda nos dias de hoje...que horror


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

...a minha filha acabou de acordar com uma daquelas birras ocasionada por algum mau-estar que, até perceber que era eu ao pé dela a consolá-la não estava sequer a conseguir reagir à minha presença.

De repente começou com uma tosse horrível, falta de ar e eu aqui sozinha sem saber muito bem por onde lhe pegar; não entro em stress, bastou-me para isso o primeiro susto que apanhei com ela para aí aos 2 meses de vida para ser muito pragmática, mas...quando a consigo acalmar e colmatar qualquer dor que ela sinta e que tão pouco sabe explicar, perco as forças e fico-me para aqui a chorar e não sei onde vou buscar forças...

Avizinha-se mais uma daquelas noites péssimas, daquelas em que dá para ler um livro de uma ponta à outra, mas que no fim me perguntam o que estive a ler, e não consigo verbalizar.


E ainda não há muitas horas, estava eu a relembrar um amigo que vai passar umas semanas à África do Sul, para me trazer a t-shirt da praxe para a Bébécas, com algo relacionado com o país...e recebemos uma notícia destas....

Foi Grande

Dos Grandes de que há muito reza a história; estou com lágrimas nos olhos, este Senhor fez tanto, mas tanto....é uma inspiração, um exemplo a seguir, viver. Dedicou a sua vida à Humanidade, lutou contra o apartheid, os anos de prisão, o sofrimento, e aquela sobriedade, aquela paz.

Lembro-me de ver pela televisão a sua libertação e de, já na altura ter a noção de que estava ali um grande lider histórico.

Um Senhor, uma pessoa inesquecível e que deve ser lembrado por todas as gerações. Faço questão que a minha filha saiba quem foi Nelson Mandela - Madiba.


Até sempre Madiba....estou sem palavras :(


O que 1 ano a mais nos proporciona

E a acreditar no calendário, os meus 36 anos estão aí mesmo à porta e mesmo que eu me quisesse esquecer de tal data, não me deixavam; ora recebe sms's com voucher's daqui e dali, ora recebo emails com mais voucher's dali e dacolá, ora me dizem que se eu fizer uma compra no dito dia me dão pontos para trocar por não sei o quê...enfim, se uma pessoa estiver com crises de meia-idade e quiser ignorar o fatídico dia que se aproxima, não consegue.


Ontem à noite quando chegámos a casa, já do lado de fora do carro pôs-se a olhar para ele de frente e Eureka, descobriu uma coisa nova:

 - Mamã, olha ali, o nosso carro tem um losango (o logotipo da Renault)

É muito inteligentezinha esta minha filha.

E como nem só de brinquedos se faz o Natal

Comprei-lhe estes miminhos para a organização do quarto dela; já estão lá na árvore de Natal, pois é muito importante que também valorize a organização, a decoração e a preservação do mundo dela com muito carinho.


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

That's it


....e novos desafios, e novos projectos. e...e...e...

Ao passarmos pelas Portas de Benfica



Chama-me efusivamente à atenção:

 - Mamã, olha ali ali, um castelo, olha!

Sorri, confirmei (ainda é cedo para lhe explicar que eram uma das entradas edificadas para assinalar a chegada à cidade de Lisboa e comecei a trautear:

O (meu) avião de madeira

Não só porque quem viveu a primeira infância em finais dos anos 70, princípio dos anos 80 tenha sido criado numa sociedade com valores e oportunidades completamente distintas, mas também devido ao facto de, até à segunda união da minha mãe ter sido criada sozinha pela minha mãe e com muito apoio da minha avó, digamos que os bens essenciais nunca me faltaram, de todo (sei que a minha mãe passou por maus momentos para que nada me faltasse), as despesas com a minha saúde eram muitas, a maior parte do vestuário que tive até certa altura era em segunda mão e como é óbvio, os brinquedos eram mais escassos do que para outras crianças.

Contudo, em conversas com amigos acerca da sua infância, chegamos à conclusão de que por motivos semelhantes ou nem tanto, acabámos por ter os nossos primeiros anos algo parecidos, ainda que com as devidas reservas.

Mas sim, lembro-me de olhar para o lado e ver que a amiguinha do lado tinha a Barbie que eu gostava tanto de ter, ou a Barriguita, ou o Nenuco...mas por seu lado eu tive a bicicleta que na altura era das mais lindas que havia, tive o Spectrum e tinha acima de tudo (e sem dúvida que me fizeram passar dos meus melhores momentos de infância) uma biblioteca literária infanto-juvenil em muito construída pela minha mãe e avó, que põe a escassez de livros de muitos adultos de hoje em dia a um canto.

Olho para trás e sinto que embora não tenha acedido a certas coisas, o importante esteve sempre lá, a qualidade e não uma montra digna de qualquer escaparate de uma dada loja de brinquedos - mas na altura nós não percebemos.

E porque é que me deu para resenhar acerca deste tema!? Exactamente por causa dele, do meu avião de madeira.

Foi dos brinquedos de que mais gostei, um simples avião desmontável em madeira, com meia dúzia de peças e que me lembro de o ter, desde sempre; confirmado pela minha mãe há dias que me disse que mo ofereceu era eu muito pequenina. Esteve sempre no meu quarto e sinceramente entre as bonecas, esse avião e um carro da Polícia que o meu pai me ofereceu e que andava sozinho, foi dos brinquedos que mais me marcou e que tive a sorte da minha irmã não estragar 10 anos e meio depois.

Por estes dias, quando fui fazer a árvore de Natal com a Bébécas, lá fomos à arrecadação buscar as coisas, e sempre que lá vou trago algumas coisinhas que a seu tempo foram minhas e que a minha mãe com todo o carinho guardou, que, sendo adequadas à idade vão compondo o quarto e preenchendo lacunas que, dada a conjuntura deste momento, devemos aproveitar; a panóplia de livros infantis que tem, jogos, bonecos em miniatura, puzzles, têm dado uma grande ajuda.

Desta vez, ainda descobri lá mais alguns livros, um puzzle do Mickey (que oportuno), um jogo com os alimentos e o meu avião de madeira e pensei logo num destino para ele - limpá-lo com óleo de cedro e colocá-lo numa prateleira no meu quarto, com aquelas coisas que me marcaram mesmo pela positiva e que me deixaram saudades - qual quê, como que percebendo a minha satisfação com aquela peça, a Bébécas adoptou-o para ela, não mais o largou, quer levá-lo para o banho, faz-nos companhia nas refeições, dorme com ele e não vai a lado nenhum sem o bendito avião.

E pensar que tem o quarto cheio de brinquedos, de todas as qualidades e feitios e continuar a provar-se que salvo raras excepções, é das coisas mais simples de que eles mais gostam.

...Orelhinhas encardida incluída no rol.

Acerca da apreensão dos leões do circo

Houve uma parte da notícia que confesso me deu vontade de rir; os leões foram apreendidos ao Victor Hugo Cardinalli mas...ele continua a ser o fiel depositário dos felinos.

Pois...quem é que ia garantir a alimentação daquelas 9 alminhas!?

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

INXS - Beautiful Girl

E depois de tratar da contabilidade de my mum, no cada vez mais familiar site das finanças, vou descansar um pouco...a Bébécas já vai no terceiro sono :)
A minha penúltima noite não foi muito bem aproveitada; não descansei, o subconsciente levou-me a ter autênticos pesadelos que já não tinha há bastante tempo.

Com tanto revirar acordei cansada e mal-disposta, se calhar por isso a quase perda das chaves - estou a tentar arranjar uma justificação aristotélica da coisa.

A noite passada foi por seu turno, de sonho; deixei-me dormir no sofá e tal, a minha filha acordou às 04 da madrugada a querer um beijinho e o reforço do leitinho, mas tudo bem, dei-lhe todos os beijinhos que pude e tratei da minha flor.

Depois encostei-me para o outro lado, quentinha e o meu subconsciente levou-me para Londres com a Bébécas; estávamos felizes da vida a passear, a Bébécas fascinada no Museu de História Natural, depois vimos esquilos no Hyde Park, cheirava a Natal - enfim, naquelas horas de sono consegui explorar com ela tudo aquilo que Londres nos oferece e foi tão bom.

Acho que este sonho poderá ter sido um sinal, espero bem que sim, faço figas, torço...
...os drones têm sensores, estarão preparados para isso, mas os acidentes acontecem, e se eles chocam, se um controlador se distrai!? ...era uma vez duas encomendas, porque depois ficam para quem as apanhar.

Venda automática Nespresso

Yuppi, temos venda automática de cápsulas Nespresso no meio de uma das avenidas do Oeiras Parque...ena!!!!!


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

O dia em que eu (quase) perdi as chaves de casa

Todas as pessoas que me conhecem sabem que eu nunca perco nada - ok, o nunca é muito redutor, mas eu não por hábito perder as minhas coisas.

Até hoje; ao final da tarde, estava a preparar-me para sair o do escritório e nada de encontrar as chaves de casa; não hiperventilei pois calculei que estivessem algures caídas no carro...mas não. Voltei ao escritório, antes perguntei à Segurança se não tinham por acaso entregue ali umas chaves, voltei a procurar e nada.

Aí sim comecei a fazer contas de cabeça e a tentar perceber como ou onde as poderia ter perdido; todo o trajecto ao contrário, ainda parei na bomba de gasolina em que abasteci pela manhã...e nada, tinham lá umas chaves mas não eram o diabo das minhas.

Aí comecei a concluir que estava lixada com todas as letras maiúsculas que se possa imaginar e o último reduto de presença de espírito levou-me ao prédio, toquei à porta do vizinho do 1º andar para poder entrar, subi as escadas de 3 em 3 degraus e quando chego ao vértice entre o andar inferior e o meu...lá estavam elas, tranquilas e reluzentes na porta.

Voltei a proferir cá para comigo as letras maiúsculas que se possa imaginar, desta vez com uma entoação distinta e respirei fundo e rodei a chave e estava tudo no lugar.

 - Mãe, as chaves estavam do lado de fora da porta, disse-lhe eu.

Ao que a minha mãe responde muito aflita que graças a Deus, e para eu não entrar sozinha em casa, pedir protecção a um vizinho...

 - Mãeeeee, eu já estou no inside da casa, está tudo bem.

E a mãe que continuava a dizer que é perigoso, que podia estar um ladrão escondido ali à minha espera, blá blá blá.

E foi assim o dia em que eu QUASE perdi as chaves de casa; ainda dizem que não há dias de sorte.

Na última aula de Inglês

Empenhada em ouvir a lição, fazer os exercícios e aprender, num ápice abre muito os olhos, deixa de olhar para o professor e olha para mim, aponta com o indicador direito e diz:

 - "Mamã, não tomei a vitaminina."

Foi risada geral, interrupção por breves instantes da aula, recompor a criança e recomeçar.

Transmito-lhe no dia-a-dia algumas "responsabilidades" e ensino-lhe o quão importante é não nos esquecermos delas; a vitamina (que no caso da minha filha está a ser necessária dadas as fases de falta de apetite) é para ser dada de manhã, após o pequeno-almoço, mas como saí de casa já em cima da hora para irmos para a escola de inglês, não lha dei, sabendo que lha daria quando voltássemos, ainda antes do almoço. Mas a rapariga não se esquece da sua vitaminina; é o máximo.

domingo, 1 de dezembro de 2013

Recordação da Buracona (Ilha do Sal)



Foi dos fenómenos mais lindos que já vi até hoje; tal como todos os locais que já visitei fica sempre uma saudade.

Oh não!

A minha filha chegou à fase de proferir a palavra "cócó" e rir-se que nem uma parvinha.

E eu a dizer-lhe que não acho graça, porque o sítio do cócó é na retrete e ela a continuar a rir e a dizer que assim não gosta de mim.

Estes ritos de passagem parvos podiam não bater aqui à nossa porta - a estas coisas não consigo mesmo passar a mão pelo pêlo.

O nosso advento

E hoje de manhã, estranhamente a minha princesa deu o toque de alvorada às 09:50h, foi tão bom que eu nem estava a acreditar que dormi até àquela hora.

Tomámos o nosso pequeno almoço - torradinhas acabadas de fazer, leitinho, sumo de laranja e um semi-frio de manga para adoçar o dia; fomos buscar as coisas e eis que depois de uma árvore tímida, já temos a companheira do próximo mês e meio aqui ao pé de nós :)

1'st take:


E agora.....tcharam....





Paulo Almeida, um 'bom vizinho' doido por armas - Sociedade - Sol

Paulo Almeida, um 'bom vizinho' doido por armas - Sociedade - Sol

Não serão os primeiros vizinhos nem a primeira mulher que pensam viver/conviver com uma pessoa e afinal estão com outra.

Vivemos numa sociedade em que proliferam as traições, a duplicidade das vidas, os devaneios, a mentira, associações a drogas e crimes - e para quem vê de fora, mesmo que não veja um mar de rosas, nunca calcula que preces se rezam em cada convento.

Passei por algo semelhante e a partir daí, estes temas deixaram de me surpreender.

Eu digo-lhe para ir arrumar os brinquedos que povoam a sala

E ela abre a boca de ponta a ponta e começa aos berros, numa birra monumental e remata que está cansada!

Mas quem é que ensina a estes catraios este tipo de coisa?

A Velocidade Furiosa não será a mesma sem o Paul Walker :(

RIP


Diz o José Avillez no "Já ao Lume"

Que o seu avô dizia que a salada deveria ser temperada por um avarento e mexida por um louco; a minha avó dizia exactamente o mesmo.

E mais...com as mãos bem lavadinhas (como é óbvio) misturava os temperos com as mãos, e de facto era das melhores saladas que se podia comer.


sábado, 30 de novembro de 2013

E estas acendalhas com fósforo incorporado foram uma bela invenção.



A nossa lareira foi oficialmente inaugurada este ano


Para quem não tem muitos dotes incendiários, até não me estou a sair nada mal!

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Guano Apes - Big In Japan

Hoje deu-me para relembrar isto...

05 Living in a Lie - Guano Apes

No dia de hoje...mais uma família feliz

Nasceu há pouco o sobrinho de uma grande amiga - Arthur; deveria ser presente de Natal, mas decidiu vir mais cedo e cheio de garra.

Depois do Arthur, virá o filhote dela esperemos que para meados de Fevereiro; baby boom :)

Será que a minha filha aderiu às redes sociais e eu ainda não dei conta!?

Hoje de manhã, antes de sairmos de casa, tivemos um pequeno desaguisado porque a minha pimpolha é teimosa, e depois queria um gorro e eu entendi por razões estéticas que tinha que ser o outro, com o cachecol a mesma coisa e eu já estava a ficar aborrecida porque já estava a atrasar em muito a nossa saída de casa.

Remata ela:

 - Mamã, posso ser tua amiga? (com uma expressão ternurenta de Gato das Botas do Shrek ou um Basset Hound - no mínimo).


E ao longo da vida vamos percebendo quem de facto se preocupa, quem de facto são os nossos amigos, o nosso núcleo.

Acho que por muito que viva, nunca vou conseguir demonstrar a minha gratidão a um cada vez maior amigo que, depois de me terem dito que uma peça que está na minha família há décadas tinha um problema irrecuperável, e com a qual tenho uma ligação muito especial, moveu as suas montanhas e resolveu o problema com uma boa-vontade extrema.

Trata-se de uma pessoa com a qual não estou com regularidade, nem pouco mais ou menos, mas é de facto de uma entrega aos amigos, excepcional. Para além da ligação que tenho com a herança de família, agora, sempre que olhar para ela, a figura do meu grande amigo também vai estar presente.

Falando por mim e pela minha mãe, somos-te eternamente gratas my friend.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

...e após exactamente seis viagens R/C-3º andar e vice-versa, lá consegui trazer tudo para cima; o quadruplo do meu peso certamente.
Já fui tratar da lenha para o fim de semana :)

Isto da temperatura diminuir e a conta da EDP aumentar não tem piada nenhuma; assim olha, cria-se uma manobra de diversão, compra-se lenha, gasta-se o dinheiro na mesma, mas pelo menos damos outro ambiente à casa.

Está oficialmente aberta a época da lareira acesa ao fim de semana lá para os lados do nosso palácio!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

A propósito da estreia do 2º filme "The Hunger Games"

Vejo-me "forçada" a render homenagem a este senhor; na reportagem da SIC estava no seu melhor. Ai Lenny Lenny!!!


terça-feira, 26 de novembro de 2013

O gato Tom chegou à família

E é olhar para a minha filha e ver o ar dela de indagação espantada com o gato a repetir o que ela diz, e a pôr a patita no ouvido...não me larga o telefone, mas depois o Tom fica cansado e tem que ir fazer ó-ó.


:(

Bem, lá fui para a urgência; cada vez gosto mais do Hospital da Luz; a pessoa chega, acaba de fazer a inscrição e já está o médico à porta à nossa espera.

Confesso que hoje era daqueles dias em que não me apetecia mesmo nada esperar.

Lá fui auscultada, a maleita ainda não desceu aos pulmões e aos brônquios (thank God), mas se me deixasse estar quietinha, chegava lá num instante.

Venho com uma série de coisas para tomar e a esperança de que daqui a uns dias esteja bem melhor; I hope.

E é assim

Lá vou eu em movimento acelerado até à urgência do Hospital da Luz porque já não estou a aguentar esta gripe que não passa, já não tenho forças e tenho uma criança que precisa de mim à minha espera.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Que frio!

No decorrer de uma limpeza à carteira

Deparo-me com um cartão em que está inscrito o seguinte:

4.730kg
14h32
05/08/2010

Tanto tempo decorrido e tão pouco; tantas aventuras e desventuras; tanta alegria e tanto sofrimento - foram tempos conturbados aqueles primeiros meses de vida da minha princesa, mas ela esteve sempre no seu melhor.

E embora eu achasse que o meu leite mais parecia água, o facto é que ela engordava a olhos vistos; que fofura e que saudades.
...mais uma noite em que dormir esta a ser dificil com esta maldita gripe!

domingo, 24 de novembro de 2013

Com alguma frequência, a minha bebé acorda a meio da noite e diz assim:

Mamã, quero dar-te um beijinho.

Fico toda babada e sejam que horas forem, levanto-me com todo o prazer e encho-a de beijinhos.

Estou tão doentita

Que aqui em casa se inverteram os papéis; a minha filhota foi para a cozinha dela, e trouxe-me um chá e logo de seguida o almoço.

E está a dizer-me para beber a água e comer o almoço todo - e o almoço é, um frango, salsichas e um "coração"; atenção que não é para comer com as mãos!!!

E agora foi fazer mais uma coisa para mim...o que será...

Agora é chá roxo diz ela; só isto para me alegrar.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Então o Adam Levine foi eleito o mais sexy do mundo.

Não discordo não senhor, mas temos outros senhores no mesmo patamar.

É que fico mesmo chateada quando recebo mensagens destas no meu telemóvel:

"Crédito pessoal especial Natal TAN 0% primeiros 2 meses e 14.6% nos restantes. Prazos 12 a 84m e montantes 5000€ a 50000€. TAEG 16,1% p/5000€ em 84m, primeiras duas mensalidades 61,13€ e seguintes 97,96€. Todos os encargos incluidos, totalizando 8154,98€. Fale connosco. Ligue 123 456 789. Válido até 151213. Sujeito a aprovação."

Não conheço esta gente que me está a "oferecer" esta prenda, nunca fomos amigos, pois nem sequer nos conhecemos e chateiam-me com isto. Não aborreçam as pessoas, não queiram colocar mais dívidas em cima dos ombros das pessoas.

Chega.

Bolos Lêvedos


Ando com umas saudades desta iguaria, que neste momento desejava que os Açores estivessem aqui ao lado; o meu organismo está a pedir bolos lêvedos, please.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Suspeito de homicídio de Alexandra Neno entregou-se à PJ - Portugal - DN

Suspeito de homicídio de Alexandra Neno entregou-se à PJ - Portugal - DN

Meu Deus!

Fotos de Natal

A minha boneca fez uma sessão de fotografias para oferecer no Natal num estúdio preparado para o efeito.

O cenário a condizer, ela com o seu fatinho Oscar de la Renta que lhe comprei para o Natal do ano passado (parece exactamente uma ajudante em miniatura da fábrica dos brinquedos na Lapónia), linda de morrer.

Quando me entregaram o resultado...fiquei sem palavras. Está tão linda, tão boneca, que não sei se vou ter coragem de partilhar aquelas fotografias com alguém. É mesmo uma fofura a minha filhota.
E o estado gripal ou constipal ou seja lá o que for continua a dominar a minha área; confesso que depois de um mês e tal assim já começo a ficar cansada de não respirar, ter frio, não ter forças, não ir ao ginásio...etc. A auto-medicação não está a surtir o efeito desejado e começo a andar quase agarrada às paredes - cheira-me a que isto já ultrapassou os limites do razoável e tenho que pegar nas minhas perninhas e ir à urgência.

Não gosto de tomar antibióticos, fujo disso a 7 pés, mas neste momento parece-me a única saída, ou então que se opere um milagre em mim e que eu melhore rapidamente.

Logo num fim de semana com tantos planos.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

És minha amiga mamã?

....sou tua Mãe. Amigas espero eu que na vida tenhas algumas e que partilhes com elas os teus bons e maus momentos, algumas dúvidas, os segredos incríveis, as novidades...eu estarei para tudo o resto, e por isso sou a tua mamã.

Olhou para mim com um ar solene a digerir palavra a palavra.

Dia Nacional do Pijama

...então e só agora é que me dizem isso!?

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Yes, We did it!

Caramba, o Cristiano está no seu melhor!!!!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Poste update

E para actualizar o que referi aqui, hoje de manhã o dito poste lá continuava com a sua medonha tendência para cair em cima de algo que não devia, mas ao fim do dia, já estava arranjado - muito bem, sim senhores, não tão rápido como a situação o exigia, mas podia ter sido pior...ainda bem que liguei e reportei.

Não sei se outros o terão feito, por questões de civismo e preocupação com o próximo era bom que sim, mas sinto que aqueles minutos que "perdi" ao telefone, podem ter salvo uma vida e isso apazigua a minha alma inquieta.
...por aqui está-se doente...quer dizer, continua-se.

Parabéns Mickey!!!

Não fosse ele neste momento o personagem/amigo preferido da minha filha, não merecia tamanha honra; hoje vamos apagar uma velinha num cupcake para festejar o aniversário do Mickey.


domingo, 17 de novembro de 2013

E a Zilian vem a seguir e desgraça uma mulher....

Feito :)

E eu gosto tanto de ver as crianças com ar de crianças

Que é exactamente o que elas são, que continuo a fazer muita resistência a calçá-la/vesti-la tendo em conta algumas das tendências que vejo agora, com muitos brilhos, purpurinas e afins.

E assim, ela estava a precisar e acabei por lhe trazer estes 2 pares:


A alegria dela quando os viu e experimentou, é demais; as demonstrações de gratidão por algo que não é mais do que a minha obrigação enquanto mãe.


sexta-feira, 15 de novembro de 2013

E cá continuo eu a sentir-me doente, com aquele frio que me atravessa os ossos e uma vontade em ficar deitada, quentinha e quieta...que síndrome será este?

É por isso que este país está assim

Num dos meus trajectos diários, reparei há cerca de 2/3 dias que um poste de electricidade, daqueles robustos em cimento tinha levado traulitada tal, que está bastante danificado/carcomido sensivelmente à altura do meu joelho ou pouco mais e com uma inclinação considerável com grande tendência a ruir para a estrada.

Na 2ª vez que por lá passei, olhei com mais atenção e concluí que a coisa está mesmo periclitante; o que faz um cidadão preocupado com a sua segurança e dos demais!? Denuncia.

Liguei para a protecção civil, naquela base de que mesmo que não fosse do pelouro deles, que reencaminhassem; pois que chutaram para outro sítio porque não é com eles.

Então a probabilidade de um poste daquele tamanho cair em cima de uma ou mais viaturas e matar alguém na via pública não vos faz sequer reencaminhar esta informação, porque eu tenho mais do que fazer!? - ok.

Segunda tentativa - linha de apoio da EDP; também não é com eles; à terceira, lá liguei para a linha das avarias novamente da EDP, lá registaram a ocorrência e que assim que lhes fosse possível enviariam uma equipa para apurar os danos e a perigosidade da situação.

 - Mas pensam enviar quando, já que o assim que possível não é muito claro para mim e a situação está mesmo perigosa.

A contestação, ainda que com todo o profissionalismo e cordialidade foi a mesma - que não previa quando, mas que me garantia que o mais breve possível.

Hoje, voltei a passar pelo mesmo local, ou é impressão minha, ou o poste ainda está mais inclinado para a via do que ontem, os blocos de cimento desintegrados e a parte de ferro que compõe a estrutura completamente descarnada.

Depois daquilo cair em cima de alguém é que se vai actuar?

Enfim, sem comentários.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Maldita constipação caramba; já não me aguento muito bem em pé, sempre de lenço de papel em punho e ao final do dia o estado febril.

Hoje apetecia-me que a minha filhota me pudesse fazer o jantar, na cozinha dela e tudo, não faz mal; o carinho dela basta para me alimentar.


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Jeff Buckley - So Real

http://www.youtube.com/v/EcaxrqhUJ4c?version=3&autohide=1&feature=share&autoplay=1&autohide=1&attribution_tag=fb8qjBCJOcRVCKDDtmj4VA&showinfo=1

Acordei com um ligeiro estrondo

Ao que se seguiu a minha criança a chorar e a chamar por mim; lá fui eu a correr e dei com ela sentada em cima da cama, bem lá no cantinho.

Fiz contas de cabeça e cheguei à conclusão que não podia ter caído da cama, pois o tempo que demorei entre ouvir o estrondo e entrar no quarto dela foi ínfimo.

Mas que raio....

Bem, depois do choro da praxe e dos miminhos, lá me disse que tinha batido com o nariz na parede; não sei como conseguiu tal proeza, mas apanhei um susto.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Bife + Grifo = Bifo

 E por mais que eu lhe soletre b-i-f-e a minha pequena repete bi-fo!

É bi-fo mamã, tu não sabes!

Amoras silvestres

Não aprecio, mas este cesto está lindo...


By Queijos Serra da Estrela

Não acho normal, nada mesmo

Deixei passar um cupão de desconto de 10% do Continente - ora que treta!

Sapatos novos para a Bébécas - precisam-se

Cresce a olhos vistos e de um dia para o outro parece que tudo deixa de servir, meu Deus; o que me vale é que por norma tenho mais do que um par de sapatos para ela para diferentes ocasiões (1 par de ténis, as clássicas carneiras, as galochas e uns sapatos mais maleáveis).

Pois que mesmo assim, e estando eu sempre a controlar, do nada me disse que o dedo já está na ponta das carneiras - lá fui carregar e de facto já se sente qualquer coisa; desta assim de repente não estava eu à espera.

Ontem fui a uma das sapatarias do costume, e de todos os modelos de carneiras que tem, não tinha o número da Bébécas e já nem vai receber. Segue-se a procura incessante pelos sapatos dela :(

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

No dia de S. Martinho

Pelo menos nos anos em que morávamos em Lisboa, invariavelmente ao final do dia a minha mãe ia comigo passear pela baixa, ver as lojas, passagem obrigatória pela extinta Quermesse de Paris (raramente trazíamos de lá alguma coisa, mas para mim só entrar naquele mundo de brinquedos já era um sonho) e o nosso magusto. Castanhas assadas na hora para mãe e filha.

E que orgulhosa que eu andava com o meu cartuxo em punho, feito com papel da lista telefónica, a deliciar-me com as minhas belas castanhas. Lembro-me tão bem, e tinha os meus 3/4 anos...

Não vou para a baixa com a minha pequenita (não que ela não mereça) mas com esta constipação, ia custar-me a mim e a ela, e ainda ficávamos pior; vou aldrabar um pouco a tradição, fui ao Pingo Doce comprar um saco de castanhas congeladas, chegamos a casa, vão ao forno com sal e ficam formidáveis.

Um suminho a fazer de conta que é água pé, e lá vamos nós fazer o nosso magusto.



E viva o romance

Não sei se me estará a escapar alguma coisa, mas a minha inbox tem sido bombardeada com sugestões para fins de semana românticos, cá pelo país e/ou lá fora - o fim de semana pode ser romântico ou não, mas que de vez em quando sabe bem sair da rotina, lá isso é verdade.


Já estou farta de estar constipada

Tenho frio, espirro que me farto, não me apetece comer, enfim, não me apetece fazer grande coisa; tenho dores no corpo todo, só me apetece deitar e não acordar tão cedo.

A criança também anda no chove não molha, aflita do narizito e com alguma tosse; aquilo vem e vai, vem e vai.

Caramba, ainda agora isto começou e eu já ando aqui a rastejar; já não me lembro de pôr os pés no ginásio, em casa faço o mínimo indispensável, convites para jantaradas e passeatas têm ficado na gaveta - lá me dedico à minha bebé, mas falhei a última aula de inglês porque não tive mesmo forças para a levar.

Que raiva, a minha filhota faltar a uma aula por minha culpa; não gosto e estou para aqui a penitenciar-me e triste e já passámos pelo caminho que dá acesso à escola e ela perguntou pelo professor....

Bem, preciso mesmo ver se arribo, porque já estou há um mês assim e não há condições.

O susto da minha irmã

Para além de termos 10 anos e meio de diferença, partilhamos "apenas" a mãe, porque o pai de cada uma é seu e não comum.

Andámos nas mesmas escolas, com os devidos anos de distância, desde a Primária até à Faculdade e tirámos o mesmo curso superior...uau, tirámos não, ela tirou o mesmo que eu, porque eu fui primeiro, ahahahahah.

Fora isso, pouco temos em comum; olhando para nós ninguém diria que somos irmãs, ela é mais focada para as ciências, eu para as letras, tem aptidões incríveis para todo o tipo de desenho, tem veia de artista.

...e não gosta nada de conduzir; para ela se decidir a tirar a carta, foi um suplício; porque não precisava, porque a rede de transportes públicos é muito boa, e por aí; mas enfim, lá tirou, fez aquilo num instante e tudo à primeira, mas esquiva-se de conduzir, como o Diabo da Cruz.

Na semana passada, a propósito das greves, lá se decidiu a levar o carro, correu tudo lindamente até que, na sexta-feira ao fim do dia, já muito perto de casa, não é que ficou literalmente sem travões!?

Depois de saber que tudo estava bem e que ela se saiu muito bem do problema, deu-me vontade de rir - imaginar o pânico dela a carregar no pedal e aquilo não dar nada - não tem graça nenhuma, mas depois de sabermos que tudo se resolveu pelo melhor, dá vontade de rir, eu até rebolei.

É preciso ter azar, uma pessoa com todas as reservas que ela tem a conduzir, ficar sem travões - só provou que são medos parvos e que perante uma adversidade fora do comum, conseguiu dar a volta e sozinha controlar a situação.

Well done manota!
A minha pequenita hoje teve um acidente e fez um xixi no tapete da sala :(

Eu apercebi-me que ela estava incomodada, começou a fazer beicinho e os meus olhos foram logo para a mancha fatal - já passou, disse-lhe, lá fui lavar o tapete com água e karpex, tratar dela, e não se falou mais no assunto. Acontece e não é nenhum crime. Agarrou-se a mim como se não houvesse amanhã.

domingo, 10 de novembro de 2013

Este caso do GNR condenado por ter morto o filho do ladrão em fuga, é de bradar aos céus.

Tratou-se de uma perseguição a um ladrão, que levava o filho menor no carro - de quem é a culpa!?

Enfim...e ouvir a veemência com que outro ladrão, o advogado já acusado de uma série de crimes a defender o seu cliente, é de bradar aos infernos.

Enfim, houve uma falha, uma criança foi abatida e não o deveria ter sido - mas se um homem premiu o gatilho que o matou, outro levou a que a criança fosse abatida, portanto, deviam levar os 2 com a mesma pena. Haja sensatez.

Que giro

Encontrei agora um livro com referências ao meu pai:

"A political history of the civil war in Angola: 1974-1990"


"Mamã, não quélo ver as mostícias, quélo ver o Mickey!"

Popota (ma)

De ano para ano acho que a criatura Popota está mais atrevida; mas a personagem foi criada para as crianças ou para os pais que gostam de formas mais arredondadas!?

Não percebo nada disto.

Ao que se seguiu agora

"Mamã, és tão quidinha!"

A minha filha, o que tem de tresloucada, tem de doce.

Disse-me a minha filha há pouco

"Mamã, tu és fixe!"

Ontem fechei um ciclo

E a sensação de nem olhar para trás e seguir em frente...que alívio.

sábado, 9 de novembro de 2013

No noticiário da SIC

Estão a dar agora mesmo uma notícia acerca do falso médico do Fundão que andou aí na berra há 20 anos atrás; os "doentes" adoram-no....e ele afirma que não se considerava charlatão.

Sim senhor, um documentário a guardar para o entregar a quem de direito.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Sempre Camus

"É por demais evidente que o pensamento político se encontra cada vez mais ultrapassado pelos acontecimentos. [...] Bem entendido, o espírito segue arrastado pelo mundo. A História corre, enquanto o espírito medita. Mas esse atraso inevitável aumenta hoje na proporção da aceleração histórica. O mundo mudou mais nos últimos cinquenta anos do que tinha mudado nos duzentos anteriores. E vemos hoje o mundo empenhado em regulamentar problemas de fronteiras, quando todos sabemos que as fronteiras são hoje abstratas." ("Atuais") 
HONRA: "De resto, como fazer compreender que uma criança pobre pode por vezes ter vergonha sem nunca invejar coisa alguma?" 
("O Primeiro Homem")

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/cem-anos-e-60-citacoes-de-albert-camus=f839777#ixzz2k5wZhZn8

Dêem formação a alguns operadores de call center...por favor!!!

Começo por dizer que é uma profissão que respeito como todas as outras, sendo que eu própria numa fase da minha vida não tão longinqua assim também fiz um part-time nessa área e deu-me imenso jeito; não posso dizer que tenha aprendido muito, pois possuo bastantes facilidades de comunicação e aptidão linguística, mas foi uma experiência que pelo menos me proporcionou alguns dividendos, que são sempre bem vindos.

Por questões pessoais não posso é sequer ouvir falar no call center do banco Santander, de uma criatura que lá opera em especial e cuja idoneidade e seriedade não existem, mas trata-se apenas disso, nada mais.

Pois que tanto sou abordada de uma forma extremamente positiva pela parte de algumas empresas, como também por outras é de bradar aos céus, tal não é a incompetência e falta de aptidões para se contactar com as especifidades do interlocutor.

Hoje:

Toca o telefone; não atendo por hábito números suprimidos, a não ser que me apeteça brincar um bocadinho, mas como o número para o qual me ligaram é o meu contacto mais privado de todos, contando-se pelos dedos das minhas 2 mãos as pessoas que a ele têm acesso, resolvi atender.

Vem de lá uma sujeita muito acelerada a perguntar se podia falar com o Sr. António Mendes; ao que lhe respondi com calma que não era possível, pois o número de telefone pertence-me e desconheço quem seja esse senhor.

Pergunta novamente a sujeita, ainda mais acelerada:

 - Mas então eu estou a falar com quem?

Ao que eu, continuando serena lhe respondo:

 - Está a falar comigo.

Aí, a velocidade passa a impaciência e relativa rudeza:

 - Mas diga-me o seu nome, pode ser!?

Aí a minha calma deu lugar a uma resposta seca:

 - Se quer falar comigo, sabe concerteza o meu nome; se me está a perguntar, certamente não era comigo que queria falar, mas sim com o tal senhor António Mendes...portanto se me dá licença...

 - Ah, mas eu não estou a ofendê-la a perguntar o seu nome, mas eu preciso de saber, blá blá blá.

Terminei com um incisivo:

 - Mesmo que não me dê licença....e desliguei.

Isto serão formas de se abordar um "cliente"? A dita senhora não só não iniciou uma chamada correctamente, como também ela própria não se identificou e de cada vez que abriu a boca mais ineficaz foi a mensagem que tentou passar.

Lamento, mas para call center's assim, não tenho a mínima paciência. Há muito desemprego em Portugal, pessoas que concerteza sabem fazer bem o seu trabalho e temos pessoas sem a mínima qualificação vocacional para um serviço destes.

Enfim...


Que lindo

Confesso, estou apaixonada por este lustre - não fosse o preço....


E daqui a pouco mais de 1 mês é o meu birthday outra vez; o tempo passa a correr e o ano da graça de 77 já lá vai há 36 anos!
Começo a ficar cansada de passar a estação fria de lenço em punho com o nariz sempre entupido; quando pioro até a zona que circunda o nariz fica queimada.

Ora é gripe, ora constipação, ora sinusite...mas que chatice :(

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Hoje ao acordar

Ainda antes de abrir o primeiro olho, senti uma presença, algo que não consegui identificar naquela fracção de segundos em que ainda se está muito sonolento; acendi o camdeeiro, abri o tal primeiro olho e estava a Bébécas a olhar para mim, tranquila, com a almofada do coração numa mão e na outra, a "Naínhas" e a "Jonaninha".

Mal me viu com "vida" pulou para a minha cama e encheu-me de beijos; não é cedo demais para os papéis se inverterem? Estarei a ficar velha?

Banco Central Europeu baixa taxa de juro para 0,25% - Economia - DN

Banco Central Europeu baixa taxa de juro para 0,25% - Economia - DN

Vá vá, lindos meninos, que a minha Euribor vai ser revista tendo em conta a média deste mês; vá trabalhem.

É lógico que isto é um mau sinal para os mercados, mas para quem tem créditos à habitação são lufadas de ar fresco.

Saudades desta fase


Em que era mais portátil....

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Ao consultar um dos blog's da minha eleição

Deparo-me com uma lista que se denomina "é próprio da idade" e de facto, identifico ali comportamentos da Bébécas, alguns deles que vêm adiantados e outros que bem podiam já ter passado à história, nomeadamente:


  • Berros à mínima frustração
  • Recusa-se a comer
  • (finge que) Não ouve quando a chamo
  • Diz que somos feios e maus
  • Dá muitos beijinhos e diz que nos adora
  • Faz perguntas...curiosas!
  • Tem dores de barriga (imaginárias)
  • Tem amigos imaginários
  • A uma imposição responde NÃO!
  • ....e pela primeira vez mentiu descaradamente, mas logo se arrependeu

Há mais, muito mais!

Subscrevo e passo a citar:

"A falta de carácter não é uma doença mental, mas uma doença mental grave pode conduzir à falta de carácter."

Ana Sá lopes, Jornal i, 30 de Outubro de 2013

O que tem de espalha-brasas tem de pseudo-chique

Agora diz que lhe apetece uma tosta mista e a seguir um macaron....ah, sei lá!

....vai uma sopinha e a carninha assada :)

Mulher esfaqueou o seu cão que lhe matou filha de 4 anos - Globo - DN

Mulher esfaqueou o seu cão que lhe matou filha de 4 anos - Globo - DN

Se de facto o fez para proteger a filha foi uma acção instintiva e creio que não deva ser criticada; e mesmo que tenha sido depois, lá vem o instinto novamente. Se algum perigo se impõe aos nossos filhos, uma pessoa cega, sem dúvida.

Agora também é importante saber em que circunstâncias se adoptam os animais, como é feita a integração deles no novo contexto familiar, pois, para todos os efeitos, o animal tão pouco tem culpa - enfim, foi uma desgraça.

Mas que raio

Sou alérgica a tudo o que não seja metal precioso, mas também faço alergia à prata - até me põe a pele verde, tal não é a reacção; desde que comecei a usar peças da CK e da Tommy, fiquei bem contente, porque ao material deles não faço alergia - o que é óptimo.

Com os brincos, só aos de ouro e platina  não fazia alergia até há pouco tempo; mas atenção, só na orelha esquerda, a direita não reclama.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Homem detido na Grécia por atirar moedas contra chefe da troika - JN

Homem detido na Grécia por atirar moedas contra chefe da troika - JN

Um indivíduo é detido por atirar um punhado de moedas...sim senhor, é uma agressão pois está claro. Há agressões tão piores que passam impunes.

Kobe

Dear God, o que é que eu ando a perder! Tenho que comer um bife Kobe, ao que parece é soberbo; Olivier, não perdes por esperar my dear.

Detida por entregar droga ao filho preso na cadeia - Portugal - DN

Detida por entregar droga ao filho preso na cadeia - Portugal - DN

Grande mãe sim senhora; ainda é mais criminosa do que o filho, porque pelos vistos apoia as práticas ilícitas e ainda o incita a continuar.


Que terão feito à Nadezhda!?

Será que a Gulag operando em pleno século XXI lhe aplicou mesmo a "pena capital"?...é um regime muito complicado mesmo e por isso esta jovem é um exemplo de coragem.

"Condeno" com a devida insignificância que tenho, os actos cometidos que a levaram à pena de prisão; fui educada a respeitar solo sagrado, seja ela onde for, esteja onde estiver, mas num regime como aquele, acredito que quem tem a coragem de dar a cara, o faça sem pensar nas consequências, sem olhar a meios.

Gostava que ela saísse viva disto e que aquele país se "abrisse" um pouco mais, pois é uma potência extremamente importante na história mundial.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Se o arrependimento matasse...

eu já tinha ressuscitado!

A minha filhota hoje abusou

Quer dizer, estava tão calminha, enquanto tratava do jantar dei-lhe um bocadinho de iogurte liquido e não é que foi regar as coelhas com aquilo!?

Agora estou aqui aflita se as bicharocas terão bebido iogurte e que lhes faça mal, estão todas peganhentas, pois apesar de ter tentado limpá-las, com aquele pêlo todo, o resultado não foi muito positivo e pura e simplesmente dada a fragilidade delas, não as posso passar por água, champô seco não tenho, portanto isto está bonito.

É que uma pessoa vira a cara por 1 minuto e ela faz-me destas :(

Fiddler on the roof - If I were a rich man (with subtitles)

Já não se fazem filmes nem músicas assim...

http://www.youtube.com/v/RBHZFYpQ6nc?version=3&autohide=1&autohide=1&showinfo=1&autoplay=1&feature=share&attribution_tag=O5J3CsJ4esfnMdkfSwEIxQ
....e a tosse da minha bebé intensificou-se nas últimas horas :(

domingo, 3 de novembro de 2013

Cada vez mais as pessoas se estão a transformar em voyeuristas

Os Big Brother's e programas dentro da mesma senda não ajudam (confesso que segui com algum interesse o programa dos gorditos, não pelas suas rotinas e afectividades, mas acima de tudo pela, pelas lágrimas por atingir um objectivo, pelo sucesso e superação) e as revistas de todas as cores, tão pouco.

Tudo bem que a população é muito vasta, cada fatia tem os seus interesses, mas cada vez mais acho que certas coisas não passam de lixo e podem colocar lá algumas pessoas também.

Não digo que a totalidade das pessoas que vão a estes reality shows sem qualquer objectivo manifesto (e aqui excluo os gorditos, os masterchef's, etc.) sejam pobres de espírito e refugo da sociedade, mas grande parte pelo pouco que vejo entre um e outro zapping, obviamente que o é.

São opções de vida, mas ralé, é ralé.

Agora, ir ao supermercado e ver pessoas paradas no meio dos corredores a folhearem as revistas que estão em venda, ávidas de ver a última fofoca acerca do divórcio da Bárbara Guimarães e do Manuel M. Carrilho - um divórcio como tantos outros, em que se cometem excessos de parte a parte como em tantos outros, com existência de escândalos como em tantos outros.

É triste, não se trata de uma novela e não entendo porque é que tantos anónimos gostam de fossar a vida alheia e muitas vezes não olham para o seu quintal, local em que se passam coisas semelhantes ou bem piores.

sábado, 2 de novembro de 2013

Proud

A entrega do diploma de conclusão do 1º ano de Inglês da minha Bébécas; festa, alegria, emoção da mamã e uma menina que se portou à altura ao receber o seu diploma.

Com o avançar das conquistas, a ver se me habituo aos sucessos da minha pequenita, que espero que sejam sempre muitos e dignos de recordação.


Por aqui espirra-se outra vez

...mãe e filha; começa a minha saga sazonal.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Reconstrução

Hoje, uma pessoa próxima foi fazer a reconstrução mamária, após o cancro da mama; retirou o peito há cerca de 2 anos, passou pela quimioterapia, radioterapia, todos os dilemas da mutilação vs tratamentos, mas sempre com uma presença de espírito inquestionável.

Esperemos que seja um recomeço, um feliz recomeço.

Está a ouvir um concerto de violinos

E eu (para variar) a espirrar; daqueles espirros seguidos e irritantes.

 - Mamã, cala-te; quélo ôvili a música cássica!


Último eclipse solar do ano é no domingo - Vida - Sol

Último eclipse solar do ano é no domingo - Vida - Sol
Sabia lá eu que os faróis do carro se podiam polir; realmente estavam muito baços, mas pensei que fosse ou desgaste, ou sujidade interna.

Ganhou o "desgaste"; mais propriamente pelo facto de serem de plástico o próprio sol os queimar; bem, lá terão que ser uns novos, não é!?

Nada disso; existe uma massa própria para os polir e ficam como novos; se não fosse o meu amigo RB eu não percebia nada destas coisas; num instante ficaram impecáveis.

E diz-me sempre que, no dia em que eu decidir comprar outro carro, para nunca me desfazer deste; está bem estimado, as peças que tem levado são de origem, fui eu que o estreei, e o que me dariam por ele, nunca seria compatível com o que ele vale na realidade. E é assim o meu Bob, vai fazer 10 aninhos na próxima segunda-feira.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Devido aos alertas de mau tempo

Recordo que por norma, o dia de Todos os Santos, é um dia triste.

Um feliz Halloween para todos

E quem diria que sou eu com uma "aura" sinistra; medo!!!!!!