quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Instantes únicos

Tenho andado tão ausente...e não que não tenha vontade de escrever, de perpetuar o que sinto, mas porque ao longo deste tempo, quis deixar muito para mim...e agora pensei, por que não também transpôr para aqui os momentos tão felizes que vivo neste momento.

Começando pelo princípio, posso dizer que até agora, até este momento, o dia 25 de Outubro de 2009 foi sem dúvida o dia mais feliz da minha vida; e, não é para menos. Um dia em que vemos uma parte de um dos nossos maiores sonhos ser alcançado.

Foi nesse dia que descobri que eu e o P. estávamos no início de uma aventura que jamais terminará, foi nesse dia que soubemos que iamos ser Pais!

A felicidade foi muita, mas a apreensão também. E agora?

Entre fazer um rol de exames, um rol de consultas, um sem número de cuidados, lá se têm passado estes meses com cada vez mais ilusão e uma felicidade crescente.

Chegámos à altura em que o bébé se manifesta, em que a presença dele(a) é uma constante e não nos faz esquecer que já existe.

São de facto momentos na vida de uma pessoa dotados de uma magia indescritível, e posso dizer que mesmo sem o/a conhecer, estou perdidamente apaixonada por ele/a.

Nota: Neste momento já sei se carrego no meu ventre uma borboleta ou um futebolista, mas para este espaço para já essa revelação ficará em suspense.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010