terça-feira, 30 de abril de 2013

Quem quiser levar a minha lista de compras...é só dizer

;-)
...a situação escatológica mantém-se; sempre que pode retém a situação e diz que o dito se foi embora, quando não retém faz onde não deve, mas continuo com o máximo dos carinhos, da pedagogia e da paciência a tentar que o procedimento seja corrigido...veremos.

Não deixou de ser engraçado há uns dias atrás num local com amigos ter-me cheirado a "esturro" e eu a tentar pegar nela para a ir limpar, ao que ela muito senhora do seu nariz:

- Mamã, é um PUM!

Risada na audiência!
Hoje fiz mais uma conquista, e sabe tão bem, estou mesmo animada!

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Manteiga de amendoim

Quando era pequena adorava manteiga de amendoim; Skippy era a marca, boião com tampa azul; lembro-me como se fosse hoje, mas com o crescimento deixar de ligar e até de gostar, confesso. Hoje até me sinto enjoada ao lembrar-me que comi carradas daquilo.

A Bébécas nunca provou, não sei se gostará, mas achei piada ao facto de ter recebido hoje a newsletter da BabyCenter UK (site aconselhado pela minha amiga L. há uns dias e que é de facto excelente para quem tem crianças e necessita de tirar dúvidas, aprender truques, acompanhar as fases dos nossos filhos, etc.) e vir lá o seguinte:

"Peanut butter is made of mashed-up peanuts", na rúbrica - Fun Facts for your child.

Tenho que lhe dar a provar.

Acho o máximo

 " - Onde tá mina caixa do dedo?"

Oh meu Deus, mas o que será isso...dei voltas e voltas e nada.

Até que ela própria gritou "eureka".

E o que é afinal a caixa do dedo, o que é?

....o dedal, o que haveria de ser!

Aos Senhores da AT # 2

Não se pode estar só a espezinhar estes senhores, também lhes podemos conferir elogios quando merecem; não me manifestei antes porque achei sinceramente que era sorte a mais, deixei-me calmamente estar à espera de novidades no saldo bancário...e não é que o meu reembolso já lá está!?

Update: entreguei a declaração pelo portal a 29/03 (sim, já estava disponível nesse dia), no dia 01/04 a declaração passou ao status de "certa", cerca de 15 dias depois já tinha assumido "declaração com reembolso", uma semana depois "reembolso emitido", na 6ª feira à noite recebi sms da AT a confirmar a transferência e de facto está tudo saldado.

Não foi o pior dos cenários (31/08) e num mês fiquei com a situação resolvida; obrigada meus senhores, não há nada como termos o que nos pertence do nosso lado!

domingo, 28 de abril de 2013

A tia ofereceu-lhe um perfume da Disney cujo frasco é um Dalmata; andou a mexer em tudo e mais alguma coisa, desarrumou-me a casa toda e veio trazer-me toda orgulhosa o frasco de perfume.

Disse-lhe em primeiro lugar que não devia ter ido mexer naquelas coisas, mas depois anuí que era um Dalmata.

Responde ela:

 . Não é não, é o cão!

Esta mamã não percebe nada disto.

sábado, 27 de abril de 2013

No outro dia uns certos minutos numa eliptica fizeram-me concluir que não só não estou assim tão em baixo de forma como pensava, como também o peso constante me favorece; não continuem a dizer que estou magra por favor, porque eu sempre fui assim!

Isto de se andar com uma Bébécas para cima e para baixo, carregar sacos e sacolas, brinquedos e carros de bonecas, triciclo e afins tem as suas vantagens.

Talvez se tivesse agora outro filho, das duas não haveria três, ou emagrecia generosamente, ou então começaria a fase da engorda, porque os 30, já vão a meio.

Roll On para os olhos


Comecei a usar uma destas maravilhas nos meus olhinhos e é de facto muito bom; a sensação ao massajar é excelente, os papos nos olhos após uma noite mal dormida desaparecem e a pele fica com uma elasticidade diferente, para melhor.
Fiquei fã!
Com que então o Sr. Silva foi inconveniente nas declarações relativas às celebrações do 25 de Abril...nunca me enganou, desde que o vi a comer bolo rei de boca aberta então...

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Pequenas peças do nosso dia...


Esta semana sucederam-se as noites mal dormidas pela Bébécas; estou aqui que nem posso!

39 anos


quarta-feira, 24 de abril de 2013

A minha acção do dia de hoje foi para o IAC.
...começa a apetecer pegar na criança e ir passar parte da tarde aos jardins da Gulbenkian :)
Perspectiva-se um fim de semana prolongado com vaga de frio polar - isto não é normal!

Ahahahah, eu de manga curta, sadalecas, andei esta semana numa de frescura e vou voltar às meias e botas assim com uma diferença de 3 dias e na mesma cidade!?

Surreal.

terça-feira, 23 de abril de 2013

"Doces de boca"

Às vezes dão-nos amargos de boca sem os termos pedido,e  eu hoje tive um doce sem o ter pedido também; chegar ao escritório e ter na minha secretária uma tablete gigante de Milka e um colega com ar maroto a apreciar a minha reacção...sim senhor, o colega novo teve um gesto simpático, até porque não é com vinagre que se apanham moscas :)


MAC teve classificação máxima em obstetrícia e cuidados neonatais

É impossível não transcrever esta notícia; ainda hoje lá passei e não me posso jamais esquecer de como fomos tratadas (mamã e Bébécas) neste berço que teimam em querer encerrar.


"A Maternidade Alfredo da Costa (MAC) obteve a classificação máxima em termos de excelência clínica nas áreas de obstetrícia e de cuidados neonatais, segundo uma avaliação feita pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS).

Os dados constam do relatório do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS), hoje tornado público pela ERS, que anualmente faz uma avaliação da qualidade global dos estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde com internamento.

Na excelência clínica, a MAC obteve o nível máximo de qualidade em obstetrícia, tendo sido avaliada a ocorrência de cesarianas, partos vaginais, partos programados, lacerações perineais graves e a correta administração de medicamentos antes do parto.

No âmbito dos cuidados neonatais, área que teve igualmente classificação máxima por parte do regulador, avalia-se a mortalidade, a ocorrência de infeções neonatais e a amamentação.

Ao nível da ginecologia, a maternidade obteve uma classificação base (nível 1 em 3).

O Hospital São Francisco Xavier não obteve classificação de excelência clínica em nenhuma destas áreas, tendo sido classificado como intermédio (nível 2 em 3) na pediatria e na ginecologia.

Na área da obstetrícia, não obteve classificação, porque não forneceu os elementos necessários para a avaliação.

No entanto, este hospital conseguiu classificação máxima, ainda em termos de excelência clínica, na cirurgia de ambulatório.

A obstetrícia do Hospital de Santa Maria também alcançou o nível intermédio de classificação quanto à excelência clínica, não tendo fornecido os dados necessários para avaliação dos cuidados neonatais."

Fonte: TVI24
A lavadeira de Caneças continua a sua saga...hoje voltou a não correr muito bem :( (nunca pensei lavar tantas cuecas de uma vez)

PS: Isto da "lavadeira de Caneças" fez-me lembrar o duo MudasMan e descendência, Oups!

Aos senhores da AT

Está perfeitamente claro e por razões óbvias que os reembolsos de IRS relativos ao que nos retiveram indevidamente no ano passado, não vão ser efectuados em 20 dias como o Tio Sócrates incrementou, o prazo legal dita 31 de Julho ou Agosto ou lá o que é.

Tudo bem; tudo bem não, tudo mal. Porque se eu ficar a dever 1€ a estes senhores, o prazo que me dão para o pagar não são 8 meses, nem tão pouco me cobram peanuts de juros, tal como eles nos fazem a nós, contribuintes, mas adiante.

O que me causa urticaria é o facto de a minha declaração estar no estado de "declaração com reembolso" desde o dia 17/04, ter passado entretanto a "declaração liquidada - ver movimentos financeiros", ter número de liquidação e tudo e no meu entender não estar liquidada coisa nenhuma, porque o que me devem ainda não foi pago, nem sabemos quando será.

Estes senhores deviam ser tão rigorosos nas suas acções, como exigem aos contribuintes que o sejam.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Não há uma forma menos desagradável de falar nele

Que não seja o nome por que é conhecido: o Sr. "cócó".

Nunca pensei vir a dizer isto, mas dou comigo em pleno diálogo com a Bébécas a dizer que o cócó é amigo, que gosta que o façam no bacio ou na retrete e nas cuecas não, blá blá blá.
Passo horas a dizer isto e ela não me faz caso.

O xixi lá vai neste momento durante o dia com mais altos do que baixos, mas a questão do cócó está muito complicada; primeiro porque não deve ter o intestino bem educado e faz várias vezes ao dia e fora das horas-padrão, logo torna-se difícil controlar. Sei perfeitamente quando ela o vai fazer, porque, esconde-se atrás das portas e encolhe-se, mas aí já é tarde - se falo no assunto fica embaraçada e chora mas se me faço de desentendida e a vou lavar, chora na mesma, por puro embaraço.

E lá volto eu com a mesma história, que o cócó é amigo e mais amigo ainda do xixi e que se o xixi vai para o bacio, porque é que ele fica sozinho nas cuecas da Minnie, que depois ficam malcheirosas, coitadinhas :(

Enfim, depois era o trabalho de pôr as cuecas na máquina, dependendo da alimentação mesmo a 60º por vezes ficam umas nódoas teimosas do Sr. "cócó", depois bacia com lixivia com elas e depois novamente máquina aí a uma temperatura mais fria; decidi poupar uma lavagem à máquina, portanto agora ando feita lavadeira a esfregar as cuecas da Bébécas à mão, num instante fico com os dedos em ferida, depois lixivia com elas e depois sim, máquina de lavar...uma coisa digo, mas ela não pode saber, pelo menos para já:

 - O cócó é um amigo da treta, ai é é!

Fusos Horários

Isto de se ter amigos espalhados pelo mundo tem as suas vantagens e desvantagens; se por um lado não estamos com eles o tempo que gostaríamos (mas isso também com os amigos que vivem no mesmo distrito acontece), por outro sabemos sempre que podemos visitar paragens longínquas com guias au point que nos mostram aqueles recantos que dificilmente podíamos visitar numa viagem planeada pela agência ou mesmo por nós próprios.

Por outro lado são capazes de mandar mensagens às 05:00h da manhã, mas lá é meio-dia e perguntam o que estamos a fazer acordados àquela hora; escusado será dizer que respondo às 10:00h da manhã que estou no activo e aproveito para perguntar o que estão a preparar para o jantar, quando eu acabo o meu pequeno-almoço.

Naquele dia de Dezembro em que ia acabar o mundo segundo o calendário Maia, prontifiquei-me também a perguntar-lhes se era giro estar do lado de lá, porque aqui o mundo ainda dava o ar da sua graça e assim sucessivamente; tempo, passa depressa para irmos até à Ásia :), não vejo a hora!

A dádiva

A minha filha (tal como todos os filhos deverão ser para os seus pais) é uma dádiva, uma bênção. Já não me imagino sem ela, parece que fez sempre parte da minha vida e afinal estamos juntas há "apenas" 3 anos.

É rebelde sim, tem uma personalidade vincada, não é nem vai ser uma criança fácil e a tarefa de a educar, de lhe transmitir valores também sei que vai ter os seus altos e baixos, pois ela já demonstra claramente o seu mau génio nalguns tópicos e a tendência humana em não querer acatar uma ordem à primeira.

Diz quem me conhece desde sempre que os nossos comportamentos são muito semelhantes e até as reacções a situações da vida quotidiana também, portanto estou a preparar-me psicologicamente para ter discussões filosóficas e até às tantas com a minha pequena.

Ontem, estávamos nós acompanhadas, ela a brincar e eu a conversar com outra pessoa e vira-se ela:

 - "Que tu tás a falar com a minha mãe?"

Confesso que lhe pedi para repetir, pois não quis acreditar no que estava a ouvir.

Hoje de manhã, andava eu para lá a deambular e a decidir que sapatos calçar, aleijei-me na ombreira da porta e vem ela a correr a querer agarrar-me o pé e eu sem perceber nada; resumindo, queria dar um beijinho no dói-dói da mãe.

Lá lhe expliquei que não dá beijinhos nos pés da mamã, porque andam no chão e tudo o que anda no chão não está limpo; resposta dela:

 - "Cando a Bébécas faz dó-dói no pé, a mamã também dá beijinhos!"

Já não lhe disse, mas pensei:

 - Sim filha, é verdade, dou e darei, tal como darei a minha vida por ti se me for permitido; mas jamais espero ou aprovo que queiras fazer o mesmo comigo.

"Lord, bless our week"...diz ele e eu assino por baixo


domingo, 21 de abril de 2013

As tulipas!

Hoje andou a remexer na arca dos brinquedos e veio de lá com as tulipas da Chicco.




Lembro-me que quando lhe comprei este brinquedo ela era muito pequenina e eu andava sempre a controlá-la porque tinha o hábito de bater vigorosamente com as tulipas na cabecita, depois ficava espantada e a seguir ao beicinho chorava...tão pequenina que ela era, que saudades.

Tão cedo não as mando para a arrecadação, estas pequenas coisas deixam-nos marcas positivas.

Não vejo novelas, e quem me tira as minhas séries de culto dos Fox's e afins, tira-me tudo; não quer dizer que por vezes não passe os olhos por qualquer folhetim desses que povoam os serões dos canais nacionais, e ao que parece são seguidas.

Pois que num dia destes a fazer zapping deparo-me com uma novela qualquer, corrijo, deparo-me com o Diogo Infante!...é daqueles homens pelos quais sempre nutri admiração, desde os meus tempos de adolescente; confesso que admiração e não só, porque o senhor tem uma classe que cada vez é menos comum.

Já não tenho idade para paixões platónicas, mas lá por alturas dos meus 15/16 anos, que tive uma paixonite aguda por ele, lá isso tive.

E é assim, quer-me cá parecer que, de quando em vez, ao fazer zapping, lá vou parar à imagem do dito senhor.
...e o dia terminava em beleza se o Sporting ganhasse :)

Até que enfim

Mamã e filhota saíram à rua e deram o ar da sua graça a agradecer pelo belo dia que está.

E finalmente este ano estreei a época estival com umas belas de umas sandalocas, cá comigo não há o problema dos pés/pernas estarem brancos, a minha filhota ganhou umas cores nas bochechas de fazer inveja e eu já me sinto outra.

Sair com o cabelão ainda molhado, um toque de eyeliner e um baton fantástico YSL completaram o ramalhete e a Bébécas, como não podia deixar de ser, com o seu grande laçarote "igual" ao da Minnie.

Estivemos todas catitas :)

Miguel Portas homenageado a 20 de abril em conferência sobre a crise, a Europa e o Mediterrâneo - Política - Sol

Miguel Portas homenageado a 20 de abril em conferência sobre a crise, a Europa e o Mediterrâneo - Política - Sol

Opiniões partidárias à parte, o Miguel faz cá falta...

sábado, 20 de abril de 2013

O atentado em Boston e a possível cegueira daqueles pais

Condeno e condenarei sempre actos de terrorismo, sejam eles de que ordem forem; e dá que pensar que terrorismo não é apenas colocar uma bomba, piratear um avião, fazer centenas de reféns - essas serão as formas mais dramáticas de terrorismo, mas há outras, quiçá mais leves, mas que não deixam de o ser.

Esta situação de Boston, como todas as outras foi dramática, desnecessária, altamente reprovável e que merece um castigo exemplar a quem a planeou/executou.

Se foram de facto aqueles dois irmãos, tenham eles a nacionalidade que tenham, têm que ser apanhados (como já foram) e severamente punidos; um foi abatido e o outro dizem que está em estado grave.

Lamento a minha frieza, aliás não lamento nada, como Socióloga que sou podia apresentar aqui uma série de teorias, mas o que é facto é que todos nós temos o nosso livre arbitrio e sabemos distinguir o bem, do mal e por muitas razões que se tenha, matar inocentes não me entra na cabeça.

Até entendo as "vinganças" contra alvos concretos que nos fizeram alguma, é um sentimento primário, mas entendo-o; agora contra absolutos inocentes, não faz sentido.

Portanto faz-me uma certa confusão as declarações daqueles pais, que dizem que os filhos eram o máximo, que caíram numa cilada e que são uns coitadinhos! Caramba, que gente é esta??

São terroristas, são criminosos, não lhes passem a mão pelo pêlo; são pais mas têm que ter a noção dos filhos que têm.

É por essas e outras que certa gente faz o que faz; são frutos da má educação e da falta de valores que lhes são transmitidos em casa!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Pessoas que não dominam a sua área

Um facto que me irrita bastante é existirem pessoas que, sendo natural que conhecessem a área em que trabalham, pareçam um burro a olhar para um palácio se lhes perguntamos algo que não é corriqueiro.

Aconteceu-me com uma professora de Filosofia andava eu no 11º ano; eu fazia perguntas interessantes à senhora e ela nunca sabia responder, dizia sempre que tinha que ir pesquisar em casa e logo me respondia; cheguei a uma altura em que percebi que apesar da tenra idade, percebia eu mais daquilo do que ela, e, para ser ver livre das minhas questões deu-me um 19 e ficámos arrumadas.

Hoje, noutro contexto, mais uma pequena irritação; a fase do desfralde da Bébécas não está a ser nada fácil, e por vários motivos; estou a fazer o meu melhor, motivo-a, ensino-a, mas os avanços e recuos têm sido constantes, algo que não deixa de ser normal.
Há crianças que são mais precoces numas coisas do que noutras, e a minha filhota em termos de deixar as fraldas está a criar-me alguns dilemas.

Pois que decidi que, para ajudar a normalizar o processo, vou ter que lhe arranjar um bacio portátil; a ida às casas de banho públicas não me agrada, nem mesmo segurando a criança como qualquer mamã faz, fico sempre com o receio de tocar na retrete, algo que sempre me enojou, desde os meus próprios tempos de criança.

O bacio dela de casa da Fisher Price é grande, logo, não dá jeito andar com ele atrás, o da avó é da Chicco, e idem.

Portanto à hora de almoço fui à Chicco e pedi com a maior das naturalidades um "bacio portátil"; a senhora esbugalhou os olhos, fixou-me como se eu fosse um extra-terrestre , mostrou-me um bacio normal e eu disse, não, o que pretendo é um bacio portátil, para levar para a rua, com recargas e tal...

A senhora nunca tinha ouvido falar, não sabe de que se trata e ficou a pensar que sou louca!

Bolas, trabalha numa loja de crianças e não sabe que existem bacios portáteis???

Enfim, santa ignorância...



quinta-feira, 18 de abril de 2013

As do ano passado traziam o Pica-Pau

As deste ano trazem a Minnie; a Bébécas vai delirar logo quando as vir!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

"Uma mentira dá uma volta inteira ao mundo antes mesmo de a verdade ter oportunidade de se vestir."

Sir Winston Churchill


Entre o bem e o mal

O episódio de ontem ao final do dia deixou-me com uma sensação doce de que lá vou cumprindo o melhor que sei mas com bons resultados a minha missão de mãe.

A Bébécas mais uma vez ao final do dia não queria que eu lhe colocasse o cinto de segurança da cadeirinha do carro, esperneou, chorou, aliás, berrou mesmo, eu ainda ameacei com a bela da palmada e a muito custo  lá consegui prender a rapariga para iniciarmos a nossa marcha em segurança.

Chorou mesmo de "raiva" por ter sido contrariada e não ter levado adiante os seus intentos, portanto o trajecto até casa foi acompanhado de uma plena sinfonia em Dó maior; de soslaio lá ia olhando para ela pelo retrovisor e a coisa estava feia lá para trás...apaguei a música do Flupe, não fiz comentários e ignorei literalmente o "forró".

Chegada ao estacionamento à porta de casa, desliguei o motor, comecei por tirar o meu cinto, procurar as chaves e oiço um sumido "mamã"; como "quem não se sente, não é filho de boa gente" fiz de conta que não ouvi, continuei a remexer na minha malunfa mas com um aperto no coração e uma enorme vontade de pegar nela e apertá-la contra mim e enchê-la de beijos - valeu a contenção; de seguida outro tímido "mamã". Aí já não aguentei mais, olhei para ela, comecei por lhe desapertar o cinto e recebo dos abraços mais afáveis e deliciosos que recebi até hoje, beijinhos bons e um "desculpa mamã", seguindo de um "já não tá tiste com a Bébécas pois não?".

E foi assim, ontem que recomeçámos o nosso dia de mãe e filha, após a jornada laboral, foi assim que o meu coração ficou ainda mais preenchido e com orgulho por ter uma filha tão maravilhosa e que com os seus honrosos 2 anos e meio já sabe quando age bem e mal, consegue ao seu modo reflectir e corrigir os seus erros, demonstrar arrependimento e acima de tudo reconhecer na mamã tudo de bom e de positivo que faço por ela.

Foi muito importante para mim esta atitude da minha bebé. Tenho uma filha maravilhosa, sem qualquer margem para dúvidas.

Não me canso de o dizer, de o demonstrar, de partilhá-lo com ela - I love U so much my baby!

segunda-feira, 15 de abril de 2013

É impossível não sorrir

Aproveitei o facto de ter chegado a casa com garra, cedinho e com a Bébécas muito calminha e fui aproveitar para passar um bocado a ferro, que nos últimos tempos após o jantar não tem dado, a D. Celeste não pode chegar a tudo e tenho pilhas de roupa para tratar...fiz um ultimato a mim mesma e deitei mãos à obra.

Com uma criança de 2 anos em casa tem que se estar sempre alerta e se passados 30 segundos de a ter ouvido/visto pela última vez ela permanecer incógnita, lá vou eu investigar o que se passa,

Pois que estava muito entretida no quarto dela a...passar a ferro com os artefactos dela e a colocar a roupinha nos cabides...mal me viu veio com o ferro atrás de mim, a pedir para eu colocar lá água para "deitar fogo".

Estou portanto a criar uma princesa que começa a aprender que as coisas não aparecem feitas por acaso e que valoriza o trabalho da mamã.

PS: Esta prenda dos tios M.R. foi de facto uma grande ideia!
E eu a pensar que já vinham os dias mais quentinhos, hoje saio de casa et voilá...é melhor abrires o guarda-chuva se não querem chegar ao carro que nem duas pintainhas!

Para a Bébécas é uma alegria segurar no guarda-chuva que por sinal é maior do que ela, mas para mim perdi logo metade da boa disposição.

domingo, 14 de abril de 2013

Ando com umas saudades

De sentir aquela adrenalina pura e crua que só sinto nestes sítios:


Dizem que é a maior da Europa, sei que saí de lá a cambalear, e voltei...fui para lá com uma série de coisas menos boas na cabeça, e essas coisas ficaram lá, na atmosfera. Muito gosto eu de parques de diversões!

Here comes the sun


sábado, 13 de abril de 2013

A fixação actual da Bébécas

Neste momento tenho o meu cabelo sensivelmente do mesmo comprimento que a Alicia nesta fotografia; escusado será dizer que para a Bébécas é um delírio. Passa o tempo a fazer festinhas, a pôr-me ganchos e bandoletes, a pentear, enfim, virou a minha hair stylist preferida.

Aproveito a maleabilidade dele, para tão depressa o ter lisinho, como ao natural com os jeitos próprios dele, com caracóis mais definidos, com aspecto curto, enfim, ter o cabelo comprido dá para desanuviar e ter um ar diferente quando bem nos apetece...pois para ela é um gosto...não tendo a noção de que o cabelo dela também é enorme, para se parecer mais com a mamã, pendura tudo o que encontra no cabelo e depois vem perguntar discretamente se está bonita ;-)
"Sábado de sol....."

É o mote de uma música de um grupo que a seu tempo achei imensa piada...e podia ser também o ponto de partida para uma tarde fantástica a passear na praia com a Bébécas ou a planificar as próximas férias.

Mas aqui estou eu agarrada ao Powerpoint a preparar a apresentação da reunião da próxima segunda-feira.

E porque hoje é o dia do Beijo

Deixo aqui beijinhos a todos os meus "amores".

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Grease- You're the one that I want [HQ+lyrics]

A honestidade das crianças

Há um tempo atrás dizia o Pedro Tochas que não se importa muito com os elogios das pessoas, porque nem sempre são sinceros; mas que certa vez, após um espectáculo uma criança de 4/5 anos aproximou-se dele e disse-lhe:

 - Tu tens muita piada. - e foi este o elogio que ele mais valorizou.

A minha filha hoje disse-me assim após olhar para mim com uma atenção perturbadora:

 - O teu nariz está feio!!!!

A sério!? Achas filha?

 - Sim!

E está mesmo, todo "queimado" pelas milhares de assoadelas que teve que suportar nestes últimos dias.

E terminou com o toque de génio:

 - Tens que pôr "quéme" mamã!


Há pouco questionava-me uma amiga se por acaso eu não estou com gripe A...se é A, B ou mesmo C eu não faço ideia nenhuma, mas que veio ainda mais forte do que as outras, veio.

Ainda não me vi livre dela, embora a febre já se tenha ido, pelo menos temporariamente, mas as dores de cabeça e no corpo continuam a massacrar-me; bela forma de "queimar" uma semana. Tenho esperança que com o regresso do sol e se os indices de humidade baixarem, que eu fique como nova outra vez.

Como cantam os 7 anões: "I hope, I hope..."

Obras de Andy Warhol no centro comercial Colombo - Artes - DN

Obras de Andy Warhol no centro comercial Colombo - Artes - DN

Vale a pena ver!

"Gostas de Mim?"

Pergunta-me a Bébécas vezes sem conta; nem eu sei onde ela aprendeu isto, porque é pergunta que não lhe faço e quase que consigo jurar que ela nunca me ouviu perguntar uma coisa destas fosse a quem fosse...

Mas estamos muito entretidas, dá-me uma série de beijinhos e de seguida o inevitável "gostas de mim?".

E respondo-lhe com um sorriso de amor nos olhos que sim, que gosto muito...e ela sorri (é incrível mas aquela miúda tem o sorriso igual ao meu, com uns dentes alvos) e volta a dar-me mil beijinhos e abraça-me e lá vai à vidita dela toda feliz, para voltar daí a 5 minutos e repetir a cena, vezes sem conta.

Este amor crescente tem trazido tantas surpresas à minha vida.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Hoje foi dia de "cabelos"

Literalmente para mãe e filha; primeiro fui eu, que é mais demorado e a criança começava a aborrecer-se de estar ali à espera, quando estava quase despachada lá veio a avó com ela para cortar as pontinhas.

Para além do imenso cabelo que tem (tal e qual o meu) como é encaracolado (aos cachos) parece bem mais pequeno do que na realidade está, pois quando está molhado já lhe chega pelo meio das costas.

Não é um cabelo que possa ser cortado à toa, caso contrário fica "carapinha pura", portanto com muita paciência, muito tempo e um dinheirão em produtos próprios lá tem que se manter aquela cabeleira saudável para ganhar peso e quando crescer ficar linda e maravilhosa.

Lá foram as pontinhas mais travessas, portou-se lindamente (o que me surpreendeu pela positiva) e está toda orgulhosa, porque tal como a mamã, foi cortar o cabelo :)

Esta fase dos 2 anos é muito cansativa para nós, mas tem coisas giríssimas!

quarta-feira, 10 de abril de 2013

E ao terceiro dia de gripe

a febre foi-se (pelo menos por agora), o pingo no nariz deu-me algum descanço, tenho a face toda queimada de me assoar e a dificuldade em respirar agravou-se, tanto o acto de inspirar como de expirar. Dou 3 passos e fico cansada, subo meia dúzia de escadas e parece que corri a mini-maratona; se me taparem a boca, morro, mesmo, e a Bébécas nestes dias, mais colo solicita e eu, tenho que lho dar :)

...enfim, espero melhorar brevemente!

Anda tudo ao mesmo

A minha mãe recebeu ontem lá em casa dela uma carta para mim do ISCTE (reitoria); bem, veremos o que pretende de mim a academia que me viu lá entrar há 18 anos atrás...constam na missiva 3 folhas com um bonito argumento, um "pedido" honroso e algumas frases que nos enchem de orgulho, de facto.

Existe portanto um fundo para os estudantes mais carenciados poderem prosseguir os seus estudos e contam que os ex-alunos, como melhores embaixadores da faculdade façam o seu melhor na divulgação e apoio deste e outros projectos.

Parece-me nobre, sem dúvida, mas nos dias que correm é complicado chegar-se a tanta causa.


Soul Asylum - Runaway Train

Dia dos Irmãos

Hoje é o nosso dia mana má!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

A palavra do dia....morreu...

Margaret Thartcher!

Sara Montiel!

Há 40 anos atrás, Pablo Picasso!

E tantos anónimos, e imagens de Damasco a arder, e o outro da Coreia com ideias de fim do mundo, e o PPC a insistir em querer governar e...só desgraças!

Outra vez!?

É que já estou farta de ter gripes este ano e esta, para variar é mais uma das fortes.

...quase que nem consigo abrir os olhos :(

Ahhhhhhhhhhhhh

O ar dela muito admirado a ver os vulcões do Parque das Nações a debitarem água cá para fora....abria muito a boca e ficava a olhar com um ar fascinado...depois começava a correr como que a querer apanhar um pouco de lava, perdão, de água, mas aí o vulcão adormecia e lá começávamos nós outra vez!

domingo, 7 de abril de 2013

Locais (mal) assombrados

Começo por dizer que certos seres vivos são piores assombrações do que propriamente o tema místico em si, mas adiante...li recentemente um artigo acerca daquela edificação em Caxias na entrada para a Marginal, tão pouco sabia que se operavam ali fenómenos paranormais e o facto é que agora, sempre que lá passo, olho para ela com outros olhos, é o efeito sugestão ao seu mais alto nível.

É um tema interessante e que respeito, pois quando não conheço o verdadeiro alcance da "coisa", o melhor é manter uma atitude semelhante, não vá apanhar um susto de morte; mas sinceramente, visitar um local desses sim, sem dúvida, e já o fiz mais do que uma vez, agora atrever-me a viver lá...acho que não!

Fico mais descansada

O tema nos livros é recorrente, nas revistas também, mas ler relatos em que nos identificamos a 100% dá assim um bocadinho de alento, porque por mais educação, atenção e regras que lhe dê, continua a fazer-me passar por algumas vergonhas, portanto se a Rita tem o mesmo problema e o partilha, ok, a Bébécas é mais uma entre milhares, ufa!
Há momentos em que penso mesmo:

 - Que Deus me dê muita paciência em vez de força, caso contrário eu parto a cara a alguém!

Ahahahahah, não é da minha autoria, mas sinto-o como se fosse, porque é exactamente isto!

Carninha grelhada

Fui lá pela primeira vez e gostei imenso, por isso recomendo; para quem gosta de carninha e vai a caminho de algures, restaurante Gamboa no Carregado!

sábado, 6 de abril de 2013

Vamos fazêli dicupa mamã

É a modos que a soma entre fazer as pazes e pedir desculpa!

E atenção que tem direito a ritual e tudo!

25 Years of Her Life

É o dia dela, faz 25 anos a minha mana má!

E tenha que idade tiver, para mim será sempre uma miúda, vejo-a sempre como uma criançola, que apesar dos anos passados, do tamanho e da cultura é a minha primeira caçula, o meu orgulho, com um mau feitio até dizer chega, mas a melhor mana que eu podia ter.





quinta-feira, 4 de abril de 2013


...e vai deixar de ser "Dr."....ohhhhhhhhhhhhhhh

Mas como é que uma pessoa pode deixar de ser uma coisa que nunca foi, hum!?

Miguel Relvas pede demissão do Governo - Politica - DN

Miguel Relvas pede demissão do Governo - Politica - DN

Aleluia Irmão, Deus é Pai!!!!!

Agora sim

Há 2 anos e 9 meses atrás já a tinha em cima de mim e lembro-me de perguntar se tinham anotado as horas,  visto que eu lhes tinha perdido a conta; beijava-lhe a cabecinha e ia-lhe contando os dedinhos.

Ao contrário de hoje, estava um dia de calor insuportável!...mas eu tremia de frio naquele bloco cirúrgico da MAC.

Depois das complicações e de já estarmos ambas livres de qualquer risco, ainda no bloco, digo eu:

 - Já me posso levantar???

Escusado será dizer que só fui autorizada a levantar-me pela primeira vez já passava das 10 da noite e caí redonda no chão com um desmaio daqueles bonitos e cheia de dores.


E há 2 anos e 9 meses atrás

...estava eu a esta hora na MAC, com dores daquelas incómodas que me faziam companhia há quase 24 horas, a assinar papéis e termos de responsabilidade e quem é que eu autorizava que estivesse ao meu lado no parto, blá blá blá.

Daqui a nada tem a sua bebé ao seu lado iam dizendo, sim sim, mais 15 horas penosas, mas naquele momento tão pouco fazia ideia do que estava para vir.

2 anos e 9 meses, 33 meses.

Há coisas....

Determinado indivíduo que conheço por questões profissionais nem há meia dúzia de meses a esta parte teve algumas atitudes de carácter criticáveis e reprováveis, não interessa se com muitas pessoas ou não, mas comigo teve-as.

As primeiras confesso que me deram vontade de rir, depois com o stress do dia-a-dia cheguei ao ponto de contar devagarinho até 5 para não ter uma atitude que me fizesse perder a razão e a postura; poucas vezes na vida tal ocorreu, é uma questão de autocontrolo, mas não sou de ferro, já me passei e se alguém toca naquele ponto de "não retorno" não há nada a fazer. Mas não, com esta pessoa não foi o caso...mas tive horas...hum hum.

Peripécias e peripécias, cenas surreais que só vistas, porque contadas ninguém acredita, hoje aproximou-se de mim com o ar mais calmo do mundo e convidou-me para ir tomar um café porque precisava de falar comigo!

Começou um discurso utilizando uma linguagem corporal positiva, justificando e desculpando-se nalgumas atitudes e eu com a minha honestidade, pragmatismo e sangue frio disse-lhe o que tinha a dizer e o que achava da pessoa dele comigo; não me interessavam os outros, apenas que comigo não esteve bem naqueles pontos que focámos e deu uma imagem que pode não corresponder à realidade...não sei, não faço ideia.

O balanço que faço da atitude dele é muito positivo; sei que tão pouco sou uma pessoa com um feitio fácil, não me ponho a rir para a primeira pessoa que aparece e então se ultrapassam os limites da minha pessoa, estamos mal; por outro lado como não é hábito existirem pessoas que são frontais e que estão dispostas a assumir/justificar os seus bons/maus actos, achei a atitude dele muito nobre, revelou humildade que era característica que não lhe tinha ainda conhecido e uma postura completamente desarmada, sem qualquer capa, sem gestos de herói.

Nestes meus rápidos 35 anos de vida, depois de tudo o que passei já pouco ou nada me surpreende, desde o nascimento da minha filha então, nada me surpreende mesmo...mas a atitude que testemunhei hoje em primeira mão "tocou-me", sensibilizou-me, embora lhe tenha respondido com a máxima das assertividades.

Veremos, pode ser que tudo se encaminhe...reconheço-lhe a atitude nobre e reiterei a minha vontade em colaborar sempre que necessário for.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Dilúvio em Oeiras - vou ali buscar a lancha e já volto!

É d' Homem

Pode ter cometido de facto aqueles crimes nojentos, tem que pagar por isso e se o fez, os 6/7 anos, são poucos para tal...mas enfim, acho que nem a própria vida é suficiente para punir determinadas fugas à norma e afins.

Não vou tecer considerações acerca do caso, já o fiz, e tudo se baseia em leituras e opiniões, mas que a atitude do Sr. Cruz foi notável, foi! Sim senhor, não esperou pelo mandato e entregou-se ainda livre ao EP que o irá acolher pelos próximos anos.

No meio de tanta indignidade, ainda há quem surpreenda.

terça-feira, 2 de abril de 2013

O belo do panfleto

Pois se há coisa de que não gosto mesmo nada é chegar ao carro e deparar-me com o belo do panfleto preso ao limpa para-brisas dianteiro ou traseiro e sobretudo se nesse dia estiver a chover.

Dão-me trabalho, tenho que ir deitar o papel fora, por vezes descolá-lo do vidro em baixo de chuva...e nunca me deu sequer para ler a que publicidade se refere.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Sabem que mais!?

"O pacote do láte tá no garrifo!"

Demais esta linguagem bebé.