domingo, 30 de agosto de 2015

A coluna de ar frio foi a Rainha da casa (e ainda está a ser)


...e o resultado da minha biópsia estima-se que saia amanhã, e não prevejo ir levantá-lo. Se calhar lá mais para meio da semana. Pode ser que não seja nada, e se for, é porque tinha que ser :)

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Estava escrito que eu hoje tinha que chorar...

Estava escrito que eu hoje tinha que chorar...bolas, a vida é mesmo dura.

Este casal, iria casar a 21 de Agosto deste ano, mas em Dezembro passado foi diagnosticado ao noivo um cancro no fígado. Foi operado, parecia estar tudo bem, mas em exames posteriores foi-lhe dado o veredicto de doente terminal.

Cumpriram o sonho, acabaram por casar em Abril, um casamento lindo...e ele parecia tão bem, mas acabou por falecer no dia 17 deste mês e foi sepultado no dia em que inicialmente se iria celebrar o casamento.

Comovi-me mesmo, bolas...o vídeo é mesmo muito tocante.

http://sol.pt/noticia/409200

E é perante esta realidade e, a par com as minhas experiências pessoais, que cada vez sou mais descrente para com a espécie humana

http://www.publico.pt/mundo/noticia/ja-tinham-morrido-refugiados-na-europa-mas-nunca-sufocados-dentro-de-uma-carrinha-1706292

Preparadinha para o fim de semana

E a deixar o poiso até segunda-feira ;-)


E assim estava eu, menos de 15 dias antes da minha Bébécas nascer...


Dizia assim o monstro:

«Se a minha vida tivesse chegado ao fim, para mim pessoalmente teria sido, atrevo-me a dizer, apenas a libertação de preocupações, de noites de insónia e de uma grave tensão nervosa. Na mera fracção de um segundo, uma pessoa fica livre de tudo isso, podendo repousar na paz eterna. Não obstante, tenho de agradecer à Providência o facto de ainda estar vivo.» — Adolf Hitler

Mas será que a Providência lhe deu mesmo direito à paz eterna!?

Watch How Easily A Rat Can Wriggle Up Your Toilet | IFLScience

Que é como quem diz: Cúcú!!!


Watch How Easily A Rat Can Wriggle Up Your Toilet | IFLScience

Rio de Janeiro impede pobres e negros de entrar em Ipanema e Copacabana - Globo - DN

Bem, vamos por partes, até porque uma das minhas paixões é, e sempre será o Jornalismo.

Não há nada como um bom lead, que leve as pessoas a interessar-se e ler a notícia completa, mas títulos que induzem em erro não me parece uma boa opção.

Ao ler isto pensei: bem, quando for ao Rio de Janeiro estou tramada, sendo mestiça, não me deixam entrar nas praias de Ipanema e Copacabana.

Afinal, não é bem isso...mas enfim, adiante.

Mais uma vez a polícia brasileira no seu melhor - não se verificando uma relação clara de causa-efeito, toca a deixar entrar só gente branca e "abastada" no areal. Mas como é que eles apenas pelo tom de pele, conseguem vislumbrar uma conduta de uma pessoa como potencialmente perigosa!?

Quer dizer que os mafiosos da Sicília, o Charles Manson, o Unabomber, o Militão, o Ricardo Salgado entre tantos outros "brancos" são pessoas de bem, boa gente digamos :)

Rio de Janeiro impede pobres e negros de entrar em Ipanema e Copacabana - Globo - DN

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

As minhas idades "redondas"

Estava agora a enviar um email para uma pessoa bastante especial, que sigo há alguns anos e, entre algumas coisas que lhe comentei, acerca da proximidade dos seus 30 anos de vida, fiz uma pequena retrospectiva pela minha chegada a cada década distinta.

Pois bem, se por um lado tenho por hábito dizer que a entrada nos 30 para mim, não foi diferente de fazer os 29 anos, ou os 31, por outro, analisando bem as coisas, a minha entrada numa década distinta tem sido sempre pautada por momentos chave:

10 Anos - Nasceu a minha irmã, tanto que eu queria ter um irmão/irmã que fosse filho da minha mãe. Primeiro ansiava ter aquela cumplicidade, as brincadeiras, tudo, mas, com esta diferença de idades, acabei por ter ali uma boneca, em muitos momentos dei uma grande ajuda à minha mãe para cuidar dela, e hoje temos a tal cumplicidade e ligação que eu sempre desejei

20 Anos - Perdi a minha pessoa, perdi uma das pessoas mais importantes da minha vida, senão a mais importante, pois sem ela, eu se calhar não estaria aqui, não estaria mesmo, de todo. Perdi a minha avó materna, a minha única avó, a avó que sempre o foi para mim, aquela pessoa a quem eu admirava a coragem, a tenacidade, a honra, a seriedade, a capacidade de trabalho, a beleza, a inteligência - perdi-a contra o cancro. Sim, esse fulano levou-ma, arrasou-a, destruiu-a, roubou-me uma pessoa que eu estupidamente pensava ser imortal. Nunca tinha equacionado até então a hipótese da minha avó partir um dia...mas partiu, tinha eu 20 anos.

30 Anos - Não me deu baque nenhum, foi tudo normal, festejei o aniversário rodeada de amigos numa festa surpresa, porque eu nem tinha preparado nada. E o que é que me aconteceu então aos 30!? Pois tinha que acontecer qualquer coisa. Conheci e apaixonei-me na altura pelo que eu pensava que era o homem da minha vida; aquela pessoa por quem eu achei que tinha estado à "espera", uma pessoa com tantos defeitos, mas com algumas virtudes que me encantaram. Estavam lá todos os sinais que a peça era podre, mas eu mais uma vez estupidamente devia ter lentes de cortiça. O anjo transformou-se em crápula, e na altura mais importante da minha vida, grávida da nossa filha, ele fez o que fez.
Mas o facto é que aos 30 anos eu estava feliz!

E o que me estará reservado para os 40!? - por esta ordem de ideias ano bom, ano mau, ano bom...ano mau; mas, se trocarmos as voltas à questão, colocamos a sequência no devido lugar e fica ano bom, ano mau, ano mau, ano bom (sim, porque os 30 foram um mau encapuzado de bom, pelo que se viu passados 2 anos). Será que os 40 me vão trazer alguma surpresa!?

Sei lá, vou passar férias à Austrália, ou a Macau? Ou...vou ser tia!? Vou a S. Tomé conhecer o meu afilhado?...ou vou ganhar o euromilhões? Ou vai mesmo acontecer alguma coisa menos boa? Chego lá?

Uma coisa é certa, diferente vai ser...

Sósia de Justin Bieber encontrado morto - dn - DN

Há cada coincidência.

Ontem à noite ao fazer um pouco de zapping, acabei por me deixar ficar no programa Botched exactamente por causa desta criatura; mal olhei para a cara dele achei que só podia ter ali uns parafusos fora do sítio e fartei-me de rir com a opinião que os cirurgiões lhe deram; um deles a dizer que se lhe mexesse num músculo do maxilar ele podia ficar de boca à banda. E acabaram por não lhe fazer nada, porque os riscos eram grandes e até comentaram que com tanta plástica que já fez, teve sorte de não ter corrido nada muito mal.

Hoje abro no jornal e dou de caras com esta notícia acerca da criatura! Coitado :(

Sósia de Justin Bieber encontrado morto - dn - DN

Elefante mata tratador e foge com turistas às costas - Globo - DN

Não me parece um "meio de transporte" muito seguro mas...

Elefante mata tratador e foge com turistas às costas - Globo - DN

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

É dificil começar

Ganhar coragem para sair da inércia que nos tolda o raciocínio e os movimentos; mas tem que haver um dia em que o imperioso BASTA nos sai dos lábios e da mente, e a nossa vontade é superior às nossas forças.

Tem que ser, e tem mesmo que ser e assim será....basta de esperar que caia algo do céu, ou que o céu nos abrace e nos proteja, porque nada disso acontece sem a nossa vontade.

Vamos a isso!

Rescaldo do 1º banho dos meus gatos

Bem, passados os primeiros meses em que não é aconselhável tomarem banho a sério, hoje predispus-me a dar-lhes a devida esfrega.

Ele até nem portou mal, e como tem muito mais pêlo do que ela, foi o primeiro; ela, foi um verdadeiro inferno. Saí dali encharcada.

E infelizmente, continuo pelos cabelos com o tratador que mos vendeu. Ele como é preto, não me deixa vê-las, mas tem-nas certamente. Ela, estava com pulgas, de continua a estar. Já lhe fiz o tratamento várias vezes, o veterinário também já lhe deu um banho numa substância com bastante alcool, própria para eles, e o facto é que as bichas continuam. Já me estou a passar. Parece-me que vão começar a levar com uma pipeta de Frontline por semana a ver se a praga acaba de vez. Que porcaria!

Há cada uma...!

Não sou nenhuma azelhas a conduzir, nem nunca fui. Verdade seja dita até me dou bem com a máquina automóvel, e ela comigo.

Eis se não quando, estava eu ali na zona das Torres de Lisboa, parada porque tinha um semáforo vermelho a uns metros e uns quantos carros à frente, "deixei" um carro posicionar-se em frente do meu, o que também é normal, pois temos que ser uns para os outros, quando uma mulher, aí com os seus 50 anos, que tinha o carro atrás do meu, começa a buzinar que nem uma louca, revoltada com qualquer coisa, coitada. Ainda por cima era gorda!

Não tenho nada contra o excesso de peso dos outros, mas quando me irritam, vou-lhes ao ponto fraco, ok, sou imperfeita e humana.

Nisto, o sinal passa a verde, à minha esquerda já estavam 2 motas de alta cilindrada, eu começo a chegar-me para a faixa da esquerda, porque assim tinha que ser,e a louca da gorda de buzina em riste começa a acelerar, entala-me a mim, às motas e a tudo o que levou à frente. Numa fracção de segundo ainda me deu vontade que com aquela ganância me batesse mesmo no carro, pois ao fazer a manobra que fez, a mulher ficou completamente fora de mão....mas tudo bem...contei até 10, cá por dentro chamei-lhe "sacana", mas também não pensei em mais nenhuma palavra feia, os motards também  ficaram um bocado abananados, e depois lá nos fizemos de novo à estrada.

Farta de gente ordinária e mal educada!

Tom Sawyer e Huckleberry Finn em nova série - TV & Media - DN

Que saudades. Quero ver!

Tom Sawyer e Huckleberry Finn em nova série - TV & Media - DN

E ao 14º dia

Já não há adesivos, nem pensos, nem band aid's, nem nada. Caiu tudo e olho para a minha perninha de cima para baixo e está quase um primor.

Já comecei a fazer a aplicação da Kelo-Cote e agora é esperar que a pele volte a ganhar as suas camadas todas, elasticidade, etc. Sendo que para apanhar sol, pelo menos durante o ano tenho que colocar naquela zona factor 50+.

Tanta coisa, e não custou nada ;)

sábado, 22 de agosto de 2015

A pensar na próxima estação

Andei a dar uma vista de olhos nas lojas do costume, sobretudo para o dia-a-dia da rotina do colégio e afins e trouxe-lhe estas blusinhas; foram aprovadas pela destinatária!

...Zippy

Ahmed, Zahid e Chandra ou o regresso da mercearia de bairro - Portugal - DN

Uma realidade bastante interessante; realmente há uns dias atrás perguntava-me qual a razão da proliferação no centro de Lisboa de mercearias "tradicionais" com proprietários asiáticos, e algumas delas, com excelentes frutas e legumes!

Aqui está a resposta :)

Ahmed, Zahid e Chandra ou o regresso da mercearia de bairro - Portugal - DN

A minha mana deu-me este miminho

Sabe os gostos da mana velha, sim senhora!
...com uma terrível dor de garganta :(

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Decididamente a minha filha está mesmo muito alta

É sinal que tem saúde e essas coisas todas, mas está a crescer muito depressa a minha bebé.

Medida na semana passada está com 114cm.

Com 5 anos feitos há um mês, está claramente bem acima da média para as crianças portuguesas.

Aquela coisinha fôfa que quando lhe peguei pela primeira vez tinha 51,5cm...óh tempo, volta para trás.

Os pontos já foram

Logo de manhãzinha apostei-me na clínica e lá fui. Correu tudo bem, estava tudo muito sequinho e não senti qualquer dor, nem impressão.

A enfermeira foi uma querida, ainda pôs aqueles adesivos que costumam pôr aos miúdos para ajudar à cicatrização, daqui a dois dias já posso tirar o penso, depois esperar que os tais adesivos caiam por si et voilá.

Confesso que esteticamente ver a minha pernoca com aquela cicatriz (que até está muito maneirinha) em substituição do caroço enorme que tinha, está bem melhor.

Agora é aguardar pelo resultado da biópsia.

Mas como eu tenho que estar sempre com qualquer coisa, para além do olho, agora estou com a garganta toda inflamada.

Lá diz o ditado, "mulher doente, mulher para sempre!"

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Não percebo nada disto...deve ser o cansaço do avançado da hora

O creme vegetal Flora agora tem uma variante com 15% de leite dos Açores - então, já não tem o estatuto de creme vegetal, ou tem!?


Está bem visto

Como diz uma amiga minha "Cuidado com quem pisas. Não venha quem pisas a ser a tua pedra no sapato...!"


O meu olho - parte II


Pois, aqui já se nota qualquer coisa; para além do olho direito já estar mais pequeno do que é hábito, talvez por solidariedade com o vizinho do lado, o esquerdo está mesmo mal e já não sei que lhe faça.

Oh valha-me Deus!

O meu olho - parte I

Olhando assim para ele, até parece que não se passa nada, nadinha.

Pois é, mas ando à vontade há cerca de 15 dias com dores no dito, não consigo sequer colocar a lente de contacto, choro constantemente, se já sou hipersensível à luz, agora quase que não vejo, não tenho óculos de sol graduados, logo o simples acto de conduzir está a ser penoso, não tenho comichão, de qualquer das formas fiz a profilaxia para a conjuntivite, e estou na mesma ou pior ainda.

Quando acordo parece que saí de um filme de terror, enfim, quer-me parecer que andei a aprontar outra vez e já estou a começar a ficar chateada com isto :(

Temperatura vai descer 10 a 12 graus no fim de semana - Portugal - DN

Em pleno Agosto, isto anda mesmo tudo desaustinado!

Temperatura vai descer 10 a 12 graus no fim de semana - Portugal - DN

Update da minha costura quase cicatriz

Teoricamente irei retirar os pontos amanhã, pelo menos é o que diz o papel que a médica me passou. Se me apanho no hospital amanhã com isto tirado e sarado, acho que fico logo outra.

Não sou nada destas coisas, mas está a tomar conta de mim uma ansiedade, um receio - bolas, para quem já foi mãe e passou por um parto tão difícil, retirar 5 pontinhos não é nada, mas que ando nervosa com isto, ando.

E lá vem o meu mau feitio ao de cima (depois queixo-me que a minha filha tem mau génio); então não é que ontem estava a mudar o penso, e, ao retirar o adesivo que dizem ser XPTO, anti-alérgico e uma quantidade de mariquices, estou, no sítio do adesivo propriamente dito, toda ferida, em carne viva, assada, sei lá. A costura continua com óptimo aspecto, mas a moldura do penso está feia. A seguir ainda fui pôr alcool para retirar a cola, e, só não gritei porque a minha filha estava ao lado e para todos os efeitos estas coisas não doem nada (ah pois não!).

Bem, começo a escorrer sangue, comeecei a ficar irritada, liguei à minha mãe a perguntar se ainda haveria risco de infecção caso eu retirasse o penso de uma vez por todas - com alguma cautela, que ela já me conhece, lá foi dizendo que em princípio não, mas que tenho que ter cuidado para a roupa não se agarrar a nenhum ponto e eu não o repuxar, blá blá blá....foi o mote para eu pôr aquele quadradinho ao léu e cá continuo. Aliviada por estar sem a compressa adesiva e com a pele circundante a regenerar.

Agora é esperar que amanhã a situação se componha, para eu começar a barrar isto com o creme milagroso e pequeno que me custou uma fortuna e promete milagres em costuras cirúrgicas!

E outra...

No dia da festa eu não estava perto dela, e sendo a Bébécas a mais pequenina e a menina da festa, é normal que as pessoas estivessem pendentes dela.

Ao lhe oferecem algumas iguarias e disponibilizando-se as pessoas para a servir, responde:

 - "Eu é que decido o que eu como!"

Mas onde é que eu vim parar, penso eu; estou a criar um pequeno diabinho. É que por mais que uma pessoa tente colocar juízo na cabeça dos miúdos, educação, valores, regras, eles aprendem a dar estas respostas rudes não sei muito bem onde!

Eu não digo que a miúda é "difícil"!?

Ontem estava a tentar corrigir-lhe um comportamento errado que teve, com o cuidado de lhe explicar porque era errado e porque eu não queria que se repetisse:

Resposta dela:

"Mamã, tu és como és, e eu sou como sou!"

Pimba, toma lá que já levaste.

Bem, a minha reacção manifesta não foi a melhor, abri-lhe os olhos e não achei graça nenhuma, mas a atitude latente foi de desatar a rir por dentro e pensar - se isto é assim com 5 anos, quando tiver 15 não sei...

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

É o último ano em que a minha filha não tem responsabilidades e está com um feitio particularmente difícil. Tenho a noção de que não vai ser uma tarefa fácil, mas espero que aos poucos ela fique no devido lugar.

...e porque também se deve enaltecer o que corre bem neste país

Fui na passada quinta-feira renovar o meu cartão de cidadão e o da minha filha e pasmei-me quando chego ontem a casa e tenho as cartas com os pin's na caixa do correio.

Em menos de uma semana tenho os documentos prontos, fantástico!

terça-feira, 18 de agosto de 2015

E cá continuo com os pontos na minha perna, mas agora a começar a sentir o desconforto normal da cicatrização e da linha a arrepanhar. Não vejo a hora de ter isto sarado e os pontos tirados...ai que me  vai doer, ai ai ai!

A minha companheira de viagem durante o dia


Não se pode estar "doente" neste país

Se tudo correr bem vou retirar os pontos da perna no final desta semana.

Entretanto fui à farmácia comprar a pomada para começar a colocar depois, no mínimo durante 2/3 meses para a cicatriz ficar o mais disfarçada possível.

Tudo bem que a pomada promete milagres; mas sabemos bem que para milagres só a Santíssima Trindade e Poucos mais. Pois bem, uma bisnaga com 15 gramas de gel, que provavelmente não vai chegar, custou-me 32€. Não é fácil viver assim, nada fácil mesmo.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Reencontros

Bem, desta não estava minimamente à espera.

Dei boleia à minha irmã do trabalho para casa, estava a deixá-la, fazer inversão de marcha e tal, e às tantas vejo uma pessoa assim a dirigir-se para mim apressadamente, eu dentro do carro, ele com uns cabelos loiros côr de ouro, com um sorriso cada vez mais rasgado e eu, quando percebi quem era, nem queria acreditar.

Um amigo de infância, morámos no mesmo prédio, a irmã dele mais velha foi minha colega de turma e tivemos sempre um carinho especial um pelo outro.

Não o via há quase 20 anos; cada um foi para seu lado, ele teve um acidente de mota que lhe deixou um braço em muito mau estado, devido a uma lesão no plexo-braquial, embora já o consiga mover. Sabia que tinha ido para Angola, também perdi o contacto das irmãs, e estava longe de o reencontrar assim.

Está feliz o meu amigo, bonito como sempre foi, e, completamente babado com a mulher e a filha de 8 meses. Lá me fez entrar em casa de uma senhora que eu não conhecia de parte nenhuma para me apresentar a família, a bebé tem o bom astral do pai, sempre a sorrir.

Demos assim um abraço forte e apertado e fiquei mesmo muito feliz por rever aquele "rapaz". Depois apareceu outro amigo da altura, também a mostrar fotografias da filha e parecíamos uns tontos a relembrar o que vivemos na nossa infância, quando ainda brincávamos na rua tardes inteiras sem receio dos perigos que agora andam à espreita.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Hoje temos uma noite de "chuva de estrelas"

E acabei de ver tantas cintilantes da minha janela...

Um bom artigo :)

Mais ainda quando se assume essa paixão por uma mãe que o acabou de ser há muito pouco tempo, e ter que se lidar com todas as transformações, acompanhar a evolução de um recém-nascido que é filho de outro, mas que acaba por ser tão nosso (dele) pois somos nós (ele) que lhe conhecemos o choro, ajudamos a mãe nos momentos mais complicados, somos capazes de passar uma noite inteira na sala de espera do hospital e a mãe da criança nos manda embora depois de horas infindáveis com um sem-abrigo ao lado, porque a criança fica internada....ajudamos a segurar nas análises, nas vacinas, assistimos aos primeiros passos, às birras, a tudo de bom, de óptimo e até de menos bom.

Graças aos Céus que ainda existem homens com H, que conseguem com toda a sua grandiosidade juntar os retalhos que os homenzitos de má índole deixaram rotos, rasgados e esgaçados.


http://sol.pt/noticia/406710


Uma visão destas à hora de almoço

Em pleno centro de Lisboa à hora de almoço, é desolador...


terça-feira, 11 de agosto de 2015

A minha costura

Bem, eu que sempre procurei evitar estas marcas para a vida, e vou continuar a evitar, desta vez não me safei e a minha rica perninha ficou com mácula :(

Mas temos que ser honestos e realistas e há coisas tão piores; basta lembrar-me do sofrimento que o cancro causou à minha avó, que a minha pequena costura passa a ser insignificante. E tantas pessoas que sofrem...

Enfim, agora vou queixar-me: dói-me um bocadito, sobretudo estando sentada. Apesar de tudo é na parte interior da perna e 24 horas depois o aspecto está óptimo, está a sarar muito bem. Tenho algum receio da minha pele ser da estirpe de fazer quelóide, mas pode ser que não.

Aqui vai a bicharoca, para mais tarde eu recordar:




segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Pensava eu que ia ter um dia "normal" e chego a casa sem um caroço e com 5 pontos numa perna!

Bem, what a day!

Saí de casa de manhã, deixei a Bébécas no colégio, fui à consulta de dermatologia que já tinha marcado há umas 3 semanas com a minha médica, de quem gosto e em quem confio, para finalmente lhe mostrar um "caroço" que tenho, aliás, tinha na perna esquerda, no lado interior da coxa - o dito "caroço" começou há uns anos, era a minha filha bebé, na sequência de um pêlo que encravou e eu andei a espremer, aquilo depois gerou uma borbulha, eu deixei andar, ia à depilação e a minha esteticista dizia-me para ir ver aquilo, que o corpo era capaz de expelir, às tantas já me dizia que se o corpo tivesse que expelir já o tinha feito....e nisto passaram anos, a minha filha tem 5 aos, eu bem que esfoliava aquilo no banho, e espremia, até com a pinça das sobrancelhas eu andei a tentar esgravatar, pensando que aquilo rebentava e tal...

Pois, uma coisa de nada foi crescendo, mudando de côr, neste momento estava para aí com um centímetro de diâmetro, completamente negro e doloroso. Bastava tocar-lhe que me doía, bastava vestir umas calças mais justas que o sentia, e incomodava.

Ora lá fui eu à consulta a pensar que a médica me ia dizer que tinhamos que tirar aquilo, marcar uma data....qual quê - a médica prontificou-se a fazer a cirurgia ainda hoje, eu fui apanhada de surpresa, lá lhe perguntei se aquilo me ia doer (ahahahahah) e lá fui para o bloco.

Confesso que a anestesia a entrar dói, dói um bocado; parecem vidros a estilhaçar-se dentro do nosso corpo. Uns segundos naquilo, mas nada que não se aguente, vejo o bisturí e lá disse à minha médica que ainda sentia qualquer coisa - aquilo foi um acto falhado, ou um arrependimento momentâneo do tipo "tirem-me daqui", lá levei mais um cheirinho de que nem a picada senti, e mãos à obra.

As enfermeiras amorosas, a médica super querida e lá começou a desbravar uma coisa que, por dentro estava 3 vezes maior do que por fora. O que ao início se estimava em 2/3 pontos, ficou em 5 - lá vou eu ficar com uma cicatriz, mas o caroço ficou lá :) Cada um foi à sua vida, ainda olhei para ele, e pensei, mas porque é que eu estive tanto tempo à espera de tirar esta porcaria!?

Como manda a praxe foi para análise, agora sinto umas dorezitas chatas, mas mais uma vez nada que não se aguente, tomei um analgésico para me aliviar.

Tirei um peso; cada vez mais me sinto muito bem tratada no Hospital da Luz - cinco estrelas. Daqui por uma semana e meia vou tirar os pontos et voilá, esperar que o resultado não seja nada de mais.

Ah, e o "caroço" tem um nome muito mais chique - dermatofibroma!

domingo, 9 de agosto de 2015

O Sporting ganhou a Super Taça - pimba!

....e a minha filha agora diz que também é do "Pôto".

Anda uma mãe a criar uma filha para isto ;-)

A minha filha diz que vai ser...

Maquinista (de comboios), "cabeleileila" e "cozineila".

Tantos sonhos...

É verdade, nesta minha luta com a balança

Toda a gente me diz que estou óptima, fantástica, que agora é que estou no ponto, que nunca estive com tão bom aspecto...pois é, mas eu sentia-me bem no corpo que tinha até há 2 anos atrás, altura em que comecei a ganhar umas formas mais arredondadas, vá lá saber-se o porquê. Impus a mim mesma que vou emagrecer 10 quilos, podem dizer que fico escanzelada, mas é nesse formato que eu me revejo, e esta!?

Portanto, raramente consumo refrigerantes, raramente como as porcarias que comia, o colesterol já baixou um bom bocado mas ainda não chegou ao nível abaixo dos 200, aquela coisa de me pesar todos os dias estava a aborrecer-me porque não via o que queria, e bastou não o fazer durante 3 dias para hoje de manhã, quando me pesei, faltarem 2 quilos :) Portanto, já só faltam 8...Yeahhhhhhhhhhhhhh.

...portanto, cometi um pecado (não o original), mas saudável - gelado de iogurte natural com frutas e soube que nem ginjas!


Os ténis novos da minha princesa

E é assim, num dia quente como o de hoje, uma mãe vai às compras e é isto...mas têm muita pinta :)


sábado, 8 de agosto de 2015

....já falta pouco...sinto-me ansiosa, expectante, nervosa, é importante que saia tudo perfeito. Sobretudo era muito importante para mim...

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Ainda o cartaz....

Faz-me lembrar também o inferno de Dante!

Acerca do cartaz do PS

Bem, após ler tantos comentários face ao dito cartaz, o qual ainda não tinha sequer analisado, decidi observá-lo com alguma atenção para poder emitir a minha opinião...de facto, para mim, aquilo faz-me lembrar uma imagem do livro "As mais belas histórias da Bíblia" que pautou a minha infância, quando eu pensava que a manifestação Divina era a visão dos raios de sol por entre as nuvens.

Noutra abordagem, parece que estou a tentar dobrar o Cabo das Tormentas, não consigo e vou parar ao Céu.

De facto, falhou qualquer coisa ao Sr. Edson Athaíde; ponham um grupo de crianças a desenhar e vai sair uma propaganda política bem mais interessante.


quarta-feira, 5 de agosto de 2015

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Mais uma separação. Cocas e Miss Piggy já não estão juntos - dn - DN

OMG - até o Cocas e a Miss Piggy!? :(

Mais uma separação. Cocas e Miss Piggy já não estão juntos - dn - DN

Sitiados A noite

...enfim, ligar para repartições públicas é sempre pior do que jogar no euromilhões. Não percebo porque é que têm telefones, já que preferem estar na conversa e ignorar os utentes que também lhes pagam o salário!

Anastácya a equilibrista!


domingo, 2 de agosto de 2015

...preparar uma cerimónia, por mais simples que queiramos que ela seja, dá mesmo trabalho. E quando não queremos que nos falhe algum detalhe, o ínfimo pormenor, ainda mais.

Perceber pela parte dos visados o que é uma guerra

Esta semana tive oportunidade de estar com um colega que trabalha na nossa delegação no Dubai - veio cá em viagem de trabalho para ver uma série de processos com os quais trabalhamos, etc.

Trabalho à parte, fomos almoçar com mais alguns colegas e não me interessasse eu por temas relacionados com a política e relações internacionais, acabámos por fazer conversa acerca do estado actual das coisas e do conflito do auto-denominado Estado Islamico, Síria e afins.

Ora bem, o meu colega é sírio (facto que fiquei a saber nesse dia), pelo facto de ser sírio não tem permissão para entrar em determinados países, é olhado de lado por algumas pessoas e, tal como todos nós com 3 dedos de testa considera a situação actual um autêntico absurdo. E como é que em países ricos, morrem milhares de pessoas à fome, e como é que se mata a soldo, da forma como se tem visto - pessoas queimadas vivas dentro de jaulas e afins.

Foi um almoço bastante interessante e fiquei a saber que afinal o Dubai não é assim tanto o mar de rosas como o pintam, para quem lá vive ;)

sábado, 1 de agosto de 2015

Era 1 e tal da tarde

E a minha tensão estava nos 10-7.

Baixinha e próxima como tudo.

O Céu e o Inferno

150 anos - Allan Kardec