quinta-feira, 31 de março de 2016

IRS - Submited

Bem, apesar de ter notado algumas diferenças no preenchimento, já está feito.

Agora, resta aguardar...


quarta-feira, 30 de março de 2016

Mas, acto contínuo, aparece-me assim...


O drama

Tive que me zangar com ela porque não quer tomar banho; confesso que com tantos banhos por dia desde que está com varicela, seja algo que a está a aborrecer, mas tem que ser.

Chega ao pé de mim lavada em lágrimas, num pranto desolador com esta conclusão:

"Tu já não gostas de mim! Não gostas do meu tamanho!"

E eu:

"O quê??"

O drama continua:

"Só gostavas de mim quando eu era bebé!"

Temos o caldo entornado; deu-lhe para o sentimento; deve ser o reflexo de estarmos fechadas em casa desde o sábado passado sem vermos outra civilização, que não, uma à outra.

As notícias às vezes irritam-me

Ontem à noite, um grande sururu porque havia um tiroteio nu, bairro de Lisboa e, consequentemente tinha morrido uma mulher.

Hoje, acerca do mesmo tiroteio, afinal a mulher está viva - pergunto, nas proximidades da semana Pascal, a dita senhora ressuscitou, ou de facto nunca morreu (ainda)?

terça-feira, 29 de março de 2016

Há dias em que nos mandam estas coisas, e nós sorrimos

Hoje foi o dia :)

 Obrigada M.C.!

O pânico quando caem as crostas

Oh meu Deus; agora caiu uma crosta enorme do queixo.

Caiu sozinha, mas ficou uma mini-cratera na pele. Será que me vai deixar marca na cara da miúda?

Isto é que é uma chatice :(

E lá está ela à espera que a varicela passe...


Não fosse olhar para ela e ver aquela cara cheia de borbulhas vermelhas, pela quantidade de disparates e gritaria eu diria que ela estava no seu melhor!

Lá vou eu dar os medicamentos à cria!

segunda-feira, 28 de março de 2016

Já a sinto tensa

Por estar em casa há alguns dias sem poder sair. E de facto ainda nos falta uns quantos dias até poder ter ordem de soltura.

O foco foi o que se esperava; quando liguei pela manhã para o colégio, o veredicto - todos os meninos da sala da pequena estão com varicela. Da sala ao lado escaparam 7 ou 8.

Para a minha filha, hoje, do nada, o drama:

"Mamã, eu não quero estar doente, já não vou ver o Panda do GôFô"

Que é como quem diz - a educadora tinha marcada a próxima quarta-feira para um programa diferente com os pequenos; almoço no McDonald's, cinema, pipocas, passeio.

Vá, não te queixes, os meninos estão todos com o teu dói-dói e a Ana leva-vos ao cinema na próxima semana.

Enfim, espero sinceramente que este revés passe depressa.

domingo, 27 de março de 2016

Reformulo

A cabeça da minha filhota não parece a Lua; parece sim uma gruta prolifera em em estalagmites!

Bem, trata-se de uma visão assustadora! :(

sábado, 26 de março de 2016

Por aqui estamos presas em casa na companhia da Miss Varicela

A pequenita está prostrada, irritada, cheia de comichão e agora à noite a febre voltou a subir bastante.  

Aquelas borbulhas têm de facto um aspecto deplorável - depois do banho fica com um aspecto menos doente, mas por pouco tempo. 

Lavar-lhe a cabeça foi um tormento, parece a superfície lunar e perante o desespero lá lhe disse que o único sítio que pode coçar é mesmo a cabeça, mas só se estiver muito desesperada.

Ando a limar-lhe as unhas constantemente, mostrei-lhe a marca com que fiquei na cara quando eu própria tive varicela para a instar a não coçar e se tiver comichão, que grite por mim. Mas não é fácil, são 5 aninhos, coitadinha da minha filhota :(



Varicela 1 - Bébécas 0

Pois, lá tinhamos nós que receber esta visita :(

Uma borbulhita de nada que apareceu ontem na cara e que eu associei ao chocolate que ela tinha comido nas amêndoas de Páscoa, de madrugada transformou-se num conjunto de borbulhas assustador, que se multiplicavam a olhos vistos.

Um pouco de febre, bem, lá a vesti e rumei ao hospital às 4 da manhã, tendo 99% de certezas que era Varicela, pois as borbulhas eram típicas.

Chegámos ao hospital, triagem, bem, já não saímos da sala da triagem, por questões de risco de contágio. Veio a médica ao nosso encontro e confirmou o que eu suspeitava, lá me esteve a dar todas as dicas, passar o atestado e aqui estou eu de quarentena com a miúda.

O choque é -  uma doença tão comum na infância e gastei "só" 35€ em medicamentos. É de bradar aos céus.

quinta-feira, 24 de março de 2016

É destas coisas que eu gosto, mesmo o meu género

Alexander Mcqueen

A minha filha anda a esticar a corda

E amiúde me contempla com saídas do género "ela é que manda".

Comportamentos típicos dos seus 5 anos, mas que se não forem corrigidos ASAP vão dar origem a uma pequena ditadora que, crescendo, se torna numa pessoa insopurtável.

Tivemos um quid pro quo na terça-feira passada, pois perante o meu cansaço extremo e o facto de estar carregada de coisas, pedi-lhe para ser ela a levar para cima o saco dela da natação e a jeitosa recusou-se!

Perante o meu abrir de olhos e cara de poucos amigos, começou num crescendo numa birra, facto esse que àquela hora eu não tinha força anímica para lidar com e, trouxe eu o saco (erradamente) mas quando cheguei a casa foi de gritos.

Culminou o episódio comigo a dizer-lhe que, se nos próximos dias voltasse a ser mal educada e pouco cooperante, inclusive se teimasse também em não arrumar os brinquedos dela, que só ela e as amigas dela desarrumam, que podia esquecer a Natação!

Resposta da criatura:

"Na na, porque a natação é minha e eu não quero desistir, eu é que mando na natação!"

Pois bem, introduzi finalmente o tema do Capital! Muito embora lhe custe perceber que hierarquicamente a posição dela não é favorável, por outro lado, quem paga sou eu, e se eu não pagar, pois lamentavelmente toda e qualquer actividade extra pode ir por água abaixo.

Nâo sei se percebeu, se interiorizou, se tem a noção das implicâncias que daí podem advir...confesso que na altura da imposição do potencial castigo eu própria não pesei os contras, pois ela tem que andar na Natação não só por todo o bem que lhe faz, como também por imposição do ortopedista, dada a escoliose precoce que ela tem...por isso rezo que ela se atine, que se porte melhor, caso contrário vou ter que dar um passo atrás e fazer uma substituição de castigo.

É muita gestão para uma pessoa só!

quarta-feira, 23 de março de 2016

E depois vêm criaturas estúpidas, mal formadas e psicologicamente desequilibradas deixar pacotes suspeitos à deriva pela cidade de Lisboa, para lançar o medo e o sururu.

domingo, 20 de março de 2016

sábado, 19 de março de 2016

Ver o Profº Adriano Moreira e a Filha Isabel - é uma ternura

Um Pai que revela que a relação entre pai e filho deve ser pautada por uma transmissão de uma escada de valores, e que a responsabilidade de um pai passa por manter uma informação séria, transmitir valores sérios e liberdade de escolha.

No fundo, o legado social que nós deixamos aos nossos filhos, ser-lhes-ão úteis, dado o estado da geração a que eles pertencem.

...e por isso neste dia, desde que fui mãe, sinto este dia um bocadinho meu também, já que, por imposições, não do destino, mas acima de tudo de carácter, ou antes, da falta dele, sou Pãe!


Dia do Pai(drasto)

Não me lembro de ter dado os primeiros passos amparada por ele, não me lembro de ir à praia com ele, não me lembro de o ter visto no meu primeiro dia de escola, não me lembro de lhe ter dado um único presente no Dia do Pai, não me lembro de o ter visto na Benção de Finalistas, não me lembro da minha filha alguma vez o ter conhecido, ou lhe ter chamado avô...enfim, se não me lembro, e eu tenho boa memória, deve-se ao facto de não ter estado presente em todos estes e tantos outros episódios da minha vida.

Mas lembro-me da presença do meu Padrasto, por isso, hoje é o dia dele, que não foi o pai que eu não tive, porque ninguém tem a capacidade de substituir alguém, mas foi muito mais do que isso.

Faz parte da minha vida, foi sempre um bom e grande amigo, ganhou o meu coração e a minha gratidão. Um Feliz dia para o meu grande amigo Zé.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Ontem tive uma aula de Pilates

Hoje estou aqui um bocado dorida, sobretudo na zona abdominal. Bem, é sinal que alguma coisa fez!

quarta-feira, 16 de março de 2016

A vida por vezes (muitas) entristece

Há precisamente um mês atrás estava eu num velório - tinha falecido o pai de um amigo. Hoje, após um mês, regressei agora de um velório - faleceu a mãe de uma grande amiga.

Se, no mês passado estive a dar o meu carinho a um amigo, pois não privei com o seu pai, hoje, para além dos beijinhos e do abraço à minha amiga, fui lá também pela mãe dela, pessoa que conheci, com quem privei, com quem convivi.

E ali estava aquela filha órfã, no rosto espelhado o retrato da dor, e aquela mãe, no seu ataúde, irreconhecível, inerte, morta...e tudo isto não faz sentido.

Nascemos pré-programados para partir um dia, mais ou menos longínquo. Acredito que nada disto acaba aqui, assim, como muitos querem impingir.

Todos percorremos o nosso caminhos, uns percorrem mais que outros, todos temos os nossos momentos de aperfeiçoamento e de redenção e quanto mais encaixarmos esta ideia, menos sofremos...pois, dizem que sim. Mas a verdade é que, convicções à parte, sofre-se na mesma, porque há pessoas que nos marcam mais do que outras é certo, mas o facto de sabermos que pelo menos nesta existência não vamos interagir mais com determinada pessoa, seja de que maneira for, até mesmo com um qualquer astro do cinema que nos habituamos a ver no grande ecrã.

É isso, a vida entristece, deixa-nos um vazio, dá-nos pancada, faz-nos estremecer...algumas alegrias também nos dá, é verdade, mas a pancada é bem mais forte do que a alegria que nos proporciona. Falo por mim.

Exceptuando o episódio mais importante da minha vida que foi ter-me sido permitido ser mãe da minha filha, e que mesmo assim nesse momento levei tanta pancada da vida, relembro muito mais momentos de dor, aquela dor que deixa marca e não sai, do que de alegria - e estas perdas deixam-me assim, a sentir-me triste.

terça-feira, 15 de março de 2016

Não esperava

E por isso estou aqui meia embargada e arrepiada. Chegar a casa e saber que uma grande amiga minha perdeu a mãe - mais um caso de não dar sinais de vida, vai-se ver e dão com ela morta em casa.

Privei com a D. Filomena, em momentos bons e menos bons e estou sem palavras. Ainda tinha muita vida pela frente :(

O meu coração estará sempre contigo Rachel.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Agora foi o Nicolau Breyner

Que vida esta...é certo que todos temos o nosso dia, não ficamos cá, é a lei da vida e nascemos neste sistema de coisas; mas de facto entristece :(

A minha filha deu a fuga

Deitou-se cedo sem grandes questões, lá levou o Tablet para ouvir uma das músicas do Inglês, depois lá fui desligar o aparelho e trouxe-o comigo, deixei de a ouvir e pensei - bom, já adormeceu.

Fui ao quarto e a safada tinha a roupa toda desconjuntada e...não estava lá.

Enfim, dei 3 passos, espreitei para o meu quarto e lá estava ela com a trouxa toda a ocupar-me a cama.

Ela diz que quer ser Piloto de Aviões, Cozinheira e Cabeleireira; pois eu adivinho-lhe apetência para Okupa!

sábado, 12 de março de 2016

Quem é que me faz lembrar o nosso Presidente, para mim o sempre Professor Marcelo Rebelo de Sousa

Fonte: DN

O Papa Francisco - na forma de estar, na simpatia, na proximidade, humanidade e na capacidade de dar afectos.
Ele pode ser do Partido Político que quiser, mas de facto nestas coisas é o máximo.

Estava farta de Presidentes demasiado sisudos e sombrios.
Fantástico o Visita Guiada de hoje da RTP2 a mostrar-nos os segredos do Palácio de Belém.

Portanto....pifou!

Foi com  algum receio que o trouxe desde o sítio em que estava até casa - não sei antes falar com o mecânico, que antes de mais é um grande amigo, que me tranquilizou e disse que o Bob chegava a casa e era capaz de me levar ao escritório no início da semana.

Facto - nunca é altura indicada para avariar, mas esta semana vem totalmente a despropósito.

Agora só fico tranquila quando o levar para a oficina o mais rápido possível e que aquela luzinha do lado esquerdo se apague, assim como outras tantas que foram accionadas sem razão aparente.


sexta-feira, 11 de março de 2016

Nunca "emprestar" os nossos gadjets aos filhos

Eles depois já se auto-intitulam de proprietários dos ditos equipamentos e quase que chegamos ao ponto de ter que lhes pedir autorização para lhes aceder.

A recta final dos 5 anos

Confesso que não está a ser fácil.

A miúda é um encanto, é a minha razão de viver, mas presenteia-me com momentos de puro desespero.

Anda demasiado obstinada e a tender para o desobediente; e infelizmente só pára quando lhe abro os olhos por um par de vezes e lhe mando 2 gritos. Os piores momentos surgem de manhã, quando preciso urgentemente de sair de casa para trabalhar e ao fim do dia, à hora de deitar.

Anda teimosa, uma sede imensa em levar tudo e mais alguma coisa para o colégio, depois estragam-lhe os brinquedos, chora, faz birra, o cabo dos trabalhos.

Hoje portou-se mal na carrinha a caminho da natação, ao que sei ficou de castigo por alguns momentos - e depois de tudo isto transforma-se na criatura mais dócil de que há memória.

Mas deixa-me esgotada. Ao fim de uma semana intensa, deixa-me esgotada.

More about Jeff Buckley

http://www.dn.pt/artes/interior/jeff-buckley-ha-ineditos-para-descobrir-em-you-and-i-5071423.html

quinta-feira, 10 de março de 2016

O advento do medicamento saboroso

Mamã, estou com tosse......

Mamã, dói-me a gaganta.....

A mamã não dá muita importância porque já a conhece de ginjeira.

Mamã, dói-me o ouvido.....

O próximo "mamã" já foi mais audível.

Mamã, tens que me dar o Búfen!

Tem que se ter uma atenção para saber distinguir a patologia, da vontade de tomar o xarope. Kids!

David Bowie - Changes (Live)

Uma ajuda do Estado que é sempre bem vinda - os manuais do 1º ano vão ser grátis

http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/sociedade/detalhe/manuais_escolares_gratuitos_no_1_ano.html

quarta-feira, 9 de março de 2016

Frio, frio, frio

Bolas, estou mesmo cheia de frio!

O Sr. Silva, tem mais encantooooo!!!

Na hora, da despedida!

terça-feira, 8 de março de 2016

segunda-feira, 7 de março de 2016

Outra para o dossier "eu não diria melhor"


Mamã, podes dar-me um beijinho?

 - Posso filha.

Yessss, é que eu gosto muito dos teus beijinhos!

Sabes que dia é amanhã mamã?

Hummm, não sei, que dia é? Quem é que faz anos?

 - Não digo, não digo, amanhã vês!

Está bem, amanhã eu pergunto-te que dia é.

 - Pois, só amanhã porque é surpresaaaaa!....pronto, eu digo...eu digo.... É o Dia da Mãe!

O Dia da Mãe? Amanhã?

Sim mamã, e eu tenho uma surpresa, vais ver.

Desde que ela nasceu, cada dia que passo com ela, é de facto o meu dia, chamem-lhe o Dia Internacional da Mulher, ou não.

sexta-feira, 4 de março de 2016

Por esta é que eu não esperava :(

A Ana Galvão (que tive o gosto de conhecer há uns anos atrás e é uma querida) e o Markl...não! Eram aquele casal que pensei ser indestrutível.
Mas mesmo na separação são um exemplo. Um beijinho para eles!

75...

quarta-feira, 2 de março de 2016

Entretanto as aspirações profissionais da minha filha agora são:


  • Piloto de Aviões
  • Cabeleireira
  • Cozinheira
Ena, ena, tenho aqui uma verdadeira mulher dos sete ofícios!

Deus que me perdoe

Mas esta mãe está com ar de quem tem um filho assassinado naquele terreno em frente a ela???

http://www.cmjornal.xl.pt/multimedia/videos/detalhe/mae_de_rodrigo_calma_apos_descoberta_do_corpo.html

Devo ser eu que sou louca!

terça-feira, 1 de março de 2016

Panda e os amigos 2016 música Sara - O desenho perfeito - português port...

A minha filha adora esta música e eu, também :) A pequena cantora é uma graça!