terça-feira, 31 de julho de 2018

....e o serão foi...

...lamber registos e avisos de recepção para provar que alguém mente, mas quem!?

Escrever uma carta à minha moda a um condómino que se armou em parvo para cima de mim….

E receber quase que uma ovação dos vizinhos que estiveram cá em casa a "ajudar" e ver o trabalho que as coisas dão e que terminam dizendo que eu sou fantástica, uma criança a jantar à hora da ceia e a perguntar se eu estava irritada com ela (poor child), compensá-la com mil beijos, e eu, a uma hora destas, por jantar e também não é algo que me apeteça fazer.

Vou ser uma grande louca e comer um pedaço que regueifa que comprei no Jumbo.


Dejá vù

Não é segredo que a minha filha tem um feitio bastante torcido, sempre chorou a plenos pulmões e por vezes embirra com coisas que nem ela sabe explicar; embirra porque sim, porque lhe apetece, porque consegue ser uma grande chata.

Hoje decidiu, mesmo com todo o meu carinho a acordá-la com beijinhos, fazer uma valente birra; não, não tinha lá uma Rita a chorar, tinha uma sala inteira do Jardim de Infância e isto ao abrir o olho, coloca logo uma pessoa de neura para o resto do dia.

E nisto fica sentada em cima da cama, pernas à chinês, a chorar literalmente baba e ranho, a puxar os próprios cabelos....e eu...o que fiz eu!?

Exactamente o que fazia quando ela tinha 3 anos:

"Minha cara amiga, quando estiveres disponível e parares de chorar, a mamã volta."

E assim foi, passados uns 10 minutos calou-se, sim, tive que a ouvir 10 minutos a berrar ainda assim, olhou para mim como se nada fosse, tinha a cara a pingar ranho por tudo quando era sítio, o cabelo todo despenteado, lágrimas, suor...só faltava o sangue.

Limpei-a, e recebi uns belos beijinhos a seguir. Vá-se lá perceber um louco!

Se me perguntarem qual o defeito que mais abomino num ser humano

É de facto ser mentiroso. É dos piores defeitos que uma pessoa pode ter, porque o mentiroso é capaz de atirar um inocente para a cadeira eléctrica nos países em que esse método ainda é utilizado. Nos outros, atira-o para a forca.

Já fui penalizada por ser honesta demais, mas não quero saber, prefiro ser assim, do que usar subterfúgios para enganar, usar, fazer crer que sou algo ou alguém que não sou, mas já fui "vítima" de muita mentira, infâmia, omissões graves que até a minha vida em risco puseram, a da minha filha e afins, pelo que, quando chegamos de facto a uma certa idade, começamos a não ter muita paciência para certas atitudes e comportamentos e, se o caso for irrelevante, ignora-se, se não for, parte-se para instâncias superiores - os tribunais por exemplo, existem para os homens, não para os bichos, e infelizmente há seres humanos que só aprendem as coisas à lei da força...outros nem assim, mas continuo a manter quela obstinação que tinha aos 20 anos ao pensar que podia mudar o mundo - não mudo, eu sei, não tenho esse poder, mas posso moldar algumas coisas, aquelas que eu consigo controlar.

Quem me conhece, já me conhece as sagas. A do Condomínio é mais fantasmagórica do que a Twilight, com muito mais episódios do que a série Dallas. Pois que agora, perante umas cobranças coercivas que me vi obrigada a executar, há lata para uns dizerem que não tinham conhecimento (quando foram notificados para tal com as devidas formalidades e provas), outros que nunca se recusaram a pagar (quando disseram na minha cara e com testemunhas e insultos à minha pessoa "Eu não pago") e agora que chegou a "hora do vamos ver" vêm com falinhas mansas, a enaltecer dificuldades e sensibilidade da minha parte.

What?? Primeiro insultam e depois querem comiseração? Como me diz um amigo Procurador do MP, deveria ter resolvido logo os insultos com uma queixa-crime - não que resolva, mas atemoriza certas almas inquietas. Para a próxima é o que segue. Por outro lado, a verdade é que tenho pena, que as pessoas sejam assim, que as águias se transformem em pintos feridos, desdigam o que disseram e relevem certas atitudes - mas a verdade é que estou mesmo a borrifar-me para isso.

Sim, chamem-me fria - demorou, mas foi preciso ser maltratada uma vida inteira em várias vertentes para aprender., inclusivamente por pessoas de quem gostei. Agora, não estou nem aí, "temos pena". Importância a quem a tem e deixar de perder tempo com questiúnculas absurdas e seres humanos com fraqueza de carácter. Se me vejo livre desta treta do Condomínio até julgo que é mentira, mas a verdade é que todo o processo me tem ensinado que o ditado está certo "quem poupa ao seu inimigo, nas mãos lhe vai cair" e de facto não me apetece poupar.

Venham pessoas com uma boa aura, com bom fundo, honestas....de escroques está o mundo cheio.







segunda-feira, 30 de julho de 2018

Ainda as apanhei a menos de metade do preço, um achado

Giras que só elas!

Uterque

E Lisboa perdeu um Vereador giro

Oups, ou como diz o ditado "quem não quer ser lobo, não lhe vista a pele"!.

domingo, 29 de julho de 2018

A seguir ao homem que amo, este está no 2º Lugar em termos de postura, beleza, porte distinto e umas quantas coisas mais

E não nos detenhamos no facto do Diogo Infante ser homossexual, isso é apenas um detalhe. Mas é dos homens mais interessantes, cordiais, educados, cultos, corteses, encantadores e muitas mais coisas que existem por aí.

Reparei nele pela primeira vez deveria ter eu uns 15 anos e a paixão platónica cá continua.

https://www.n-tv.pt/rosa-choque/diogo-infante-faz-rara-declaracao-de-amor-ao-marido-todos-os-dias-faz-sentir-me-uma-pessoa-melhor/


Já começo a sentir o cheiro a férias...

Embora esteja a braços com uma bela gripe de Verão; antes agora, do que daqui a uns dias.


Depois da tragédia do Aquaparque há uns bons anos atrás, não pensei que uma tragédia destas se repetisse

https://ptjornal.com/o-relato-arrepiante-da-morte-do-menino-preso-na-piscina-311879

Como umas férias se transformam num pesadelo; nem quero imaginar.

sábado, 28 de julho de 2018

Sítios que recomendo - Taberna Moderna

Não sei se gostei mais do Gin, dos pratos principais ou da sobremesa...na verdade gostei de tudo e recomendo vivamente e é uma experiência a repetir.

Entre atum braseado, angulas com ovos rotos, vieiras, arroz negro com choco...e o pão, e o queijo...e as sobremesas que eram assim para lá de divinais!?

E o Chef que não me conhecia de parte nenhuma a tratar-me por "querida" e a trazer-me pétalas de violeta para degustar, como forma de me provar que o gelado era de facto de violeta e não de framboesas como eu insistia?...e que mesmo assim não estou totalmente convencida!?





Uma tarde "Incrível"

Já estava prometido à miúda desde a estreia e já lá ia um mês e nada. Não por falta de vontade da minha parte, mas mesmo por falta de oportunidade nos últimos fins de semana que passámos juntas.

Pelo que, hoje foi o dia, porque palavra de mãe é lei. Logicamente que quando saímos já falava no Hotel Transilvânia e mais não sei o quê, mas isto tem que ser à vez, porque tomorrow will be another day.


Momento fútil do dia

É um facto que a genética ajuda, mas a verdade é que podia fazer mais pelo meu corpo, do que não faço de todo.

Mas ir à esteticista que é especialista numa técnica de massagens refirmantes e de combate à celulite e ela dizer-me que é quase inexistente tanto celulite como gordura nas minhas pernas, deixa-me animada, claro que deixa. Com 40 anos e meio e receber um veredicto destes eleva a autoestima de um bisonte.

Pelo sim pelo não quero fazer uma massagem ou 2, para a minha filha ter uma mãe catita durante mais uns tempos.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

E a nitidez com que se vê Marte hoje...brutal


Em 2100 já não ando por cá há décadas, portanto, vamos lá registar o Eclipse para mais tarde recordar

É a fotografia possível, pois esta Lua hoje estava tímida e teimava em não se deixar ver.

Em dia de Eclipse ou não, a Lua sempre me fascinou, muito mais do que o Sol.


E a pessoa certa....é de facto esta!

https://jafoste.site/a-pessoa-certa-e-quem-se-importa-contigo-e-insiste-em-ficar/

A Pessoa, é assim...o estar sempre lá, mesmo sem estar. Isso existe, de facto.

Nenhum "pai" deveria conhecer a dor de perder um filho

É contra-natura, ponto. Não estamos sequer formatados para isso. Seja o filho um bebé, uma criança pequena, um adolescente, um adulto em que faixa etária for. Enquanto mãe ainda vou na fase da "criança pequena", mas tenho a certeza de que, tenha ela a idade que tiver, vai ser sempre a minha bebé, a minha menina.

Vou lembrar-me sempre dos meses em que tive 2 corações a bater no meu corpo, vou lembrar-me daquele longo e quente 4 de Julho de 2010, dos primeiros dias, da primeira fralda, da amamentação, das noites mal dormidas, cólicas, sorrisos, birras e espero viver para a acompanhar em sucessos, insucessos, disparates (quem não os faz, embora espere que poucos, pelo amor de Deus) e mesmo com muitos disparates, vai ser sempre a minha menina.

Não, acredito que não vou dar-lhe sempre palmadinhas nas costas nem tão pouco quero que ela se ache o supra-sumo; a minha filha tem defeitos como toda a gente, e serei a primeira a admiti-los, mas se tiver a grandeza de tentar ser um pouco melhor todos os dias, e com carácter, será certamente uma grande mulher.

Quando chegar o meu dia, quero partir e deixá-la por cá a seguir o seu caminho segura, firme e com princípios; e não só a ela, como aquela que foi a minha primeira bebé, a minha irmã que, apesar dos 30 anos, continua a ser outra bebé para mim.

Não, definitivamente não estou formatada para ver partir gente que para mim será sempre miúda.

Por isso hoje estou em dia de alguma reflexão - acordar de manhã e receber a notícia de uns pais que conheço terem perdido em menos de 1 ano, 2 filhos - é de loucos. Como é que se sobrevive após a morte de um filho....e após a morte do 2º, filhos com uma vida inteira pela frente!?

Deus lá sabe o que faz, mas eu na minha imperfeição juro que não entendo onde Ele quer chegar - talvez o Represas tenha razão, Deus vai chamando para junto dele os que mais ama, mesmo retirando-os aos que mais os amam.

Descansem em Paz.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Há avós inesquecíveis e eu tive a sorte de ter uma assim que após quase 20 anos de ausência, me continua a dar tanto...

Acima de tudo pelas memórias que tenho dela, pela pessoa irrepetível que foi e pelo que significará sempre na minha vida.

Sim avó, confirmo quando nos dizia que um dia iriamos sentir muito a sua falta - não só a falta, como uma saudade crescente e vontade de a recordar; neste dia dos Avós, o meu pensamento também está aí, esteja onde estiver.


As obras de arte que se encontram por Lisboa - Bordalo II

in Taberna Moderna, Lisboa

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Do ficheiro "coisas que me irritam"

Não é de hoje que os carrinhos do CD me irritam solenemente; obviamente que não são os carros em si, mas a falta de civismo de quem os conduz, que por pertencerem ao Corpo Diplomático pensam que são mais que os outros.

Infracções, condução perigosa, não respeitam o código e afins...hoje estava eu parada num semáforo na zona do Jardim do Campo Grande; zona absolutamente pedonal em que amiúde vejo crianças a andar de patins, pessoas a passear tranquilamente os seus cachorros, trotinetes, mães e pais com os seus bebés nos carrinhos a passear e eis que vejo um carrão do CD nessa zona pedonal que ainda estou para saber como lá conseguiu entrar pois sucedem-se os blocos de cimento para evitar que tais situações ocorram, a estacionar descontraidamente.

É preciso ter mesmo uma grande lata!

Não é um hábito, porque tão pouco concordo com o co-sleeping

Mas a pequena andava há semanas a pedir-me para dormir com ela e hoje lá fui matar saudades...e é tão bom. Aquele cheirinho, aquela pele macia que fui acariciando e beijando de cada vez que lhe sentia a respiração menos tranquila com algum pesadelo, tapá-la de cada vez que se destapava, pôr-lhe o cabelinho para trás....bom, na verdade não dormi grande coisa. Com o raiar dos primeiros raios de "sol" olhava para ela e admirava a perfeição dos seus traços, e pensava cá para mim: "esta miúda é mesmo bonita, jamais farei na vida algo tão perfeito".

E cá estou, com alguma vontade de me encostar e fazer uma sesta, mas tão enternecida com esta noite em que dormi com a minha bebé.

domingo, 22 de julho de 2018

E porque é sempre bom voltar aos locais de que se gosta

Vamos lá fazer publicidade novamente ao Talho e à sobremesa divinal de hoje:

Três chocolates, côco, maracujá, banana, cardamomo, creme Inglês, e a pessoa tem que se controlar, porque é verdadeiramente orgásmico.

Não sei se não foi mesmo a melhor sobremesa que degustei até hoje, sim saboreei, revirei os olhos, tive pena quando acabou...é assim qualquer coisa que se come e se chora literalmente por mais.

Chef Kiko no seu melhor.



Um pouco de Pablo Escobar

Ontem houve tarde de cinema; não que fosse o inicialmente previsto, já que o mais importante era de facto a companhia maravilhosa, mas acabámos por ir ver este filme que nem sabia estar em cartaz - quando temos filhos, estamos mais a par dos Incríveis e afins.

Sabia que para além da parte má, era um homem de família, que adorava ao seu modo a mulher e os filhos, e, apesar dos pesares, conseguiu algumas boas acções (poucas, comparativamente às más).

Impiedoso com os opositores ou traidores, mas sempre com um toque a raiar entre o sarcástico, o rude e o cómico.

Não desgostei - passei à frente da cena da motosserra e do cão, e mais não digo.


É no que resulta o meu gato confundir o meu pé, com o chão que devia pisar...

Bonito serviço!


sexta-feira, 20 de julho de 2018

Higiene Oral

Um dos meus pontos de honra, são os dentes. Tive sorte com a dentição que me calhou, tanto a definitiva como a de leite, tive sempre uns dentes certinhos, branquinhos, a primeira amostra de cárie que tive foi aos 39 anos num dente do siso, logo, não me posso queixar.

Muito tenho a agradecer aos cuidados extremosos da minha mãe e avó que, não tendo uma ligação directa com a forma do meu sorrir, tomaram sempre as medidas necessárias para que os meus dentes fossem o que são.

Pois que a minha filha há uns dias atrás, e na senda do post anterior, após lhe ter dado indicação de que estaria na hora de lavar os dentes me diz: "Já lavei!"

Mas quando ela nasceu já eu cá habitava há 32 anos e meio, pelo que, o meu segundo comentário foi:

"Não quero cá meninas porcas e mentirosas. Se faz favor....!"

Bom, foi suficiente, chamar porca à Rita é das piores coisas que se pode fazer, uma rapariga que passa a vida na casa de banho a lavar as mãos e os pés e que adora cheirar a perfume...porca, jamais.

Lá foi a correr lavar a dentuça e mostrar o trabalho à inspectora-mor.

Por outro lado já me vai dizendo que quer tomar banho sozinha; algum dia terá que ser, e as minhas costas agradecerão, mas...ainda é cedo. Aquele cabelão e afins precisam dos cuidados da mamã.

Mas que miúda rebelde e obstinada me foi sair

Sim, eu sei que "quem sai aos seus não degenera" e tendo uma mãe contestatária que quis saber sempre os porquês e um pai rebelde que em tenra idade ia pegando fogo ao Meco para matar umas formiguitas - só tinha que sair um grande diabrete.

Mas a minha filha abusa. Rita vai por favor pôr atua roupa para lavar. - resposta dela:

"Achas?"

E eu:

"Não, tenho a certeza!"

E ela:

"Mesmo!?"

E eu passo directamente à coacção ou ameaça de instauração de medidas coercivas.

Mas digamos que num dia, isto se repete, e repete, e repete.

Rita, lavar as mãos para jantar. E ela:

"Nunca!"

E eu?

"Disseste alguma coisa?"

E ela:

"Jamais!"

E passamos o dia nisto, e quando estou mais tranquila e com ela  deitada, farto-me de rir. Eu não era assim nem me atreveria com a mãe que tenho, mas que a miúda acaba por ter um piadão, lá isso é verdade.

quarta-feira, 18 de julho de 2018

E é tão interessante o "saber"

Ontem à noite apanhei um documentário na RTP2 acerca da família imperial Russa. Qualquer coisa parecida com "A última viagem do Czar", ou algo assim.

Claro que despertei, ou não fosse um dos aspectos da História que bastante me fascina, o Czar Nicolau II, a Czarina, a sua queda, morte, descoberta dos corpos décadas depois….ah, e o Rasputine, ou não me aparecesse esse personagem em sonhos de vez em quando.

Era um déspota aquele Czar, mas tinha uma vida que era qualquer coisa. Aqueles palácios, aqueles interiores, a componente familiar e o amor que nutria pela família.

O documentário de ontem focava mais o declínio do império, os seus "exílios" por aquela Rússia fora, até ao destino final e fatal, lá aparece o Lenine….e algumas imagens do povo da época.

Fiquei petrificada com os números - em 1917/18 existiam naquele país cerca de 400 milhões de pobres, pessoas que trabalhavam de sol a sol e que pouco lhes sobrava para alimentar os seus filhos.

Mas aquele Czar, mesmo a viver uma vida de reclusão nos últimos meses antes da sua execução, continuava a manter uma altivez que apenas deve ter perdido quando a primeira bala lhe acertou.

Ao mesmo tempo que lamento, e acho que foi uma barbaridade assassinar assim uma família inteira à queima-roupa com crianças incluídas, por outro acho que de facto no estado a que chegou aquele país, os Bolcheviques não tiveram outra hipótese e não acho que o Lenine tenha sido propriamente um bandido como muitos referem.

Na dúvida, é melhor não ser déspota. Mesmo assim, continuo a ter um fascínio pela família imperial Russa e um apetite ainda mais aguçado para ir sobretudo a S. Petersburgo.

Coisas que ao mesmo tempo me chateiam e divertem

Acho uma "delícia" os prospectos que nos colocam no carro a apelar à sua venda. Por um lado incomodam, sujam o pára-brisas, obrigam uma pessoa a amarfanhá-los, procurar o caixote mais próximo e deitá-los fora. Mas muito boas almas, atiram-nos para o chão e pronto, devem dizer para os seus botões que é biodegradável.

Mas, e há sempre um mas, por outro lado, o facto do próprio comerciante se auto-intitular de senhor, neste caso, Tiago...é no mínimo....épico!

Eu rebolo literalmente a rir com estas coisas.


segunda-feira, 16 de julho de 2018

Nunca me tinham comparado a tal personagem

Mas achei uma fofura!

Lá está, o meu gosto pelo amarelo refletido na cor do casaco que vesti hoje - amarelão. Chego ao escritório, poiso a tralha, tomar café com os colegas do costume e diz-me assim o meu colega:

"Gosto tanto desse casaco, e fica-te bem. Pareces o Tweety em versão morena.

Nunca até hoje me tinham comparado ao Piu-Piu.

Não podia vir mais a propósito o post de hoje de uma página que sigo no FB


O ser humano é mesmo bárbaro

Não que eu nutra simpatia pelo animal em questão, mas é preciso ser-se ignorante para se pensar que se vinga a morte de 1 pessoa, dando conta de 300 crocodilos....enfim...

https://www.dn.pt/mundo/interior/300-crocodilos-foram-mortos-para-vingar-ataque-9598576.html
And unexpectedly, Brussels came to me...

domingo, 15 de julho de 2018

Duas coisas em comum com a Duquesa...ou quase

O relógio que ela já tem, e que é daquelas paixões que alimento há anos, e que um dia hei-de lá chegar (Ballon Bleu, Cartier) e o gosto pelo amarelo.


É das formas mais genuínas em que se demonstra o gostar...e é de facto lá que devemos estar


E num dia de Verão, em que até choveu a potes, também houve tempo para sorrir

E para tropeçar em miúdas giras na rua…


sábado, 14 de julho de 2018

E do nada, a minha filha destronou o antigo, e colocou na posição do pódium um novo melhor amigo

dos adultos, entenda-se.

Por muito bem resolvida que uma criança seja, ou pareça ser, obviamente que estando num cenário mais matriarcal, lhe falta a figura masculina, aquela fortaleza, aquelas brincadeiras e segurança que os braços finos de uma mãe não conseguem alcançar.

Hoje, e muito por acaso, encontrámo-nos com um amigo da família, que conheceu a Milady Rita com pouco mais de 1 mês de vida e nunca mais nos tínhamos visto, não porque estejamos longe, mas por circunstâncias do dia-a-dia.

Hoje coincidimos no mesmo local, muito por "culpa" da avó, e eu própria revi uma miúda que já não via no mesmo limiar de tempo, e que na altura tinha 7 anos, hoje tem 15 e está quase do meu tamanho e com mais "corpo" que eu. Uma querida.

A Milady Rita adoptou o amigo, saltou-lhe para o colo, cavalitas, cabeça para baixo, enroscou-se no pescoço dele e gabou-lhe o perfume e sai-se com esta:

"És o meu melhor amigo dos adultos!" - o amigo ficou embevecido com a beleza dela e os seus olhos perfeitamente rasgados que lhe conferem um ar ainda mais exótico e eu respirei fundo e pensei que, afinal não foi preciso muito para substituir na cabeça dela, um mau melhor amigo, por um que o é de facto, por muito que não haja a presença física frequente - é daquelas pessoas que todo o santo dia 4 de Julho ao longo destes anos jamais se esquece de nos parabenizar, entre outras coisas, obviamente.


14 de Julho - La Bastille


E nasceu...

Entretanto dizem que se deve manter em água, para terminar o crescimento. O chifre apareceu entretanto. O que eu já me ri com este fenómeno!

E uma mãe passa a vida nisto

Se não é a festa dela, é a festa das amigas, que no caso de hoje, mora para trás de onde Judas perdeu as botas. Levei-a, voltei para as compras, tinha uma coisa para fazer porque me comprometi com outra pessoa e só me lembrei tarde demais (vou ter que fazer isso mais tarde ou amanhã, isto é, em cima da hora) e agora vou voltar outra vez para onde Judas perdeu as botas para ir buscar sua Excelência Reverendíssima.

Ninguém merece...mas quem é que quer ser...Ninguém!?

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Finalmente é Friday...vamos lá enaltecer o estado de espírito do casal do momento

"Avózices"

Diz que daqui a 3 dias, vai nascer do Ovo um Unicórnio. Não percebo nada disto, sempre pensei que fosse um mamífero.

….e é isto, uns adoram o "Menino", eu vou passar 3 dias a adorar o Ovinho!

Das 2 não há 3

Ou o S. Pedro se reformou, ou morreu. Neste estado de coisas, até os Santos morrem depois de canonizados.


...e eu deveria ter investido em botas e botins em vez de sapatos abertos e sandálias.


Isto começa a dar cabo do sistema psicossomático do ser humano mais normal do mundo, não que eu goste de calor extremo, mas chuva e trovoada no Verão, não está de acordo com o nosso paralelo.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Num Mundial tão atípico

Que ganhe a Croácia, por favor!


Hoje falei com a minha filha ao telefone

Não é comum, já que estou quase a 100% com ela,e das vezes em que está entregue ao pai, como por norma não tem passado mais do que um fim de semana, em que vai num dia e regressa no dia a seguir, não tem havido necessidade de comunicar por essa via.

Pois que hoje tive que ligar para o colégio, pois a criança está com uma afta gigante na boca, não lhe pus nada, mas fiquei com aquela preocupação de que caso ainda se mantivesse, hoje teríamos que optar pela ajuda química. Aqui dói que se farta.

Atendeu-me a Educadora e lá lhe perguntei como estava a afta da minha filha, para, em caso de necessidade passar numa farmácia antes de ir buscá-la, ao que a Educadora a chama ao telefone. Bom, a miúda está uma crescida.

Perante a minha pergunta acerca da afta, responde assim:

"Mamã, já está a diminuir, eu sinto, mas ainda me dói!"

Voltei a insistir se tinha dor, se precisava de um medicamento, ao que ela me diz:

"Se puder ser mamã, é que ainda me incomoda e quero comer cerejas e arde-me!"

Fiquei deliciada; a minha bebé gorda e fofinha está a crescer e já começa a falar "taco a taco" comigo, exprime-se bem, revela  coerência. É uma querida esta miúda.

Ahhhhhh, esta cabeça aos 40 anos, já não é o mesmo que era aos 20

Então a miúda perdeu 2 dentes há mais de uma semana e eu ainda não fiz o negócio com a Fada, para lá colocar os presentes debaixo da almofada.

O mais engraçado é que a principal visada tão pouco tem falado acerca do tema - tal não foi a barrigada de presentes que apanhou pelo aniversário.

Coitadinha da minha filhota; tem um feitio soviético, mas ao mesmo tempo é um doce de miúda. A Fada tem mesmo que lá ir, ela merece.

Fazer os miúdos crer que têm o controlo

Há 2 dias atrás reparei que a minha filha se andava a pavonear com uma pulseira no tornozelo. Nada contra a quem gosta dessa moda, mas pessoalmente não gosto, muito menos numa criança.

Estava a dar-lhe um ar assim  meio a atirar para o "chinelo", mas fiz de conta que não vi, para lhe dar um tempo de curtir o fruto proibido - ela sabe a mãe que tem e sabe muito bem que se eu reparasse ia dar conversa, tanto que, nos momentos chave, tirava dali a dita pulseira.

Ontem lá chega do colégio com o adorno....deixei-a respirar uns minutos e sem olhar para ela e dar grande importância ao facto, lá lhe disse para retirar a pulseira da perna, que não quero voltar a ver o adereço naquele sítio e expliquei (como é meu apanágio) que aquilo não fica bem a uma menina.

Não refilou, não ripostou, tirou a pulseira e continuámos BFF!

terça-feira, 10 de julho de 2018

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Sobrevivi

Último dia de praia no colégio; logística de toalhas, fatos de banho, lanches, brinquedos, lavar-lhe a cabeça todos os dias, lavar chinelos, etc. etc.

As idas à natação ficaram circunscritas nas últimas semanas, pois nem ela nem eu estávamos a aguentar muito mais, não foram 15 dias de um tempo excelente, mas ainda conseguiu apanhar alguns dias menos maus.

Agora é a rotina de mãe que trabalha e não tem onde a deixar a não ser no colégio....até chegarem as nossas férias de Verão :)  Já não falta tudo!

domingo, 8 de julho de 2018

Amizades Excêntricas

Sim, existem amizades de vários tipos, e existem as verdadeiramente excêntricas. Calhou-me uma pessoa assim na rifa, que ao mesmo tempo que me faz sentir uma miúda com brinquedos novos, também me faz sentir uma princesa, demonstra gratidão pelo pouco que faço por ele, de todas as maneiras que encontra, sendo a sua excentricidade a forma que mais me deixa incrédula e com vontade de gritar "socorro, está louco!"

Hoje foi desses dias; deliciámo-nos com um belo almoço no Talho do Chef Kiko, e votámos por unanimidade na picanha do Uruguai. Foi a melhor picanha que comi na vida seguramente.


Se bem que, respeitando a ordem cronológica, a grande surpresa veio antes; não é que me ofereceu mesmo o IPhone X? Tanto falou no assunto, tanto me picou, que me atira com esta preciosidade e como tem tanto de excêntrico como de simples, diz-me que o meu sorriso e o brilho no olhar valem ouro. É daquelas pessoas que tem estado lá para mim nos momentos menos bons, eu para ele também, discordamos, chateamo-nos, desatamos a rir logo a seguir e o facto de vivermos em continentes diferentes, em vez de criar um fosso, mais nos aproxima. É de facto das pessoas que conheci até hoje que mais se preocupou comigo (não contando com a família nuclear), que mais me ouve, que sabe quase tudo, e que persiste ali de pedra e cal...e eu também, ao meu modo e por isso, há sempre para o outro, um lugar no coração de cada um.

O raio do telefone é mesmo qualquer coisa….


Ontem acabaram as festividades, qual casamento cigano

Foi dia de festa para as amigas da criança, num espaço muito engraçado. Saíram de lá todas transpiradas mas felizes e a Milady Rita nem sabia para onde se virar com tanta prenda, com tanto carinho e afecto.

Valeu a pena e ela merece. Agora vamos voltar à realidade, assentar os pés na terra, porque a vida não é uma festa…

Bom, hoje chegou a casa, depois de ter passado o Domingo com o pai, e ainda cá tinha mais uma surpresa, que acredito tenha sido a que de facto, no meio de tanta coisa ela mais gostou. Não que eu aprove, mas quando temos amigos excêntricos que gostam de mimar estas duas miúdas de cá de casa, o que se há-de fazer!?


sexta-feira, 6 de julho de 2018

Festa que é festa, tem que ter bolo

E desta vez aqui a mãe lembrou-se: Tic Tac, Tic Tac

E assim foi; fez as delícias de todos em beleza e em sabor. Mais um belo bolo para a Rita mais tarde recordar a festa dos seus 8 anos com muito carinho:


quinta-feira, 5 de julho de 2018

Quedas

Nem a minha filha em toda a vida dela (e atenção que é daquelas que vai contra os postes, porque gosta de olhar para o lado) caiu tantas vezes ou teve tantos incidentes quantos os Neymar em meia dúzia de horas de jogo neste Mundial.

É pessoa cujo trabalho desconheço mesmo, nunca me causou qualquer tipo de curiosidade sequer - mas é mesmo assim tão bom jogador que mereça os milhões que ganha, ou tem uma técnica sublime para dar nas vistas e algum "show de bola"?

quarta-feira, 4 de julho de 2018

04/07 - 15:48h - 8 Anos

Faz precisamente a esta hora 8 anos que nos olhámos nos olhos pela primeira vez e não resisto à tradição de te escrever algo exactamente a esta hora (mesmo que tenha para isso sido agendado).

Vejo-te crescida em altura (sai à mãe e ao pai), estás bonita, endiabrada, refilona, mas com um coração do tamanho do mundo.

E lembro-me daquele teu olhar acabada de nascer como se fosse hoje: forte, directo e intimidante. Fizeste um berreiro umas horas depois quando querias mamar, mas naquele momento não te ouvi chorar, apenas senti aquele olhar cravado nos meus olhos como que a tirares-me alguma confissão do que me ia na alma.

Não posso dizer que tenha sido amor à primeira vista, porque já te amava mesmo sem te ter visto verdadeiramente, mas fiquei derretida. Como é que eu tinha conseguido gerar um ser humano tão perfeito.

Nunca pensei que isto passasse tão depressa, muito embora me tenham alertado para tal facto, mas a verdade é que continuas a ser a minha bebé, o grande amor da minha vida. Tiras-me do sério às vezes, mas 1 hora longe de ti, faz-me sentir uma saudade fora de série.

Este vai ser sempre o nosso dia, mesmo quando te perderes a ler algumas coisas que escrevo aqui para ti e eu possa estar longe - a verdade é que estarei sempre perto de ti, sempre no teu coração, porque te levo no meu vá eu para onde for.

Que este dia seja muito feliz filhota, que o celebres sempre com muita alegria e, acima de tudo, que mantenhas esse sorriso brilhante tão meu, esse olhar vivo tão teu, e essa beleza exótica tão nossa (mamã e papá). Tenta não fazer muitos disparates nos anos que se seguem, e ri, ri muito. O (meu) mundo é bem mais colorido desde que te tenho.

Parabéns Filhota!


Esta cena da Madonna, dos 15 carros, e da cedência do espaço pela CML já mete nojo

Esta sim, é que devia ir para a terra dela. Isto é um escândalo. E as explicações do Medina a comparar a garagem ao luar da senhora com o parque de estacionamento da Tasquinha do Lagarto em Campolide foi magistral - a Madonna e um Restaurante são exactamente iguais.

terça-feira, 3 de julho de 2018

Este Michael Kors também era capaz de não me ficar mal...


Ai Zorba, Zorba, "if I were a reach woman, dubidubidubidubidubidubidubidu...."

Anteontem caiu-lhe mais um dente...e dos grandes...

E tem mais um canino inferior a saltar.

"Mãe, eu sei que tu és a fada!"

Eu ainda tenho uma cabeleira farta, para ver serem-me descobertas assim as carecas!

domingo, 1 de julho de 2018

Cresce em comprimento, idade...

...mas continua a querer ser um Unicórnio!

E para aproveitar o facto da criança ter melhorado

Embora este tempo nem dê grande vontade de comprar sapatos de Verão, lá fomos às compras.

Um par de menorquinas como é hábito, desta vez azuis escuras, pois vá lá saber-se o porquê deve existir alguma razia com o número 34 que tem quase tudo esgotado.

Por hábito compro-lhe sempre 2 pares de cores diferentes, mas quando não tenho margem de escolha fico irritada. Resumindo e baralhando, e como este tempo está uma grande treta, vieram também umas Paez de que ela gosta tanto, mas uma vez mais numa cor que não é a minha preferida, pois com uma criança de 8 anos, isto vai ter que ser lavado 3 vezes por dia no mínimo, mas enfim...


1 de Julho...

É um facto.

Estação do ano: Verão.

O que sinto: Frio.

Hoy persupuesto que estoy por La Roja!

Adelante chicos!