domingo, 31 de julho de 2016

Não percebo nada disto

O Olaf está com a Princesa Sofia! Então mas não era suposto estar quientinho com as irmãs Elsa e Ana?

A minha filha explica-me que veio porque a Sofia a o chamou com o amuleto; não percebo...:)

sábado, 30 de julho de 2016

Não à devolução de livros!

Não à devolução de livros!: No próximo ano letivo, o Ministério da Educação vai distribuir gratuitamente os manuais escolares a todos os estudantes do 1.º ano do 1.º Ciclo do ensino Básico. Excelente notícia. Todavia, também vai obrigar a devolvê-los. E em bom estado. Eis uma exigência completamente desastrosa.



Sinceramente se é com esta premissa que dão os livros no 1º Ano, vejo-me a comprar os manuais da minha filha. Não é expectável que se consiga após 9 meses de escola, que uma criança de 6 anos devolva os livros imaculados, por muito que os pais os forrem e controlem...tenham dó!

sexta-feira, 29 de julho de 2016

E agora a experiência dos numerus clausus enquanto mãe

Que alívio; o percurso académico dela começa verdadeiramente neste que vai ser o ano lectivo 2016/2017 e, embora não lhe fossem exigidas quaisquer classificações (pese o facto da avaliação final do Jardim de Infância me tenha feito resplandecer de orgulho, mas o pior estará para vir, tal como os meus receios), foi de facto a primeira grande experiência dela com os numerus clausus, a entrada para o 1º Ciclo do Ensino Básico, 1º Ano de Escolaridade no Estabelecimento de Ensino que para mim reunia de um modo abrangente, as melhores condições.

Que alívio, saíram hoje as Listas e foi colocada na 1ª Opção.

Boa Sorte filhota; que seja um início grandioso para ti e que eu tenha sempre capacidade para te ajudar, guiar, acompanhar, pelo menos até teres as tuas asas bem formadas, para que depois possas voar - se caíres, a mamã estará contigo para te ajudar a erguer e seguir em frente.

Que emoção, a minha filha vai para a Escola!

Yes you can!


Uma imagem que fala por si...Papa Francisco a caminhar pelo Campo de Concentração...

CNN

Até sempre Companheiro!

Não foi fácil esta despedida, pois foram 13 anos muito intensos. E até por isso, mais emblemático foi nos termos despedido exactamente no mesmo local em que nos encontrámos pela primeira vez.

Podem dizer o que quiserem, mas foste o meu melhor amigo, ainda que não tivesses alma, mas o teu coração respondeu sempre por mim e por quem connosco estava.

Nos momentos mais tenebrosos, mais tristes, mais solitários, mais difíceis, estivemos juntos, acompanhaste-me na dor, na aventura, na luta e....sorrias. És daqueles que olhando-te nos "olhos", tinhas sempre um sorriso.

Vais perdurar na minha memória e no meu coração, e por isso trouxe algo de ti comigo e que vou guardar na minha caixinha das boas recordações; sim, foste a minha ignição tantas e tantas vezes, o meu chão, a minha bengala.

Até sempre Companheiro!

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Isto de alterarem os sentidos de trânsito sem aviso prévio tem que acabar; uma pessoa habitua-se a circular numa certa via uma "vida inteira" e depois, de um dia para o outro está a cometer uma contra-ordenação qualquer.

Querem é retirar os pontos ao pessoal!

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Diz que afinal apareceu

Há coisas do demónio!...:)

A inocência

Hoje cruzámo-nos com um senhor a passear o seu "Chihuahua". Começo por dizer que ver um homem passear um cão deste tipo de porte, à trela é no mínimo cómico, mas adiante.

O cãozito até tinha ar de já ter alguma respeitosa idade, mas atendendo não só ao seu porte, como à forma um pouco nervosa com que se movimenta, exclama a minha filha a plenos pulmões:

"Olha mamã, um cãozinho tão bebé!"

Atenção, é que existem bebés e existem também os senhores bebés, não confundamos os conceitos.

A mãe delira

Todo o requinte, magia e romantismo de um Carrossel parisiense, ou não tivesse sido o tema do bolinho dela no 4º aniversário.

Mas a mãe, já não anda nestas coisas; em sonho, talvez, imaginar-me como se numa película romântica estivesse, com um "Principe"  de carne e osso, incapaz de me causar qualquer dano ou dor e rodopiar no carrossel, olho no olho, mão na mão, amar e sorrir.

Mas isso, seria um filme, a realidade é dura, bem mais dura.

Mas a filha ainda tem idade para sonhar e acredito que tem garra para fazer um filme real bonito, falta-lhe ir atrás da sorte e não se enganar nos castings.

Aqui está lá, no mágico Carrossel.


terça-feira, 26 de julho de 2016

Incompatível

Com este calor e ter que passar a ferro. Um dos meus maiores defeitos - nunca conseguir ter a roupa toda engomada, nem nada que se pareça, mas tão pouco coloco a hipótese de gastar dinheiro e pôr alguém de fora a passá-la.
A ideia de ter alguém estranho a mexer-me na roupa, causa-me desconforto, não gosto e gosto de empregar o dinheiro noutras coisas, confesso.

Mas parece-me que nunca na vida tive tanta roupa atrasada, como agora. É o pânico. Somos duas mulheres com 32 anos e meio de diferença, mas que em termos de uso de roupa, a pequena ainda me consegue superar aos pontos - é sinal que tem saúde, que vive, que brinca e que, consequentemente, se suja.

Ultimamente a minha vida como um todo (pessoal e profissional) não me tem permitido dedicar o tempo que deveria à casa e a todas as suas lides, e então o engomar da roupa é fatal.

A dificultar a tarefa temos o calor que nos tem brindado e que me agarra às paredes, literalmente. Portanto conseguir passar 10/15 peças de roupa seguidas, é uma vitória, mas o monte ainda não baixou.

OMG

domingo, 24 de julho de 2016

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Hoje, ao olhar para o Raio-X da minha filha, pensei

Mas haverá de facto milagres!?

Há 6 meses atrás um diagnóstico preocupante, uma escoliose  muito avançada para os 5 aninhos dela; foi recambiada para a Natação 2 vezes por semana como mínimo, continuar a andar descalça em casa, como sempre o fez e mais uma série de controlos posturais que eu tinha que controlar com pulso de ferro.

Hoje, nova radiografia para ir mostrar ao Ortopedista, mas eu olho para aquilo e não parece a mesma coluna; teve uma melhoria a olho nu de...vá, 90%, parece que está direita. É bom demais. Veremos o que diz o médico.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Apetecia-me ter a capacidade

...de apanhar uma estrela! Ficar a contemplá-la aqui, perto de mim, acho que me transmitiria a paz que por vezes procuro e a sua luz, personificaria quem não esqueço e que acredito estará lá, algures a olhar por mim.

Há momentos em que as saudades apertam mais do que nunca, há momentos em que precisamos mais do que nunca daquela força, daquele conselho, daquela atitude positiva, do "avança sem medos".

Sim, apetecia-me apanhar uma Estrela!


Cruzamo-nos com pessoas na nossa vida...incríveis.

Não obstante o facto das fases em que nos possamos cruzar não sejam as mais adequadas ou susceptíveis de nos trazerem melhores oportunidades, mas não deixamos de ficar com um gostinho especial.

Há pessoas de facto incríveis, no bom sentido.

Começa a adivinhar-se mais uma fã do Mestre Spielberg

Pensei honestamente que preferisse, quando lhe dei a escolher, ir ver se descobríamos a "Dory" - seria o mais óbvio.

Mas quis ir ver primeiro a Sophia e o seu Amigo Gigante; confesso que da última vez que fomos ao cinema o Trailer me prendeu a atenção, mas com tantos gigantes receei que se assustasse.

Ainda a alertei; olha que tem gigantes maus e feios, vais assustar-te; mas, a curiosidade e a maravilhosa fotografia com que nos brindavam no Canal Disney fê-la nem pestanejar...quero ver o "Amigo Gigante".


Superou as expectativas; ela adorou, aqueles olhinhos brilhavam tal não foi a magia; aqui a mãe, ainda conseguiu sair de lá a chorar. Realmente faz-nos sonhar, e nisso o Spielberg é o Mestre - fiquei a acreditar que é deste Amigo que vêm os sonhos.

Claro está que, à saída, veio a alusão à Dory e já está reservado para a próxima ida ao cinema.


domingo, 17 de julho de 2016

Estou noutro fuso horário, só pode

Em pleno Domingo, a esta hora, dou por encerradas umas horas dedicadas ao trabalho - tinha que ser, e o mais giro, é que o faço com gosto.

Missão de hoje cumprida, amanhã há mais.

Daquelas noites de Verão à antiga!

A esta hora 26º em Cascais, pessoas na praia à beira da água, acabar a noite com uma bebida à beira-mar....melhor é impossível.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Estava eu aqui a preparar-me para deixar para a posteridade um post a associar a Tomada da Bastilha à nossa vitória no Euro 2016

E sai a notícia de um ataque em Nice a uma multidão que terá ocasionado uma série de mortos...não há ninguém que consiga parar este terror. Maldito seja quem semeia o Terror!

PDPing

Os meus pares entendem-me!

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Quando a Educadora nos diz com as palavras a saírem entrecortadas

"A Rita vai deixar saudades"...deixa o coração desta mãe cheio, por saber que foi sempre bem tratada, que recebeu muito carinho e que de facto é uma criança que apesar do feitio peculiar, consegue prender as pessoas e deixar boas recordações por onde passa.


terça-feira, 12 de julho de 2016

Realmente esta Patrícia Mamona é qualquer coisa

É que para além de tudo....é linda, sim senhora!


Mamã, qual é o dia em que eu vou para o 1º ano?

Creio que se ela soubesse o que isso implica, iria preferir mais uns tempos de Jardim de Infância, porque a fase das responsabilidades não acabará mais.

Nisto, digo-lhe que ainda faltam uns dias.

"É amanhã mamã?"

Não filha, ainda faltam mais uns dias; só em Setembro - disse-lhe eu.

"Humm, então é depois de amanhã?"

Revejo-me nela na ânsia em ir para a escola, mas tive tantos momentos em que desejei voltar a ser pequenina.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

E num passe de magia

Com a sua cartola, lá vai ela para a Escola Primária!


Vista privilegiada


domingo, 10 de julho de 2016

Em 38 anos e meio de vida nunca tinha visto uma coisa destas; estava guardado para a semana em que celebrei os 6 anos de vida da minha filha e ela, vai ter seguramente uma história para contar.

Oups!


CAMPEÕES!!!!!!

sábado, 9 de julho de 2016

...e as criaturas não mudam, é matemático!


Jogo do Pau Português

O meu Padrinho e a sua Arte...

Ainda na sequência de que "não se acredita em bruxas, mas que as há, há!"

Desde Março que o meu carro anda com um problema que, primeiro se pensava estar resolvido, agora tem-se a certeza de que é mais grave do que se pensava.

Então é assim; o carro em andamento porta-se lindamente, mas, em modo de quase paragem ou mesmo com o motor ao ralenti começa a perder força, acende uma série de luzes no painel e, ou lhe dou aceleração, ou ele estremece uma série de vezes e acaba por ir abaixo.

Curiosamente isto só acontecia muito ocasionalmente em parques de estacionamento subterrâneos; teve um arranjo grande em Março, em que também pedi para mudarem o motor de arranque que já não estava muito bom, paguei uma conta de centenas de euros, mas parecia tudo bem. Passado um mês voltou a ter o mesmo sintoma, liguei para o mecânico que me disse para lá ir, ligou o carro ao computador e aquilo acusou uma avaria intermitente ao nível do "sensor da pressão", aquilo foi limpo e vim à minha vida.

Pois que, no passado dia 27/06, dia em que tive uma primeira audiência judicial interposta por mim à criatura que quem me lê já "conhece" sobejamente, por um crime que cometeu e que é punível por Lei no nosso código penal (e lamento que não o possa fazer por outros crimes que cometeu, mas que à luz da Lei não são imputáveis), uma bruxa dá de caras com a minha pessoa, e as pragas devem ter sido tantas que, não me conseguiu fazer cair, ainda conseguiu sim que todos nós que ali estávamos ao avaliarmos a sua figura nos benzêssemos ao constatarmos que foi por aquilo...sem palavras. É que dos pés à cabeça, não tem ponta por onde se pegar, mas enfim; voltando ao bruxedo. Pois que a partir do momento em que a bruxa me focou, o carro desandou, piorou e nem sabemos o que lhe fazer.

O mecânico não dá com o problema, aquilo acusa avaria em peças que são substituídas, mas que depois de o serem, continuam a acusar avaria, a falha no carro ainda por cima só acontecia comigo e esta semana então foi o caos. O dia de anos da minha filha sem carro, arrisquei a andar com ele por aqui, mas ia levando com carros em cima em cruzamentos porque o tipo morria quando devia andar, enfim, um desconsolo.

Penso, o que fazer. Comprar um carro novo, não posso, ou até podia, e depois apresento mais despesas e pode ser que o Tribunal finalmente entenda que eu não tenho que suportar 85% das despesas da minha filha sozinha, quando a outra parte decide fazer filhos, qual família com nível cultural abaixo de zero que não sabe o que é o planeamento familiar. Se calhar esse é o caminho; portanto, compro um carro novo, vou finalmente fazer a minha segunda licenciatura, ou doutoramento, ainda arranjo outro filho pelo caminho e depois veremos se têm comigo a condescendência que têm com um energúmeno que se arma em coitado e miserável.

Enfim, alguém conhece uma bruxa que me ponha o carro a funcionar!? Porque a outra, para além de ser boa a meter-se com os maridos das outras, também parece que tem alguma mestria para estas coisas eléctricas.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Já percebi tudo!

http://www.sabado.pt/vida/detalhe/portugal_tem_segunda_menor_taxa_de_natalidade_da_ue.html

Certas pessoas ao lerem notícias destas, colocam filhos no mundo, mas esquecem-se dos que entretanto já tinham, armam-se em pobres, choram-se num carrilhão de mentiras e dizem que não pode sustentar os que abandonaram no período pré-natal.

Não deixa de ser curioso é que continuam a aparecer com calçado e roupas de marca, perfumes, os carros continuam a andar na rua e os sinais exteriores de posses, não se coadunam com o que dizem.

Parece que é desta que eu vou mesmo aceitar o convite para ir expor o meu caso à Televisão, porque realmente estas vergonhas começam a ter que ser denunciadas e em grande.

Quem nasce pulha, morre pulha. Uma vez canalha, para sempre canalha. Bolas!

quinta-feira, 7 de julho de 2016

E hoje fiquei a saber pela minha filha o que significa ouvir um trovão

"É o Menino Jesus que está zangado".

As semanas de Colónia de Praia

Pois é, fazem-lhes um bem enorme, é uma forma de reforçarmos algo que dada a nossa vida, não lhes proporcionamos tanto tempo quanto gostaríamos mas não deixa de ser uma estafa para os pais; quer dizer, para mim neste caso.

Só sinto areia por debaixo dos meus pés lá em casa, a roupa para lavar quadruplicou, os banhos mais demorados, porque só tirar o creme protector do corpo é uma aventura, quase que tenho que a esfregar com água-rás, o cabelo com areia, como andam num ambiente prolífero, pelo sim pelo não, a profilaccia do piolho, não vá o Diabo tecê-las, toalhas para lavar, enfim, estou derreada.

Por outro lado chega a casa com um apetite ainda mais voraz, e penso por vezes que, sustentar um burro a pão-de-ló me saíria muito mais barato, e, ao deitar, vira a cabecita e passados 10 minutos ressona de uma forma abismal.

O dente que caiu na semana passada e que não se vislimbrava, já rompeu a gengiva e parece que nesta meia dúzia de dias já cresceu mais qualquer coisa.

Os meus receios acerca deste Verão da treta foram relativamente infundados, e lá têm apanhado umas manhãs de praia na Linha bem agradáveis. Enfim, tudo por uma boa causa, vamos lá aproveitar a Vitamina D e fortalecer aqueles pequenos ossos.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

E não é que o meu cepticismo me pregou mesmo uma partida!?

E diz a minha filha, "foi golo do Sporting, mamã!"

E viva Portugal!

O cepticismo que me é característico toma conta de mim

Não acredito, mas...

terça-feira, 5 de julho de 2016

A festa dos 6 anos e um beijinho muito especial para a nossa Ana (Anouk)

Foi de facto um aniversário atípico, com muitas peripécias, o primeiro que não pude passar inteiramente com ela, por motivos relacionados com o que se passou há 6 anos atrás, e que tivemos o "azar" de nos terem marcado uma diligência logo para o dia dela....mas enfim, passou-se e consegui chegar a tempo da "Festa".

Não é todos os dias que temos um Palhaço e uma Princesa a baterem à porta do nosso colégio a perguntar por nós, portanto, a alegria dela, valeu por tudo. O espanto e a felicidade ao perceber que aquela surpresa era para ela foi demais, e a alegria de todos aqueles meninos fez do dia de anos dela um momento ainda mais especial.

Brincaram, fizeram jogos, modelagem de balões, cantaram os parabéns, riram, gritaram, houve de tudo, e no fim tive um autêntico bando de criancinhas agarradas às minhas pernas a agradecer a festa que lhes proporcionei, e a minha desdentada-mor a exultar de felicidade.

Ela teve um dia feliz e isso é de longe o que mais me importa.


E para os 6 anos da minha princesa...

Mais um bolo perfeito da nossa querida Catarina Cerqueira - My Cake Store

A minha princesa adorou e eu também, vê-la feliz!

Os meus dentes

Todos nós temos aspectos em nós de que gostamos mais e menos, e o facto é que entre outros aspectos, adoro as minhas mãos e os meus dentes.

Desde que tenho dentes na boca, ainda no tempo dos de leite, que os tinha lindos, certinhos, brancos, sobejamente elogiados; com os definitivos não foi excepção. Tenho um canino ligeiramente torto, mas que é algo genético, do lado da minha avó materna e tenho o maxilar superior ligeiramente saliente em relação ao inferior, mas que acaba por ser também uma característica minha, se assim não fosse as minhas feições não seriam as mesmas.

Bom, com os cuidados de higiene que a minha mãe sempre me impôs e os tantos elogios desde sempre ao meu sorriso e aos meus dentes, veio dali um brio que, se me tocam  nos dentes, tocam-me na menina do olho.

O facto é que em quase 40 anos de vida (é verdade, mais 1 ano e meio e entrarei nos 40) eu nunca tive chatices, cáries, etc., o que é algo raro. E confesso que são "patologias" que me transcendem o sistema nervoso, embora que, por muito boa higiene que se tenha, as coisas aparecem, será algo normal e que importa tratar.

Há umas semanas, comecei a sentir um incómodo no quadrante esquerdo inferior, em cerca de 3 dentes; andei lá de espelho, de escovilhão e tudo e mais alguma coisa (até instrumentos que jamais deveria colocar dentro da boca), descobri que a gengiva lá atrás recuava ligeiramente, e que ali podia ser o foco do meu problema - pensei, enfiam-se ali restos de comida e eu se calhar tenho os dentes estragados por baixo.

Fiquei transtornada; andava a perguntar aos maus íntimos se alguma vez me notaram mau hálito, enquanto aguardava pela consulta no dentista, que, por situações pessoais e profissionais tive que adiar duas vezes.

Ontem lá fui, a minha mãe foi comigo e eu só pensava - como é que eu vou suportar a vergonha do dentista, que ainda por cima é meu amigo me dizer que tenho dentes estragados, e a minha mãe a ouvir; perdi 5 quilos em stress.

Primeira observação foi que não via nada estragado, os dentes estão e são perfeitos, mas vamos fazer a panorâmica, para ver dente a dente. Orgulho, porque realmente até na radiografia eles saem bonitos. Algo que o meu dentista não perde tempo a fazer (destartarização), ontem deu assim um lamiré, porque de facto disso eles estão a precisar, para ver se descobria alguma cárie escondida....e nada, tudo limpo.

Ufa, pensei mesmo à tuga - não tenho nenhum dente podre!

O pior é que, nesse mesmo quadrante ele acha melhor extrair o ciso. Confesso que estou cheia de medo; sim, eu que já fui mãe e com um parto tortuoso, estou a tremer porque vou arrancar um dente que não está ali a fazer nada, que por vezes me incomoda a furar a gengiva e que me pode trazer problemas daqui a uns anos. Medo é o que sinto, estou aterrada, por mais que me digam que a extracção em si não dói nada e sabendo eu que o meu dentista é o melhor do mundo, tem montes de experiência, doutoramento na área, Professor Universitário, etc., já operou a minha mãe e ela (e se a minha mãe é uma doente difícil) sai de lá a dizer que não doeu nada.

Oh meu Deus, que sofrimento até Setembro, até ao dia em que vou arrancar o meu rico dentinho. M-E-D-O!

Esperou pela vez no banco para o assaltar

Até nos meandros do crime existem cavalheiros!

Esperou pela vez no banco para o assaltar: Um homem armado assaltou uma agência do Millennium BCP em Fafe, esta segunda-feira de manhã.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Parabéns Filha!

Hoje é o teu dia, o mais especial de todos, o dia que escolheste para nascer. Escolheste um dia importante minha Princesa, mas, para mim, a grande alegria foi mesmo teres-me escolhido para tua mamã.

Tens um sorriso brilhante, és uma menina linda e querida, não só por mim, como para tantos amigos e familiares com quem te cruzas.

Para hoje preparei-te algo diferente do habitual; tivemos que apostar no plano B, pois, como sabes tiro sempre o dia para passar o máximo de tempo possível contigo e hoje, a esta hora, à hora a que nasceste houve um reajuste, já que a tua surpresa seria apenas para amanhã, mas acabas por tê-la hoje; enfim, é o teu dia e espero que o passes da melhor forma possível, à tua maneira. Mais logo, será o nosso tempo, as restantes surpresas.

A mamã e a tia dedicaram-se a tratar da tua surpresa para o Colégio, e saíram estes bolos, com temas de que tu tanto gostas - a Coruja e a Lua - bolos feitos pela mamã e decorados pela tia. Bom, o resto da surpresa, espero que recordes por muito tempo e que me contes o que te pareceu; não esperavas, tenho a certeza.

....e para que nunca te esqueças, deixo-te aqui o resultado culinário e de confeitaria do amor que a tia e a mamã têm por ti:


sexta-feira, 1 de julho de 2016

Perfumes

Não sou pessoa de arriscar muito no que toca a perfumes e detenho-me sempre pelos mesmos.

Um dos que mais gostei até hoje, foi este....e descobri que afinal ainda tenho umas quantas gotas, para recordar. Tenho que procurar por aí, porque é frasquinho que não vejo há anos à venda.




Não é de hoje que eu admiro o Rui Patrício

Mas hoje apetece-me gritar: Rui Patrício, és liiiiiiiindo!!!!!!