quarta-feira, 27 de julho de 2016

A mãe delira

Todo o requinte, magia e romantismo de um Carrossel parisiense, ou não tivesse sido o tema do bolinho dela no 4º aniversário.

Mas a mãe, já não anda nestas coisas; em sonho, talvez, imaginar-me como se numa película romântica estivesse, com um "Principe"  de carne e osso, incapaz de me causar qualquer dano ou dor e rodopiar no carrossel, olho no olho, mão na mão, amar e sorrir.

Mas isso, seria um filme, a realidade é dura, bem mais dura.

Mas a filha ainda tem idade para sonhar e acredito que tem garra para fazer um filme real bonito, falta-lhe ir atrás da sorte e não se enganar nos castings.

Aqui está lá, no mágico Carrossel.


Sem comentários: