quinta-feira, 7 de julho de 2016

As semanas de Colónia de Praia

Pois é, fazem-lhes um bem enorme, é uma forma de reforçarmos algo que dada a nossa vida, não lhes proporcionamos tanto tempo quanto gostaríamos mas não deixa de ser uma estafa para os pais; quer dizer, para mim neste caso.

Só sinto areia por debaixo dos meus pés lá em casa, a roupa para lavar quadruplicou, os banhos mais demorados, porque só tirar o creme protector do corpo é uma aventura, quase que tenho que a esfregar com água-rás, o cabelo com areia, como andam num ambiente prolífero, pelo sim pelo não, a profilaccia do piolho, não vá o Diabo tecê-las, toalhas para lavar, enfim, estou derreada.

Por outro lado chega a casa com um apetite ainda mais voraz, e penso por vezes que, sustentar um burro a pão-de-ló me saíria muito mais barato, e, ao deitar, vira a cabecita e passados 10 minutos ressona de uma forma abismal.

O dente que caiu na semana passada e que não se vislimbrava, já rompeu a gengiva e parece que nesta meia dúzia de dias já cresceu mais qualquer coisa.

Os meus receios acerca deste Verão da treta foram relativamente infundados, e lá têm apanhado umas manhãs de praia na Linha bem agradáveis. Enfim, tudo por uma boa causa, vamos lá aproveitar a Vitamina D e fortalecer aqueles pequenos ossos.

Sem comentários: