sexta-feira, 29 de julho de 2016

Até sempre Companheiro!

Não foi fácil esta despedida, pois foram 13 anos muito intensos. E até por isso, mais emblemático foi nos termos despedido exactamente no mesmo local em que nos encontrámos pela primeira vez.

Podem dizer o que quiserem, mas foste o meu melhor amigo, ainda que não tivesses alma, mas o teu coração respondeu sempre por mim e por quem connosco estava.

Nos momentos mais tenebrosos, mais tristes, mais solitários, mais difíceis, estivemos juntos, acompanhaste-me na dor, na aventura, na luta e....sorrias. És daqueles que olhando-te nos "olhos", tinhas sempre um sorriso.

Vais perdurar na minha memória e no meu coração, e por isso trouxe algo de ti comigo e que vou guardar na minha caixinha das boas recordações; sim, foste a minha ignição tantas e tantas vezes, o meu chão, a minha bengala.

Até sempre Companheiro!

Sem comentários: