quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

E é caso para dizer

Goodbye Pope, we are in Sede Vacante awaiting for the Habemus Papam.

Nietzsche

"A derradeira recompensa dos mortos é não poderem morrer mais."
...então e a minha filha que agora dia sim, dia sim, não quer tomar banho!?

Quer dizer, há coisas em que não há negociação possível e o banho é uma dessas tarefas; não gosto de badalhoquices, gosto do cheirinho a limpo (limpa neste caso), cabelo tratado e aquela pele macia que a linha da Uriage sempre lhe deixa desde que nasceu. Unhas limadas ou cortadas se for caso disso, ouvidos limpos, enfim, o ritual de qualquer pessoa asseada que se preze.

Mas a minha filha parece estar a querer dar numa de "Cascão da Serra de Sintra", não acho normal!...foi difícil, até mais do que nos outros dias, mas teve que ser, banheira com ela.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Estou com febre (again), está um frio de rachar (indeed) e eu estou a ganhar coragem para ir estender uma máquina de roupa (as usual).

Perfumes genéricos

Parece que a moda pegou e proliferam pessoas a vender e comprar o perfume que é o "Allure", mas custa menos 75%; atenção, é o mesmo perfume, apenas custa mais barato (pois, está bem abelha).

Ah, e tal, e este Boss, tal e qual, uma pechincha; pelo preço de 1 compras 3; cada um compra o que quer, usa o que quer/pode, mas não blasfemem por favor.

As fragrâncias não são as mesmas, de todo, o rasto que deixam é pior do que o piorzinho dos patchoulis e não entendo porque é que não se assume que se usa uma coisa mais barata,. tenha lá ela o nome que tiver, e se anda para aí a pensar que se engana os tolos com as imitações mal conseguidas de perfumes intemporais.


Lá vão partir a face do Apóstolo Pedro outra vez


A ser partido/destruído, bem que o podiam leiloar, vender, ou seja o que for, porque haverá certamente sempre imensas pessoas interessadas em ficar com o anel ostentado por um Papa, e aplicarem os dividendos em obras de caridade.

É uma tradição medonha partirem um símbolo destes.

O José Cid não tem uma música em que algures se ouve "cai neve em Nova Iorque"

Creio que sim; pois ao que parece hoje é possível que se cante, "cai neve em Lisboa", ou "cai neve em Sintra" e ainda "cai neve em Setúbal".

Só espero é que quando a dita começar a cair, eu esteja bem quentinha debaixo de telha, seja lá onde for!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Aqui em casa, mãe e filha doentes.

No meu caso já lhes perdi a conta, quanto à Lady Bébécas Tinkerbell, espero que passe bem depressa; custa-me vê-la assim com o olhar tristonho.

Make-a-Wish leva criança portuguesa aos Óscares - Portugal - DN

Make-a-Wish leva criança portuguesa aos Óscares - Portugal - DN

Ainda se fazen coisas interessantes e positivas, bem Hajam!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Está visto

Grândola vai figurar certamente na próxima capa da Rolling Stone!

Crédito automóvel mais barato do que o da casa - Especiais - DN

Crédito automóvel mais barato do que o da casa - Especiais - DN

E vale mesmo a pena; quando comprei o meu carro pela financeira da marca ficou praticamente a uma taxa de juro de pouco mais de 0%; bem feitas as contas se tivesse cumprido os 5 anos de financiamento teria pago de juros qualquer coisa como 300€, como liquidei antes, mais barato me ficou.

E caso necessite de crédito para um próximo carro, assim será...não estou para andar a sustentar os lobbies dos bancos.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

"O saber ao serviço da paz"

Estive agora a ver pena enésima vez o filme "Anjos e Demónios"; contém algumas imprecisões históricas, mas temos que entender que é uma obra ficcionada, e algo tem que prender os leitores e espectadores.

Também contém muitos factos reais, desde as questões à volta da antimatéria e das pesquisas do CERN, até aos próprios paradigmas da Santa Sé e todas as tramóias associadas às questões papais.

Gosto do filme, gostei mais de ler o livro e é para mim uma temática bastante interessante.

E a seu propósito lembrei-me de uma das premissas que adoptámos (nós, Finalistas 2000) na nossa Benção de Finalistas: "O saber ao serviço da Paz"

...da paz ou seja do que for, o saber devia estar sempre associado a boas causas; começam a escassear boas acções!

No meio de outra birra "monumental"

E não estamos no Saldanha...quer porque quer, pintar as unhas, para ficar com as mãos iguais às minhas.

Unhas pintadas numa criança de 2 anos, só se eu fosse doida, portanto lá tenho eu que a ouvir a "berrar" até se cansar...agora oiço-a a fazer porcarias com secreções, enfim...é melhor fazer de conta que nem sequer a estou a ver...quanto menos importância, espero eu que melhor!

É tão difícil

De facto, desde o último trimestre da minha gravidez até agora, que não tem sido fácil.

Nem tudo foi mau, tive uma filha perfeita, até à data saudável que compensa em larga medida tudo o que de mau ensombra a história, mas mesmo assim é difícil.

Os primeiros dias em casa não foram fáceis, o problema de saúde que tive umas semanas após o parto não foi fácil, o ter deixado de amamentar numa altura em que não o foi por minha opção pessoal, nem tão pouco por não produzir, mas por uma situação bastante pior...foi algo que me marcou, o último dia em amamentei a minha filha pela última vez e o que sofri sempre que ela procurava o meu peito e eu não lho podia dar...doeu e dói quando me lembro.

Após se habituar à vida cá fora, as noites eram tranquilas, se bem que tinha que me sentir por perto, e aí a nossa "Orelhinhas" foi das melhores prendas que lhe podiam ter oferecido, pois o facto de ter o meu cheiro faz com até hoje seja um dos brinquedos que consegue a bravura de a tranquilizar.

A fase dos dentes também não foi fácil, muitas dores, muito incómodo, aquele susto do internamento aos 10 meses, a alegria das primeiras palavras, dos primeiros beijinhos, do gatinhar, dos primeiros passos....um stress com aquela maldita diarreia que me punha em pânico de cada vez que tinha que lhe mudar a fralda, pois aquele rabinho estava um caos...e foi aí que descobri que a urgência pediátrica do Hospital da Luz é muito mais ao meu gosto do que a das "Descobertas".

Enfim, tudo coisas corriqueiras mas que para uma mãe de primeira viagem sozinha a arcar com tudo...não é de todo fácil.

Curiosamente aos quase 32 meses de vida, dá-me mais noites más agora, do que nos primeiros dias; para além de que o choro é bem mais forte e procupa-me que os vizinhos acordem em sobressalto com a choradeira; lá passo de quando em vez umas quantas noites com ela às costas, e depois lá vou trabalhar só eu sei com que coragem, a dever muitas horas ao meu merecido descanso.

E é precisamente nas alturas em que me sente (e estou) mais esgotada, que ela mais demonstra o quanto precisa de mim. Freud tem uma teoria para o que eu estou a viver neste momento: um apego desmesurado à minha pessoa, o querer copiar tudo aquilo que vê em mim, o enaltecer a beleza que talvez apenas seja visível para ela e o sindrome do abandono. Por mais que eu lhe diga que o facto de me afastar num ou noutro momento, não quer dizer que me vá embora...ela ainda não o entende. É preciso eu estar a carregar toneladas de sacos de compras para ela querer partilhar também o meu colo; já dei comigo a desfalecer, sentar-me no vão de escadas com os sacos de um lado, ela do outro, e correr uma lágrima sorrateira (sem que ela veja), tudo por exaustão...e pensar que quanto mais nos dedicamos às pessoas, mais patadas levamos...mas ela é uma das duas inocentes de todo este episódio, a mais inocente de todas.

....então pego nela, nos sacos que consigo, o resto fica onde está, e faço as viagens necessárias para carregar tudo, incluindo a pequena, para cima e para baixo.
Aconteceu há uns dias deixar esquecida no rés-do-chão uma palete de leite, dar pela falta dela um dia depois, e curiosamente lá estava a dita à minha espera (tenho vizinhos muito honestos).

Mas esta fase, está a ser a pior dos últimos tempos e por muito que Freud tenha deixado obra feita, nem sempre consigo aplicar na prática tudo aquilo que aprendi; se há coisa que abomino são as birras de atirar para o chão....depois cada herói é um crítico, educação é-lhe dada em casa, mas que esta fase está a ser desgastante, está. Não posso esquecer que tudo o que se passou nos últimos tempos de gravidez se reflecte nalgumas atitudes dela, alguns medos, algumas revoltas, mas tenho alturas em que ainda não consegui perceber qual a melhor forma, para ela, de actuar.

No fundo, não é daquelas crianças exigentes que quer isto e aquilo, não faz cenas nas lojas a querer trazer coisas que não pode...apenas me quer de uma forma peculiar e está numa fase que tudo o que faço, digo, visto, enfim...é para ser seguido à risca porque a mamã "é muito bonita".

Parece simples, mas não é mesmo nada fácil.

Espero continuar a ter forças, sabedoria, coragem para conseguir ultrapassar todas as fases por que ela vai passar nos próximos tempos, ter a capacidade de continuar a dar-lhe tanto ou mais amor do que lhe tenho dado, educação, paciência e sobretudo mecanismos que ajudem a que estas fases mais "duras" de desenvolvimento da personalidade sejam softs. 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Acerca de Super-Heróis

Passei agora por um colega que se começou a rir, com aquele sorriso malandro que tão bem o caracteriza.

Ora bem, fiz uma rápida análise à minha silhueta, não me pareceu que estivesse a fazer má figura e eis que ele, ao telefone não sei eu com quem, confidenciou que eu tinha acabado de passar por ele com ar de "super-herói".

Hummmm....tudo isto por causa das minhas Hunter, que têm feito o maior sucesso aqui e além-fronteiras.

Que pessoa querida!

Recebi hoje de manhã uma mensagem no meu telemóvel que reza assim:

"Sabes o que tu és para mim? Especial. E sabes o que sinto por ti? Adoro-te. E sabes o que eu te quero dizer? Gosto muito de ti. E sabes o que eu te quero desejar? Um bom f. semana."

Não sei de quem é, não reconheço o número, provavelmente foi engano; mas que a pessoa é querida, lá isso é, portanto muito obrigada :)

Bruno Mars - Locked Out Of Heaven [OFFICIAL VIDEO]

Isto para mim é Police!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Acerca do escândalo do Bispo

"(...) o problema é haver ou não haver assédio."

Então e o voto de castidade????

Muito gosta esta gente de professar coisas que não cumpre, é isto que me chateia na Igreja - olha para o que eu digo, mas não olhes para o que eu faço.

E foi sensivelmente isto


...que eu vi quando a minha filha decidiu que talvez fosse útil colocar um dos meus telemóveis dentro de água.

Não foi o "caro", mas foi o que mais falta me faz. Digamos que o "caro" tem os contactos de quem interessa e sobretudo de quem não interessa e o outro é o que as pessoas que eu mais estimo podem ligar a qualquer hora.

Eu ainda pensei que se o tivesse feito com o telefone do "povo", eu até agradecia, mas com o outro...foi desagradável. Fiz tudo o que não devia, desde tê-lo seco com o secador, colocá-lo em frente ao meu farol de Alexandria, só faltou mesmo atirá-lo para dentro da lareira.

Queixou-se, espirrou um bocado e tal, mas no dia a seguir parece que nenhum acidente lhe tinha acontecido.  Se fosse um aparelho melhor, decerto não teria sobrevivido.

É oficial

Não...não vou falar de uma suposta gravidez, ahahah.

Mas informo que a partir desta data deixei de ter uma compilação de músicas no meu carro de Depeche Mode, INXS, Kravitz, banda sonora do Out of Africa, etc e tal, e passei a ter a panóplia de músicas infantis da Bébécas, seja em português ou em inglês.

O curioso é que mesmo quando ela não está no carro, já não mudo para uma das minhas músicas e lá ando eu toda contente a trautear o som da pequenada.

Enfim, estou velha.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Um dos nossos ultimos diálogos do dia

 - "A mamã tá tiste!"

 - "A mamã está um bocadinho triste porque a Bébécas não quis papar quase nada e depois fica com dói-dói :-( "

 (a sorrir) - "A mamã é amiiiiiiiigaaaaa"! - ao mesmo tempo que me encheu de beijinhos

É um doce a minha filha.


"Catch Me"

Ofereceram-me este perfume recentemente e nem sequer o tinha ainda tirado da caixinha (shame on me).

Sou muito fiel aos aromas de que gosto e não vario muito por aí além, e confesso que da Cacharel o meu perfume de estimação era até à data o simples Anais Anais; mas não é que gostei deste!?

É muito agradável, cheira muito bem e o frasco é bem bonito.

Obrigada amigo P. V. pelo miminho :)

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Ainda a propósito do Relvas

O nosso afectuoso clã do ISCTE está todo empolgado.

E para o ISCTE é tudo, é tudo é tudo!!!!!

E para o Relvas - 00000000000000000000000!
Haja um ISCTE para correr com o Relvas daqui para fora.

O Prof. Miguel Vale de Almeida postou assim no facebook: "Hoje não pus os pés no ISCTE. Haja um mínimo de vergonha."

Entendo-o, mas se pudesse não tinha perdido a oportunidade de o ver ser enxovalhado na minha Academia;

Deve ter sido a faculdade em que apesar de tudo permaneceu durante mais tempo!
Estou com uma tremenda dor de garganta...valha-me Deus!

Leituras intemporais


Nasci no "reino" dos livros e embora continue numa fase de relativa apatia face à leitura, os livros são de facto muito importantes para mim...fazem-me viajar sem sair do mesmo sitio.
Aprendi a ler muito cedo, gosto esse fomentado pela minha mãe, e que tanto lhe agradeço; tal como lhe agradeço tantas outras coisas...outras nem por isso, mas se assim não fosse, não tinha a minima piada.

Não me surpreendeu nada que passados tantos anos ela conservasse com tanto carinho os livros que me acompanharam na infância, os quais já têm cerca de 30 anos, e foram lidos e lidos...e lidos.

Voltaram para mim e já figuram no quartinho da Bébécas, com tantas estórias para lhe contar.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

....aqui chove, e sabe bem ouvir o som da chuva a cair lá fora...

Outro frustrado!

Uns maltratam, traem, mentem, batem, matam....neste caso, nem um desaire na vida o fez ser uma pessoa melhor, tal e qual o outro.

E o auge da frustração está à vista.

Que tristeza!
Não sei porquê neste preciso momento veio-me à cabeça Calígula!

Há coisas engraçadas!

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Gangnam Style - PSY (Jayesslee Cover)

A coisa original morreu, não sem antes levar a extrema unção e ressuscita desta forma...nunca pensei vir a dizer isto, mas está brilhante, sim senhor (as).


Constância

Já li que Luis Vaz terá lá nascido, já li que apenas terá lá vivido...não sei, provavelmente passou por lá.

Está bem representado na vila que conheci há muitos anos atrás e que ontem revi, ainda que de passagem.

É um local que vale a pena.


No Alto Alentejo

Sou particularmente apreciadora do Alentejo, sempre gostei e continua a ser uma das regiões de que mais gosto. Já tinha saudades de andar a passear por aquelas paragens e "matei-as" com um passeio magnífico pelo Portugal profundo, o meu país.

E achei uma delícia ver esta igreja tipicamente alentejana, imaculadamente caiada, com um ninho de cegonha e a respectiva no seu topo a admirar a paisagem e quem passava.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Para a minha Princesa (não resisti)


O melhor "dia dos namorados" de sempre!


Receber da minha Bébécas este miminho feito por ela no dia de ontem foi das coisas mais lindas que me podia ter acontecido.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Espadarte...que delícia

Hoje cozinhei o belo de um espadarte para a minha Bébécas e estava uma delicia!

Incongruências

Quando estava grávida, já em estado mais avançado tinha ansiedade em vê-la e tê-la nos meus braços, saber se era perfeitinha, parecida com quem...ainda em estado avançado passei a ansiar que o parto fosse logo, pois dado o meu estado de saúde não sabia se ia aguentar até ao fim, nem em que estado ela poderia nascer.

Depois de a ter nos braços ansiei por alguma interacção, ouvir dizer "mamã" pela primeira vez, o sentar, o dar beijinhos, os primeiros dentes...gatinhar, começar a andar...todas as fases que acabam por fazer parte do quotidiano de uma família com um bebé.

A preparação do 1º aniversário, a independência da cria face à mãe, enfim...o deixar de andar com o ovo que me dava cabo das costas...tudo isto para dizer que é com saudades que olho para trás. Hoje, ao subir as escadas até casa com ela ao colo (o que é normal, pois para ela é muito mais cómodo) recordei os tempos do ovo, até aquele primeiro mês em que tanto me custava andar, as dores no peito por causa da amamentação, os olhinhos dela a espreitar, sobe escada, desce escada, depois desisti de andar com o ovo atrás, ficava sempre no carro e trazia-a ao colo, ou no sling; o medo dela nas escadas, curiosamente não o demonstrava comigo e com a avó - se outra pessoa subisse ou descesse escadas com ela ao colo, era ver o ar dela de pânico.

Ainda hoje quando lhe pego ao colo ou estamos em perfeita brincadeira diz com toda a confiança: "Mamã não deixa caíli".

...neste momento gostava que o tempo recuasse, ainda que por breves instantes...há pouco entrei no quarto dela, olhei para o cueiro (aquele cueiro que tem uma história e que foi comprado com todo o amor para ela) que está lindo naquela moldura intemporal e lembro-me dela com 5 dias de vida linda com um porte digno de princesa, a minha princesa.

Gosto tanto dela!

Inédito

Há sempre uma primeira vez para tudo...hoje até fiquei com os olhos em bico com um mail interno que recebi, sendo que uma boa parte dele vinha em grego.

É a "multinacionalidade" em todo o seu esplendor. Grego é idioma que não domino...ainda!

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A minha criança já esteve bem, na segunda-feira da semana passada a tosse voltou a ser uma realidade, andei com todo o cuidado durante a semana passada e hoje, depois da saída que teve mesmo que ser, piorou.

Já me dói só de a ouvir tossir sem parar :(

At Work

Isto de se trabalhar numa empresa muito grande, implementada em vários países, desde a Austrália, Médio Oriente, Europa, América...tem que se lhe diga.

Tenho aprendido muito, acedo a áreas que jamais pensei em ter contacto sendo eu socióloga, desenvolvo projectos em áreas que tão pouco pensava ter os skills necessários para os fazer.

O facto de trabalhar não só com os colegas que partilham o Open Space, como também com aqueles que se espalham pelos 4 cantos do mundo, faz com que tenha uma visão muito mais alargada de como se trabalha lá fora, dos objectivos, do espírito de equipa, concorrência, competição saudável e acima de tudo partilha de experiências e saberes.

E é incrível como conseguimos ter afinidades com pessoas com as quais nos cruzamos tão só uma vez por ano, entre uma visita e/ou uma reunião que fazemos por aí, mas com quem somos capazes de falar muito mais do que com aqueles que são os nossos amigos de todos os dias.

Ao longo destes anos na Companhia já fiz alguns amigos, pessoas fantásticas em que após uma quezília laboral do quotidiano, sabemos que podemos sempre contar uns com os outros....aprendemos uns com os outros, as críticas são construtivas e assim dá gosto seguir em frente.

Hoje, "levei nas orelhas" da minha chefe, que dada a nossa estrutura, está num país que não o nosso e tem uma nacionalidade que não a nossa: apanhou-me online nos sistemas da empresa e comentou se por acaso não era feriado em PT.

Lá lhe disse que sim, com efeito era feriado em termos de office, mas a empresa estando a laborar normalmente e eu co-responsável por um departamento de execução, não ficava descansada se não deitasse um olho à casa - comprovou-se que em boa hora o fiz, pois foi necessário resolver uma ou outra ponta solta.

E a minha chefe a mandar-me desligar a máquina e ir descansar e usufruir deste dia de descanso...faço parte de uma equipa mesmo muito positiva. Bem Hajam!



Acerca do próximo 4 de Julho

Para os americanos é dia de festa e para mim também.

Uma coisa já é certa e está definido - vai ser uma festa Lima Limão :)

A Bébécas merece, cada aniversário tem sido preparado com muito carinho e este não será excepção.

Atempadamente vou fazendo os devidos updates.

Conclave

Pois que agora não se fala noutra coisa e confesso que se gerou em torno de toda esta temática uma série de suspeições.

Quando será, quem será....não acredito que saia fumo branco à primeira e à segunda também tenho dúvidas, mas tudo pode acontecer.

Quanto aos "favoritos" aguardo com alguma expectativa a eleição do próximo Sumo Pontífice, o acenar na Basílica de S. Pedro e os comentários que se seguirão a toda esta balbúrdia na Santa Sé.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

El Bosco

Das últimas viagens a Madrid, não me tem sobrado tempo livre para dedicar ao Prado, e neste momento o bem que me sabia estar sentadinha no banquinho a admirar o Jardim das Delícias.

Papa Bento XVI resigna a 28 de fevereiro - Portugal - DN

Papa Bento XVI resigna a 28 de fevereiro - Portugal - DN

Escolham-nos um Papa mais consensual Senhores Cardeais, por favor; está aqui uma bela oportunidade para corrigir o erro de há 8 anos atrás!

E a brincar a brincar, nos meus 35 anos de vida já lá vão:

 - Paulo VI
 - João Paulo I
 - João Paulo II (o meu preferido)
 - Bento XVI

E reitero que escolham um Papa em condições.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Ando aqui a pensar como irei fazer a festa do 3º aniversário da Bébécas; quero algo simples mas com charme.
Gostaria de fazer a festa no dia 04 de Julho como é hábito, mas sendo um dia de trabalho é complicado reunir as pessoas importantes.

Por outro lado não quero banalizar as coisas, já tenho mais ou menos uma ideia de como será o bolo, gostava que a Sininho estivesse representada na decoração mas não no bolo; desta vez quero passar o momento da festa cá em casa, rodeada das pessoas de quem gostamos e que fazem a nossa vida ter luz, tenho a arquitectura do espaço na cabeça, e há coisas que quero ser eu a fazer...mas não estou a encontrar tudo o que quero e começo a equacionar pedir ajuda à Lima Limão para tratar dos preparativos da festa.

A minha bebé merece e todos sabemos que estas coisas nos marcam pela positiva :)

Vamos ver o que consigo fazer.

Sob o signo da Serpente

Inicia-se hoje para os chineses o Ano da Serpente e eu, curiosamente no horoscopo chinês sou do signo serpente.

Digam o que disserem o animal em si, é belo. Maldições biblicas à parte e a sua própria fisionomia ocasionar alguma repulsa, por outro lado o animal é de facto belo. Aquela pele lustrosa, a forma como se move, a argúcia, a rapidez, sempre me causaram um certo fascínio.

Não me estou a ver a ter um espécime destes como animal de estimação, por ser frio e também por infundir um grande respeito. Mas sempre que posso, não perco a oportunidade de estar com um bicharoco destes, mais de perto...ainda que com as devidas distância, não vá o Diabo tecê-las.

Vamos lá ver o que é que o réptil traz ao mundo este ano.

As ideias da minha filha

Tem uma capacidade para inventar fora de série; hoje estou como o tempo, congestionada do nariz, dores no corpo...enfim, só me apetece estar quieta.

Estava a tratar-lhe do almoço com todo o carinho e a Lady a alvitrar que queria comer Cérélac!

Para além de nunca lhe ter fomentado uma alimentação à base de papas, ao almoço é que está completamente fora de questão!

Veja-se, já a formiga tem catarro.

Pois sim, comeu franguinho com legumes e arroz e bebeu sumo de kiwi - tenho dito.

Que sejas muito feliz Joana!

Acabei de receber notícias da Joaninha por que ansiávamos; já está junto da mamã, do papá e da mana; nasceu valente às 12:16h, linda e maravilhosa.

Partilho com eles de toda a felicidade e que esta nova etapa lhes traga muitas alegrias.

Parabéns muito especiais para a minha amiga P.F., para o H. e para a mana babada A.

Nasceu exactamente 2 meses depois do aniversário desta tia babada, torna-se portanto e por todos os motivos uma data inesquecível.

...de Alfeizerão :)

Há delícias que são isso mesmo, uma delícia!...e os ovos moles, e os docinhos de amendoa do Algarve, e os D. Rodrigo, tigeladas e todos os doces conventuais por esse país fora, e os Manjericos de Viana do Sr. Gomes...meu Deus, o meu fígado anda a pedir-me doces.

Genética amiga, peço-te que continues assim, uma amiga chegada, do peito mesmo, que me continues a proporcionar usufruir destes pecados, sem sentimentos de culpa após o delito!

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Disney

How does a 2 and a half years little girl pronounces the word Disney?

"Digsnei" she said!

Em Santarém

Em plenas 09.00h da manhã o termómetro marcava 5º, mas depois foi aquecendo e o dia que agora finda foi agradável.

Já de olhos abertos e preparada para o pequeno-almoço peço uma 1/2 de leite e um bom-bocado; a senhora com cara de espanto pergunta-me o quê; eu aponto e digo de novo um bom-bocado.

Bem, lá percebi que assim não chegava lá, apontei e perguntei como se chamava aquele bolo:

 - Isso é um pastel de nata gourmet!

Ahhhhhhhhhhhh, então que seja esse.

De facto de bom-bocado, tinha o bom, de pastel de nata tinha a nata e de gourmet tinha a massa, porque a parte folhada era diferente. Gostei, doce como só ele, muito bom.


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

O apelo dos States


A Máscara da Bébécas

Em fase de aprender as figuras geométricas, tivemos um quadrado vaidoso, com uns olhinhos marotos a espreitar.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Xarope de cenoura

Pode não resultar, mas lá fiz uma dose simpática para a minha Bébécas que desde domingo à noite voltou a estar com tosse; não sei se há culpados ou não, as pessoas não se mancam e quando estão doentes podiam evitar atirar bafo para as crianças, mas enfim, há seres desprovidos de inteligência...e depois quem sofre são as crianças por um lado, e as mães por outro.

Haja presença de espírito.

Bimby com recorde de vendas em Portugal em 2012 - Economia - Sol

Bimby com recorde de vendas em Portugal em 2012 - Economia - Sol

Pois, ao que parece não se chegou à crise em muitas cozinhas de Portugal!

Pepe Jeans para a minha paixão


Nos dias quentes que o nosso Verão trouxer, vai ficar-lhe a matar!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

É um Borderline...

"Manipulações:


  • Manipulam as pessoas através de chantagens emocionais pouco evidentes como brigas, discussões e conflitos que na verdade são a forma de que encontram para testarem as pessoas das quais necessitam;
  • Demonstram seus medos através de irritabilidade, mau humor, raiva e agressividade;
  • Tentam se proteger através da raiva;
  • Críticas e acusações são típicos mecanismos de defesas usados por borderlines; na verdade eles estão a criticar-se mas o fazem com os outros por não terem coragem de verem o seu verdadeiro "eu".
  • Às vezes, as críticas e acusações se tornam abuso verbal;
  • Agem de maneira extrema, exagerada ou manipuladora para conseguir o que quer;
  • Acusam os outros de terem dito coisas que nunca disseram, de terem feito coisas que nunca fizeram, de terem acreditado em coisas que nunca acreditaram;
  • Conseguem reconhecer o ponto fraco das pessoas as quais conhecem muito bem, utilizando de tal conhecimento para manipulações e terem êxito nas suas necessidades;
  • Chantagistas para conseguir o que quer;
  • Eles vivem a testar o amor e afeição das outras pessoas, pois muitas vezes não conseguem acreditar que as pessoas possam amá-los de verdade.

Instabilidade excessiva:

Mudam de comportamento de forma muito rápida, em questão de segundos: com pessoas que conhecem muito bem (tal como familiares ou cônjuges), tratam-nas mal com frequentes discussões e provocações, mudando rapidamente para gentis e adoráveis com as outras pessoas na qual têm pouco intimidade;

Facilmente desvalorizam alguém. Podem amar a pessoa em um minuto, mas por qualquer deslize, contrariedade ou um simples "não" vindo da outra pessoa, passam a odiá-la em questão de segundos a ponto de maltratá-la e não sentir remorso disso, uma vez que de repente, o outro transformou-se drasticamente em uma pessoa "terrível" que merece ser tratada assim como ela é vista. Tais desvalorizações rápidas são precedidas por motivos pouco perceptíveis para a outra pessoa que termina sem entender o motivo por qual foi cruelmente maltratada.


Narcisismo e histrionismo

  • Eles se sentem ignorados quando não são o foco da atenção;
  • Visto sob esta ótica narcisista, o borderline é um balão inflado a ar - por fora, uma imagem adulta poderosa; por dentro, uma criança frágil, impotente e triste
  • Fazem ou dizem algo impróprio para receber atenção e cuidado quando se sentem ignorados. Por quererem atenção, tais traçoshistriônicos podem estar presentes, tais como: às vezes o borderline pode se vestir sexualmente provocante para receber cuidado e atenção, podem inventar histórias ou exagerá-las, exagerar sintomas ou doenças, entre outros comportamentos a fim de reafirmar sua presença;"

Tanta coisa que de facto faz tanto sentido; porque é que uma pessoa não acede a estas informações na altura certa!? Evitava-se tanta coisa for Christ Sake!

Jimi Hendrix Wild Thing Live Monterey 1967

THE TROGGS - WILD THING.

O Paulo

Temos um amigo que é o Paulo, aliás temos alguns amigos com o mesmo nome, mas este Paulo é "propriedade" da Bébécas.

Tem uma clara preferência por alguns amigos/familiares do sexo oposto, em que os primeiros da lista são o meu padrasto, o marido de uma prima nossa, o professor F., e até um dos vizinhos do 1º andar.
Ah, já me esquecia, e um colega meu do emprego, o B. que da última vez que ela lá foi, teve que a aturar a ela e aos brinquedos.

Mas o Paulo é qualquer coisa de paixão mesmo; não há dia em que o Paulo não entre nas nossas conversas,  pede para ir ver o Paulo, pergunta por ele, enfim, é o herói dela.

E como quando gosta de alguém o seu sentido estético vem ao de cima, no outro dia viu na televisão o José Mourinho...e para ela era o Paulo; noutro dia viu o George Clooney, também era o Paulo...

Por seu turno o Paulo, adora-a. Imagino que se o Paulo fosse pai dela, era uma paixão sem limites, algo que já quase se verifica.

Daqui a 5 meses a Bébécas já tem 3 anos; 3 anos! Como o tempo passa a correr.

Entre todas as aptidões que já possui, conta perfeitamente até 5 em português e inglês; curiosamente não faço o mínimo esforço em ensinar-lhe este tipo de coisas. É algo muito natural, sem dar muita importância; mas como é lógico, elogio-lhe os sucessos.

Apesar de continuar bastante sociável, simpática, anda muito agarrada à mãe e se sente que me ausento entra em claro sofrimento. Transporta para a minha pessoa tudo o que ela considera bom e belo. A mãe para ela é linda; já tem uma percepção estética fabulosa e decide comparar pessoas que de facto são belas, dignas das Vogue's desse mundo fora à mãe, ou seja, as que considera mais bonitas são iguais à mamã.

As roupas da mãe são lindas, os sapatos da mãe idem, as malas aspas...sair de casa pela manhã é um exercício de imaginação, porque insiste em estar igual à mamã, e isso não é possível.

Por vezes resisto e compro-lhe peças mais fashion (confesso que vou contra a minha natureza, pois para mim as crianças devem sê-lo até a idade o permitir, adoro os folhos, as rendas, os lacinhos e as flores) para que ela se sinta mais parecida com a mamã, mas não é dos dias em que a acho mais bonita.

Gosto do ar de princesinha que lhe atribuo, com os ganchinhos e lacinhos, as saias e calções clássicas que, passe o tempo que passe, jamais estão fora de moda. Gosto de a ver com aquele cabelo aos canudos perfeitos e que não me esforço nada para os fazer, pois são do mais natural possível...e a última é querer pintar as unhas como as minhas - fora de questão! Quando me vem com esses devaneios digo-lhe em tom de brincadeira que apenas lhe permito certas loucuras quando tiver a carta de condução.

Espero só ter que me preocupar com essas coisas em 2028.

Ontem por sinal teve um acesso de saudades da mãe que me deixou apreensiva; eu estava cansada, não estava propriamente no auge da capacidade de brincar e ela estava sequiosa quanto mais não fosse do meu cheiro.

Bem, e como isto passa mesmo a correr, por vezes penso que daqui a outro tanto a minha Bébécas vai para a escola, começará a sua formação académica, o seu percurso e a mãe coruja a conjecturar como ela se sairá nessa altura, esperemos que saia à mãe, que seja inteligente e que construa algo de bom.

A ver vamos.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Gym

Será que vou ter coragem de me levantar todos os dias cedíssimo, ir pôr a Bébécas e estar no ginásio às 8:00h para fazer cardio-fitness ou spin?

Chegar ao escritório toda fresca e levar na desportiva um dia de trabalho!?

Vou pensar nisso.
Acabar ontem a noite no hospital com fitinha laranja é que não estava no programa.

Foram impecáveis e está tudo melhor.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Sad

Infelizmente os piores receios tornaram-se realidade, e o meu "sobrinho" meio espanhol meio brasileiro, não quis nascer e estamos todos muito tristes com este desfecho.

Andávamos há uma semana a querer que houvesse um milagre, que as contas estivessem mal feitas para se justificar a falta de batimento cardíaco, mas o veredicto foi o pior.

Desejo do fundo do coração que a minha amiga C. se recomponha o mais breve possível e que a força interior que tem a ajudem a superar este momento de dor.
Estamos de birra monumental; avé Maria cheia de graça!

Olá Luz, adeus trevas

Que bom que é sair do escritório e já não ser noite cerrada.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Acerca de "romances"

Foi engraçado ontem ao passar numa papelaria cujas revistas estavam expostas na montra ver a fofoca de que uma figura pública da nossa praça anda de romance com uma pessoa com quem eu romanceei/tive um namoro fugaz, há uns anos atrás.

Fofocas à parte, o senhor continua muito interessante sim senhor, vamos ver se ganhou juízo ;-)

Morreu ex- secretário de Estado da Administração Escolar - Portugal - DN

Morreu ex- secretário de Estado da Administração Escolar - Portugal - DN

Foi meu professor de uma cadeira de 4º ano - Sociologia da Educação; aprendi bastante com ele, era uma pessoa da "velha guarda", uma forma de ensinar e de se expressar de há uns bons anos atrás, um gentleman, uma pessoa bastante interessante.

Curioso era a reacção dos meus amigos quando lhes dizia que o meu professor de Soc. da Educação era o Engº. Químico Prostes da Fonseca.


Depois de ter sido mãe, as minhas prioridades mudaram, mas sobretudo a gestão de tempo e afazeres.

Sempre fui uma pessoa responsável, mas sei que ao ter uma pessoa linda que depende de mim, o meu tempo tem que ser gerido em função dela.

Lá se foram altas noites no Tamariz, BBC, Jezebel, impulsos de sair de casa de madrugada para ir para longe porque alguém me esperava, sessões duplas de cinema, madrugada dentro em esplanadas à beira-rio em amena cavaqueira com os amigos de sempre, uma caipirinha aqui e ali, enfim, serões próprios de quem é livre.

Desde que ela nasceu o ritmo abrandou, ando desaparecida dos sítios do costume, tenho por hábito dizer que apenas vou a locais onde ela possa estar. Porque estando longe dela, o meu pensamento também está nela, a angústia apodera-se e não fico bem.

Não me custa, muito pelo contrário, é de facto por uma causa nobre de seu nome Lady Bébécas.

82 :)

Nunca mais ouvi falar nos Peshmerga, como estará essa luta!?

sábado, 2 de fevereiro de 2013

A minha relação com o estudo

Não sou um exemplo a seguir, pois seria um bocado arriscaco, mas a verdade é que em quase 20 anos de estudante não posso dizer que terra marrado por aí além, essa é a verdade.

Portanto será algo que apenas confessarei à minha filha quando ela tiver presença de espírito suficiente para o entender, apenas lhe mostrarei os certificados e as notas finais, agora as aventuras pelo meio...tempos que já lá vão.

Desde muito tenra idade se adivinhou que aqui havia uma mente com créditos cognitivos elevados, e eu sabia disso. Curiosamente as pessoas mais inteligentes que conheço, sabem-no também no seu caso.
O crítico era eu me aproveitar desses créditos de forma desvirtuada, ou seja, para quê me chatear, se ainda tenho tempo.

Pois que até ao 9º ano, não brilhei, tinha notas interessantes em cadeiras de Letras, mas o resto limitava-me a fazer o minimo exigido.
Com o 10º ano a minha postura mudou ligeiramente, mas confesso que não me estafei. Sabia exactamente do que precisava para ter um 15 aqui, um 17 ali, um 16 acolá; noites sem dormir não faziam parte do meu calendário lectivo. Mas eu tinha um truque, não passando horas agarrada aos livros, sempre gostei muito de ler e saber coisas novas; a leitura como hobbie ajudava a saber algumas coisas e também a atenção máxima que eu tinha nas aulas e que me fazia reter qualquer exclamação e interjeição.

Aqui me confesso, foi esse o meu segredo. Nunca copiei, nunca fiz cábulas. A fraude por si só sempre me causou arrepios, o medo de ser apanhada e de ser envergonhada pela minha mãe à frente de toda a gente ainda piorava mais qualquer tentativa de prevaricar as regras do jogo. Na realidade não era necessário fazê-lo.

No secundário propriamente dito, tive o meu brilho, no acesso à faculdade brilhei ainda mais e o percurso académico seguiu a mesma tendência. Estafei-me sim no último ano do curso, com estágio numa prisão, tese de licenciatura e aí sim o desejo de merecer estar na elite, sem que alguém tenha dado por isso.

E assim foi; sempre que olho para o meu canudito ali guardado na pasta verde é impossível não sorrir.

Para a minha filha, quero que ela se esforce ao máximo; os tempos são outros, a competição desmedida e quanto melhores formos, mais sucesso podemos alcançar.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Anda aí um miúdo atrás da minha filha!

Não acho normal; ela é linda e maravilhosa, eu sei, mas daí a andar a arrastar a asita à minha princesa...não esquecer que a criança descende de um rei da parte da mãe, a avó toca piano e fala francês, o avô graduou-se na Rússia, tios-avôs cujas obras figuram nos anuários de arte...quer dizer, a rapariga tem dote, isto não é assim!

Recordações

Foi das sessões fotográficas mais marcantes que tive até hoje; não só por exactamente 2 dias depois já não ter esta barriga, como também pelo local, pelo dia em que foi, e por tudo que o envolveu...o processo já se tinha iniciado, mas ainda faltavam umas boas horas para o desfecho, o sorriso com que estou (que cortei deliberadamente) transparece uma felicidade que naquele momento não sentia, pelo menos daquela forma.
...mas estava tão linda, modéstia à parte, mas estava :)

Lê-se o jornal...e um bando de desgraças

Ora foi a mãe que assassinou os filhos e depois suicidou-se a seguir, somamos a criança que caiu da janela mascarada de Spider Man, o acidente dos combóios da semana passada, o autocarro e a ravina da Sertã, o pai que atirou uns tiros contra o próprio filho de 15 anos tendo este acabado por falecer, o comboio que "atrolepou" uma viatura, etc, etc, etc.

Só "sangue" caramba!

Google Maps oferece visita guiada pelo Grand Canyon - Ciência - DN

Google Maps oferece visita guiada pelo Grand Canyon - Ciência - DN

Uma das minhas viagens!
Talvez por ser mais um primeiro dia do resto da nossa vida (entenda-se, minha e da Bébécas), aconteceu algo que é invulgar em mim, um esquecimento.

Quem me conhece sabe que é muito difícil esquecer-me de algo e das poucas vezes em que me acontece, há uma explicação lógica, e neste caso atribuo-o à tal mudança nas nossas vidas.

Então ia eu toda catita pagar o abastecimento de combustível e o cartão MB não passou; ok, passo outro, da conta B - the same.

Que vergonha :(

Depois lá me lembrei que os ditos cartões terminaram a sua validade ontem, e eu tinha e tenho os novos guardados e esqueci-me de os substituir da carteira. Será que o esquecimento não está relacionado com a mudança, mas sim com o avançar da idade? Será que os meus níveis de fosforo no sangue que sempre foram superiores ao normal, estão a baixar drasticamente, agora que já vou claramente a caminho dos 40?

Pois não sei, mas lá tive que pagar o combustível com cartão de crédito, que é prática que abomino!