quinta-feira, 31 de maio de 2018

E acerca da minha filha

Ontem foi o chapéu de chuva que ficou esquecido no colégio, um recado na caderneta que ainda estou a digerir, a tratar da festa de anos que para "meia dúzia" de crianças me vai ficar numa fortuna...quem tem filhos tem cadilhos e quem não tem filhos, cadilhos tem, já dizia o ditado.

....mas depois vem aquele beijo e abraços apertados e a irritação começa a dissipar-se. E não me vejo sem este pequeno diabrete a tornar os meus dias num verdadeiro turbilhão.

Ontem foi dia de Banco Alimentar, hoje estou KO

O que o pó me faz...mas foi por uma boa causa!

Os dias pré-recolha são sempre de um trabalho intenso, preparação de tudo e mais alguma coisa, com uma organização sui generis. Uma hora de trabalho vale por 4 ou 5 de trabalho intelectual. É duro, mas as pessoas, muitas dela já com idade avançada fazem-no sempre com um sorriso. Ontem fiz um amigo, o Sr. Ernesto com 83 anos de vida, de memórias de estórias. Elogiou-me a beleza e o espírito de trabalho, falou-me da terra dos meus pais e se pudesse ainda estaria ali hoje a sorver-lhe as palavras. Prometi voltar; pela causa, pela companhia, por mim. Quando fazemos o bem, parece que o negro que carregamos perde peso....e é tão bom.


Ter um avô com 89 anos é obra

Nunca tivemos uma relação estreita dado o facto de os meus avós se terem separado décadas antes de eu nascer, mas nos últimos anos sempre que é possível gosto de o ver e entre ele e a minha filha existe ali uma paixão engraçada.

Ontem fez 89 anos, liguei-lhe, pergunta-me como estou e logo a seguir pela bisneta. Depois lá vêm as queixas habituais de que se esqueve das coisas, que não se lembra disto e daquilo....é um bocado hipocondríaco o meu avô e dada a vida de alguns excessos que levou, acho que está óptimo.

Para o ano quando chegar aos 90, vai ser uma grande festa, sim senhor. Não é para todos.

terça-feira, 29 de maio de 2018

E como hoje a miúda tinha que fazer das suas

Sim, porque isto não são só coisas boas, peace and love for everybody.

Chego ao colégio vem logo po Sr. Pedro da carrinha preparar-me para não me zangar com ela, porque já tinha chorado uma hora porque perdeu o casaco; depois ainda antes da porta se abrir vejo uns olhos e umas mãos pela frincha da caixa do correio e ao abrir a porta a Educadora a colocar panos na fervura.

Eu fui uma criança que nunca perdi nada caramba; um casaco, ainda por cima bom que lhe comprei no início da estação com tanto carinho.

Resultado amanhã já tem a sina lida: vai procurar o casaco nos locais óbvios da escola. Está de castigo em termos de televisão e ameacei que não há festa de anos se o casaco não aparecer.

Para bem de todos é bom que ele apareça. Sou intempestiva, dou castigos chatos e depois não os posso retirar.

E para compensar o brinco que tinha perdido mas que afinal foi resgatado pela minha filha

Hoje recebi este presente...são lindos!

Com direito a caixinha em forma de coração e tudo...parece que os astros se alinham e depois de meses maus e fatídicos, a vida segue o seu rumo, o joio é separado do trigo e as coisas boas acontecem.

Não há ninguém que não goste de receber um mimo, e hoje posso dizer que foi um pleno. Uma coisa destas que jamais nos faz esquecer que existem pessoas para as quais somos especiais, uma mensagem de alguém que eu admiro assim para além de tudo, que tendo mais que fazer ainda perde tempo em mandar-me uma mensagem linda de NY - andamos para nos encontrar há que tempos, mas vida de artista é mesmo assim, e depois ainda oiço ao vivo, a cores, em directo, ao ouvido.....bom, isso já é outra história que deixo só para os intervenientes...continua a ser tudo "uma espécie de magia" e o mais interessante é que são pessoas destas que de facto eu mereço na minha vida, porque de problemas, já nos bastam os nossos e os de quem merece de facto o nosso carinho e a nossa preocupação.

Fazer a diferença na vida de alguém e não ser apenas um número é das melhores coisas que podemos sentir e fazer sentir.

Não é uma questão de se ser "bom", mas antes de se ter acima de tudo educação, valores e princípios morais

E de facto, a capacidade de passar à frente, lutar e continuar é algo que me caracteriza, e que vou comprovando que possuo essa qualidade; quem é que perante uma revelação chocante e que pode mudar a nossa vida para sempre, passa à frente e consegue amar ainda maism cuidar ainda mais, querer ainda mais!?

Muitos dizem, só tu....acho que não serei apenas eu, mas de facto, não é característica de muitos; as pessoas não estão para isso e eu, honestamente, começo a também ver as coisas com outra clareza.

Mas querendo muito ou pouco, crendo demais ou nem tanto, quando chega o dia do Basta, é pior do que a morte, porque essa, na maior parte das vezes deixa saudade, e os "bastas" das tais pessoas como eu...não....por vezes vem o nojo, depois a repulsa e chegamos ao ponto do vazio, do nada...e e triste, passarem pessoas na nossa vida a quem sussurrámos ao ouvido o que de mais belo tinhamos para dar e depois...não restar nada, nem pena, que é dos piores sentimentos que pode existir.

Estampem-se, partam a cara....que o povo "bom" já não está nem aí.

http://jafoste.net/pessoas-boas-perdoam-mil-vezes-mas-quando-vao-embora-nunca-mais-voltam/

Daquelas verdades incontestáveis...


Hoje esfregou-me literalmente com isto na cara...

Andam a fazer constantemente simulações para as provas de aferição e perante a minha exigência vai trazendo estas pérolas. Fico contentíssima....mas mesmo assim existe tanta falta de atenção naquela cabeça pequena! Os erros que tem todos relacionados com a falta de uma leitura cuidada do enunciado...e depois inventa....

Enfim....são 7 anos. Que mais posso pedir!?

domingo, 27 de maio de 2018

A saga do brinco

Ontem estava a arranjar-me para sair à noite, quando dou por falta de um dos brincos da orelha esquerda; podia muito bem ter sido o segundo, que não vale nada, é falso, mas não, foi o primeiro, do conjunto de brincos que ouro que a minha irmã me ofereceu pelos 40 anos.

Fiquei lixada com F maiúsculo.

Procurei por todo o lado, depois de muita busca encontrei o fecho, mas o brinco em si....nada.

Não me saiu da cabeça até agora. Entretanto para minorar o desgosto, lá recebi de uma pessoa muito querida para mim um par de brincos do mesmo género, algo que também não deixando se ser importante, não iria substituir os oferecidos pela minha irmã.

Hoje a pequena chega do fim de semana em casa do pai, como tem olhos de lince lá lhe pedi para ver se o encontrava - tendo  já eu procurado no carro, escadas do prédio, etc.

A miúda procurou por 5 minutos, chateou-se, desistiu e nem com promessa de recompensa consegui. Eis que do nada foi à casa de banho antes de se deitar, veio a correr até mim....e lá o trazia na mão. Nem acredito!

Estou mesmo feliz, o meu brinquinho apareceu :)

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Pois pois, agora venham lá dizer que ele é feio, e que tem os dentes assim, e que parece o Jar Jar Binks....sabe-la toda

E desposa logo 2 ao mesmo tempo....

https://www.jn.pt/pessoas/in/interior/ronaldinho-vai-casar-se-com-duas-mulheres-ao-mesmo-tempo-9373177.html

Breves discussões logo pela manhã entre mãe e filha

Hoje foi colossal, não sei se pela ansiedade da visita de estudo, posso dizer que com tudo me tentou aborrecer.

O detalhe mais sui generis foi com a roupa. "Eu quero levar os corsários e as sabrinas".

"Está a chover, já reparaste? Logo não levas os corsários que te ficam abaixo do joelho!"

"Mas eu quero levar as sabrinas!"

"É extensível às sabrinas - repito, está a chover, acabou a conversa!"

"Mas eu vou levar na mesma!"

"Bom, eu vou falar com a professora e tu ficas de castigo noutra sala e não vais à visita!"

Vociferou e depois de ter vestido umas calças de acordo com o tempo que está hoje e ter calçado os ténis, lá me veio pedir se podia levar a camisola da Elsa - leva lá a camisola da Elsa.

"Ah, e vou levar o cabelo solto"

"Não levas o cabelo solto, estás proibida de levar o cabelo solto para a escola e sabes o porquê!"

"Mas eu......."

"Chega Rita, acabou, é uma ordem e eu nos próximos 5 minutos não quero falar mais; estou à tua espera à porta de casa"

Pequeno resumo do que se passou hoje de manhã e que me deixou com uma dor de cabeça bonita!

quarta-feira, 23 de maio de 2018

That weird thing called Love...


E para quê palavras, coisas complexas que hoje são e amanhã deixam de o ser...quando afinal é tudo tão mágico e simples.

Still need an answer?

Eu já não aguento

Com sms's, emails, cartas e telefonemas a propósito da Lei da Protecção de Dados.

É necessário, entendo que sim, mas já não se aguenta!

terça-feira, 22 de maio de 2018

Não chega uma boneca

Já me pediu 4 bonecas para os anos. Devo ter cara de Multibanco!

domingo, 20 de maio de 2018

Quando a minha miúda pensa, por norma sai asneira

Numa das nossas conversas existenciais, presenteia-me com o seguinte:

 - Mamã, quando for crescida vou começar a fumar!

 - Vais começar o quê? Desculpa, a mãe não percebeu.

 - A fu-ma-RE!

 - Porque...? - perguntei eu.

 - Eu explico mamã. Porque as pessoas dizem todas que é difícil deixar. E eu acho que se nós quisermos nós somos capazes, é simples. Se eu não quero comer chocolate eu não como e se eu me quero portar bem, eu porto. Por isso vou começar a fumar quando crescer, depois deixo e vou provar à avó, ao pai e "ao meu melhor amigo dos adultos" que afinal para deixar de fumar, basta querer.

Bom, foi não só o choque desta nova ideia e antes de mais do porquê que não deixa de ser nobre, mas se com isto se lembrar de uma outra adicção mais grave, vamos ter um grande problema; bem, prevejo anos de adolescência tempestuosos, como também a relembrança do "melhor amigo dos adultos" que ultimamente tem pairado aqui por casa e eu faço o possível para que ela não sofra com as más acções de adultos menos ortodoxos e que de facto e neste caso o relembre nas coisas em que a fez feliz.

Casamento Real - A emoção de uma mãe

Ao ver ontem as imagens desta senhora, imaginei que um dia, se Deus o permitir, também estarei assim, sozinha tal como ela, mas firme, a testemunhar os momentos de felicidade dela.

Não será certamente um casamento real, mas serão os seus momentos de felicidade.

Lembro-me de algo parecido no seu baptizado, em que ali estava eu, apenas com ela lado a lado, a ouvir a homilia do dia do seu 1º Sacramento a que o Sr. Padre tão gentis palavras me dedicou. Não teve esta pompa, mas os meus olhos estavam como os dela, brilhantes com as lágrimas a brotar.

Isto de se criar os filhos sozinhas, tem muito que se lhe diga e amar vê-los felizes, tem muito que se lhe diga.

sábado, 19 de maio de 2018

O pessoal de cá de casa num momento de puro carinho

Eu se fosse aquele gato, já lhe tinha feito das minhas :)


sexta-feira, 18 de maio de 2018

Efemérides de Maio

Primeiro é o Dia da Mãe que me traz emoções fortes, depois é o dia 17 de Maio, que foi o dia de todas as revelações há 8 anos atrás...durante uns bons anos era um dia sofrido e a sensação foi-se esbatendo.

Tenho uma memória tramada, que me cansa, porque não coloca na prateleira lá detrás certas coisas que passam a ser quase irrelevantes, mas a verdade é que já não encaro o 17 de Maio como um dia mau; foi apenas mais um dia em que se passou algo que recordarei, mas cada vez com menos emoções à mistura.

E temos amanhã o 19 de Maio - tenho tantas, mas tantas saudades da minha Madrinha Guida e continuo, passados quase 3 anos a ter grandes dificuldades em encarar a sua partida. Ela era alegria, boa disposição, energia, vida, e no tal 17 de Maio de há 8 anos atrás, foi ela que me abraçou no seu colinho, foi ela que evitou que o meu sistema nervoso prejudicasse a minha bebé....enfim, ela esteve sempre lá.

Faria 63 anos amanhã, mas passava à vontade pelos 50 e poucos. Maneirinha, pequenina, com perninhas de boneca, sempre arranjadinha, gira, sem tabus, sem complexos, sem parvoíces.

Se voltasse a ser mãe de uma menina, gostaria que se chamasse Margarida - gostava tanto de voltar a pronunciar este nome com amor por alguém. Lembro-me dos nossos momentos, dos nossos lanches em "Champs d' Ouri" como nós carinhosamente chamávamos a Campo de Ourique, o bairro dela e onde eu passei parte da minha infância. Haverão sítios mais inesquecíveis do que o Canas, a Tentadora, o Brilhantes, o Jardim da Parada...

Onde quer que estejas Guida, nem ouses pensar que algum dia me esquecerei de ti. E acredito que para lá do Arco-Íris, continuas a ser a mesma Guida, Madrinha amiga, companheira dos meus dramas, das minhas paixões, daquela vez em que me salvaste a vida à conta da pneumonia aguda e ainda te chateaste com o "outro" porque me deu estaladas para me reanimar - coitado, fez o melhor pôde. Tanta memória e tanto que ainda tinhas para viver.

Acredito que o fuso horário do teu sítio esteja à frente do meu, por isso, quero ser seguramente a primeira pessoa a mostrar-se que não me esqueço que foi o dia 19/05 que te viu nascer.

É caso para dizer....sinto uma eterna saudade de ti.

É liiiiiiindo!

Isto de ter um relógio que nos avisa que é hora de levantar e dar uns passos a pé, em que podemos fazer e receber chamadas e ver e ouvir o Mickey a dar as horas, está a ser um sucesso. Toda a gente o acha o máximo e eu não me canso de olhar para ele.



E o herói que resolveu fazer esta surpresa, ri-se à distância a imaginar a minha cara acriançada com o seu novo brinquedo. Vai ser das surpresas que jamais esquecerei - e toda a gente diz "opá, é lindo", mas para comprar é assim um bocado fora de orçamento.

E eu: para mim também, tive a sorte de ter alguém que por acaso ainda por cima é giraço todos os dias, que lhe deu para isto. Ainda falam mal dos homens; quando são amigos a sério, fazem-nos destas e até ficamos abananadas.

E porque existem de facto pessoas que nos fazem felizes

E do nada, e só porque sim, porque acham que nós merecemos e que somos especiais, e estando a 8000kms de distância nos oferecem um mimo destes.

Uma aventura ir à Fnac levantar uma prenda enviada por quem mora noutro Continente, mas lá se conseguiu.

Posso dizer que estou em modo criança com o meu brinquedo novo e a minha herdeira já se colocou na fila para quando eu já não gostar dele, diz ela.

Temos momentos na vida ...indescritíveis. Mesmo que insistas que a minha felicidade basta, não tenho palavras para agradecer My Dear. Adorei.




quarta-feira, 16 de maio de 2018

Cresce filha, cresce

Isto está imparável; um par de Jeans ainda por cima com um preço pouco acessível de tamanho 8/9, sendo que os 8 ainda vêm a caminho, já estão naquela fase de "chover em Londres", parece que vai ali até à pesca.

Calça 34/35....eu não está preparada para ter daqui a uns anos uma filha que eu "dei à luz" a olhar para mim de cima para baixo. É que nem pensar!!!

Selvajaria, foi o que se passou ontem no Centro de Treinos de Alcochete

Não sei se aquelas cerca de 50 aventesmas se inspiraram no Ku Klux Klan, na Casa de Papel ou algo que o valha, mas o que se passou foi vergonhoso, horrendo, de uma ordinarice sem precedentes e falta de respeito.

Ainda haverá dúvidas de que o BdC tem que ser corrido dali para fora o mais breve possível, e cada hora que passe antes dessa retirada, já peca por tardia!?

Não se trata de futebol, de desporto, de nada, a não ser uma tremenda falta de valores e educação.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Contágio por VIH - Impressionante

https://www.publico.pt/2018/05/15/ciencia/noticia/filme-mostra-como-a-infeccao-por-vih-acontece-por-via-sexual-1830004


Não acreditem em conversas, protejam-se, porque quem não se quer proteger e proteger o outro não pode ser uma boa alma.

Quem é portador pode transmitir o vírus a qualquer pessoa, tenha carga viral alta, ou não, tenha as células CD4 a 800 ou 1000, opte por coito interrompido ou não. A doença é grave, as relações com seres serodiscordantes não acarretam perigos desde que as pessoas se protejam e só revelam grandeza de espírito de quem aceita e ama um parceiro seropositivo, porque o amor é isso mesmo, não muda nada.

Mas mentiras, omissões e falsas verdades constituem crime, e são actos de uma irresponsabilidade hedionda e infelizmente quem facilita, nunca está a salvo de uma pessoa de má índole e maus princípios.

Protecção sempre e amor também; nada se constrói sem amor, respeito e verdade.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Que dia chato

Daqueles dias em que temos lentes de contacto recentes, pelo que a ideia de trazer just in case  os óculos graduados na mala nem nos passa pela cabeça. Vá lá saber-se o porquê, estou sem lágrima apenas no olho direito e tenho passado o dia a colocar soro, porque já perdi a lente nos confins do meu olho pelo menos duas vezes.

E a impressão que isto provoca; e a dose de irritação por ser confiançuda com estou com lentes novas e que nada vai acontecer!?

Ai que treta....

domingo, 13 de maio de 2018

E fazendo jus ao slogan "Porque eu Mereço"

Deixei-me de tretas, fui fazer uma série de coisas, sabia que ia dar mau resultado quando me deparei com a montra da Aldo, entrei...e embora a minha filha goste do tal azul lavanda, quem me conhece bem sabe que eu sempre tive foi uma forte queda pelo azul turquesa.

Não resisti...agora que já posso voltar a usar saltos altos sem restrições :)

sábado, 12 de maio de 2018

Instruções da minha filha antes de ir passar o fim de semana ao pai

Mãe, vais sair logo à noite?

Não sei filha, porquê? - só me faltava o besnico querer saber mais da minha vida do que eu.

Ah, é que preciso de uma coisa; pões o festival das canções a gravar para eu ver quando chegar do pai?

Ahhhhh, agora percebi o porquê da indagação.

Of course my dear, o Festival da Canção gravado será.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

E o telefone tocou e é isto....Pharrell Williams - Happy (Video)

Aqueles dias em que esperamos que o nosso telemóvel toque, e tanto pode ser uma óptima, como uma péssima notícia

Hoje é o dia...que sensação terrível. Acho que em 40 anos de vida numa me senti assim, nem nunca estive perante uma situação destas.

Ele vai tocar, de qualquer das formas ele vai tocar e pode ser o veículo portador de uma boa notícia, e estamos alguns a torcer os dedos para que sim, ou uma péssima notícia que pode mudar o rumo de algumas vidas para sempre.

....já sorri hoje, nem sei como, mas já sorri. É cedo, mas invade-me uma angústia porque o raio do telefone não toca...

Novo vocabulário

Atenção que a rapariga inventou uma nova palavra: "amoro-te mamã".

Deve ser a junção entre amo-te e adoro-te, depreendo eu :)

quarta-feira, 9 de maio de 2018

O Eurofestival só se está a ver hoje cá em casa

Portanto, ainda não sei quem passou a eliminatória, mas a minha filha ficou vidrada com o Islandês.

Bela voz tem o miúdo sim senhor, também gostei.

O piropo dos piropos

Este nunca tinha ouvido. Estava eu no restaurante do costume a pagar o meu almoço e o proprietário, diz-me assim:

 - Tem que dizer à sua manicure que essas unhas de gel estão lindas, não as estrague.

Ao que lhe respondo que, apesar de frequentar a manicure e colocar verniz, as unhas não são de gel, são minhas, bonitas, mas minhas, sem gel.

  - Ah, de facto tem umas mãos lindas!

Ouve-se de seguida eu uníssono no espaço, tanto com vozes femininas como masculinas - se fossem só as mãos!

Bom, corei que nestas coisas sou muito tímida, mas lá fui metendo o sentido de humor no meio e disse que já saía dali com o Ego alimentado por uns dias :)

Ainda assim, vem um dos empregados e conclui com chave de ouro:

-Deixe-me dizer-lhe uma coisa: quando foi distribuída a beleza, você estava no primeiro lugar da fila, seguramente.

Pronto, fiquei sem palavras. Desta e ainda por cima hoje, não estava eu à espera. Venham cá dizer que sou feia, que ei levo o pessoal todo ao restaurante e vêem com quantos paus se constrói uma canoa. Ahahahahah

Dia Histórico para a minha cria - Provas de Aferição

Se eu apenas fiz o meu primeiro exame escolar da minha vida, corria o ano de 1995, mês de Junho, disciplina de Filosofia, como forma de concorrer ao Ensino Superior, tinha eu 17 aninhos e uma pilha de nervos em cima, embora disfarçasse bem, a minha pequena começou hoje aos 7 aninhos a conhecer o que é um exame, ou prova de aferição de conhecimentos  - o que lhe queiram chamar.

Hoje decidiram que as criancinhas estariam todo o santo dia em exame, de manhã AFD (Actividade Física e Desportiva) e de tarde Expressões Artísticas e Fisico-Motoras.

Começarem logo de manhã com AFD não me parece muito didáctico, mas tudo bem; após o almoço vem a moleza. O que acho curioso é que embora a parte de Expressões Artísticas blá blá blá possa ter muito que construir, ter crianças desta faixa etária em exame durante 90 minutos seguidos, depois 30 minutos de pausa e de seguida mais 45 minutos de exame, é excessivo.

Lembro-me de ser adulta e ter frequências de 2 horas com mais meia hora de tolerância e sairmos de lá completamente passados, quem fumava com falta de nicotina, etc. Os de Estatística eram os mais demorados, 3 horinhas, mas mesmo sendo adultos e com centenas de pessoas fechadas num anfiteatro, tinham que deixar o pessoal fazer uma pausa gradualmente e obviamente que com controlo do juri para não haver conversa, caso contrário o pessoal começava a escalar as paredes da faculdade.

Portanto, acho muito tempo para esta catraia miúda, mas como a minha filha é meia esgroviada, lá ia toda contente fazer as suas provas, formalismos de Cartão do Cidadão, etc. Vamos lá ver os veredictos. Mãe sofre.

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Afinal a Bonitona foi à festa

Hoje de manhã estavam a dizer na rádio que a Sara Carbonero não tinha sido vista na festa do título, mas afinal foi.

Eu sou mulher e não tenho problema nenhum com a beleza alheia, lamento é não ter sido bafejada com um aspecto destes, mas também há pior.

A Sara Carbonero é linda, que mulherão, está bem para o giraço do Iker que é assim um Deus Grego.

http://www.sabado.pt/fotografias/detalhe/sara-carbonero-festeja-fc-porto-campeao-com-iker-casillas

E foi o meu 8º Dia da Mãe, 7º com a presença dela ao lado da mamã


Um sítio muito aprazível - Bacalhôa Buddha Eden, e ainda tive direito a uma prova de Moscatel que era assim qualquer coisa.
















Nós, com o aval e protecção da Deusa.



Os Guerreiros de "Terracota" podiam estar na sua cor original, mas tudo bem, estas réplicas não deixam de impor  respeito.

Dizem que é o Jardim do Eden mas não vi lá a maçã


domingo, 6 de maio de 2018

Confirma-se e acho que é castigo de Deus - não me faltava uma

Pois que a minha pequena sofre claramente de aracnofobia. Já tinha aturado e continuo a aturar os chiliques da minha irmã sempre que pressente a presença de um pequeno aranhiço, que por vezes não passa de um moscardo - é de gritos um mulherão com 1.70 de altura e uma figura proporcional ao seu peso, a fugir de um ser 1.000.000 de vezes mais pequeno que ela, sendo que eu aturo esta fobia há 30 anos.

Como quem sai aos seus não degenera, a pequena é igual, fazendo-me passar vergonhas de bradar aos céus. Trata-se mesmo de fobia, porque sai completamente dela para fora e adopta um comportamento de histeria descontrolada.

Mas por que é que me tinham que calhar 2 aracnofóbicas nossa Senhora!?

Últimas considerações da Mãe:


  • Não gostou do meu 2º furo na orelha (bom, mas está feito, e eu gosto)
  • Não concorda que eu mude a cor do meu cabelo para cinzento, vais envelhecer, vai ser um choque, faz só madeixas (bom, é capaz de ter razão, talvez uma coisa mais gradual não cause tanto impacto)
  • Estás mais magra, muito mais, andas a fazer dieta - não, não ando a fazer dieta, não tenho paciência para coisas desse tipo e que demorem tempo, e a mãe sabe que se eu tenho algumas preocupações emagreço em horas, a mãe é igual
  • Ficas feia de magra

Aqui há uns meses o busilis foi por estar com mais um quilo ou outro e que estava a chegar aos 40 e o corpo depois não voltava ao lugar. Agora estou a começar a ficar feia de magra.

Oh céus, a Mãe tem sempre uma palavra amiga para mim.

Mas a verdade é que as preocupações dela nos casos relatados se prendem com o meu bem estar, a minha aparência, aquilo que ela acha que me pode embelezar ou não - tem apenas o seu jeito meio "soviético" para se expressar e a verdade é que continuo a seguir alguns dos seus conselhos. Com melhor ou pior relação, com maior ou menor proximidade, sei que a Mãe estará lá, sempre com mais críticas do que elogios, mas estará lá.

Não tinha reparado que já passava da meia-noite

Como também não esperava receber a mensagem que recebi por ser Mãe, por ser o dia da Mãe e por outras coisas que ficam guardadas para os intervenientes.

A mensagem é linda demais e devia ser postada para a posteridade, mas para já, guardo-a comigo e no meu coração. Ainda se vive um turbilhão de emoções, ainda parece tudo tão estranho e maravilhoso ao mesmo tempo, que chega a ser estimulante por um lado e assustador por outro.

Mas como a vida é feita de momentos, este foi e está a ser muito feliz.

sábado, 5 de maio de 2018

GELADO!!!






O dia já pedia algo fresco, e entre trabalhos de pesquisa, compras e afins, lá fomos ao belo do Grand Parfait que é um atentado ao esbelto corpo que daqui a uns dias deveria estar a absorver vitamina D numa das belas e povoadas, ou nem tanto, praias do nosso país.














A pequena, mesmo com um gelado quase maior do que ela, aguentou-se que nem uma campeã, e sei que lhe soube pela vida. E para mim só de admirar o gosto com que o saboreava, até rejuvenesci.

Talvez por nos últimos dias não lhe andar a dar a atenção devida, por questões alheias à minha vontade, hoje foi de tudo. Quis uma caixa de bombons da Guylian, venham eles. Gelado, apanhar sol, uma carga de bonecos para a rua, mas acima de tudo muitos beijinhos, colinho e abraços. A miúda merece e a minha saúde também precisa de ver aqueles sorrisos de felicidade da minha princesa.

A pesquisa acerca da chita começa a ganhar forma

E a mãe desdobra-se em todas as suas funções e há dias em que até nem apetece
 Isto é mesmo amor.
Quem tem uma mãe...tem tudo.


sexta-feira, 4 de maio de 2018

Dia de Greve

Criança de folga e mãe a ter que accionar o plano B....enfim, o de sempre.

Parece que acabaram de me convencer a devorar a "Casa de Papel"

Ainda por cima parte da história passa-se numa rua em que já trabalhei há uma série de anos. Ai, memórias, memórias das minhas primeiras experiências em Madrid.


quarta-feira, 2 de maio de 2018

Isto não há fome que não dê em fartura

Então não é que acabei de ter um convite, mesmo daqueles convites a sério com tudo pago, para ir às Maldivas com a minha filha, um amigo e respectiva filha!?

Isto é de doidos, e a mim dá-me para rir.

Argumento - eu estou a convidar, eu já fiz as contas, eu quero curtir a vida, bora às Maldivas em Agosto, vamos os 4!!!
Se fosses outra mulher qualquer tu aceitavas e ainda eras capaz de nem levar a tua filha...
Mas de facto és uma mulher diferente.
Mas pensa, vou-te chatear tanto que vais ver!

Deu-me para rir e continuo. Há pessoas incríveis, desinteressadas e dispostas a fazerem-nos passar bons momentos e que gostam de partilhar alguma parte daquilo que têm.

Fiquei sensibilizada, à parte da risota, com as coisas que ouvi. Só posso agradecer com todas as letras a vontade expressa em me proporcionar uma viagem de sonho a mim e à pessoa mais importante para mim.

"Só" por isto já valeu a pena :)

Creio que quem usa lentes de contacto, me percebe

Pelo menos a avaliar pela amostra do meus amigos. Isto é assim, compramos uma caixa que em teoria dá para 3 meses  (as minhas são quinzenais), mas aquilo rende para aí 6 meses, quando não é mais.

Quando é que as deitamos fora e substituímos por outras!? - quando os olhos as começam a deitar para fora, ou quando têm uma fissura e começam a picar o olho, etc.

Não dormir com elas - já não durmo, desde o susto que apanhei há uns anos, tal não foi a infeccção que perdi durante mais de um mês umas boas dioptrias no olho esquerdo, que consegui recuperar quase na totalidade, mas dormi, e muitas vezes.

Mudar o líquido todos os dias, porque tem que ser, porque está sujo, porque tem proteínas e as lentes têm que ser desinfectadas - o frasco dura o dobro do tempo que deveria durar.

E estas e outras coisas porquê?? - pura preguiça, nada mais.

Resumo do dia: fui encomendar uma caixa no sábado porque a do olho direito já me tinha começado a incomodar há uns dias, estou aqui que nem posso de desespero meia vesga, liguei para a Óptica assim meio a medo, e tive a sorte de estar eu a ligar e as ditas a acabar de chegar.
Ufa, esta foi por pouco.


"Mamã, as sapatilhas da ginástica já fazem doer os meus pézinhos"

É incrível como os sapatos lhes deixam de servir literalmente de um dia para o outro. Já não é a primeira vez; calça hoje e estão óptimos, 3/4 dias depois volta a calçar e não servem.

Lembro-me de quando em vez ouvir a minha mãe há muitos anos atrás se queixar do mesmo e eu achar que era implicância dela, que porventura eu já andaria a dizer há meses que os sapatos estavam justos....mas não, a verdade é que de facto é literal, de um dia para o outro...zás.

O comentário que tantas vezes ouvi "quando fores mãe estamos cá para conversar" vai assentando bem. Não na parte da tirania, continuo a não concordar com alguns exageros de que fui alvo e para os quais não havia qualquer necessidade, pois não me tinha "metido na mesma na droga", não "tinha aparecido grávida em casa aos 15 anos", não "tinha chumbado uma série de anos" e provavelmente não "estaria a trabalhar na estiva", mas reconheço que temos que nos esforçar muito e cada vez mais, porque a vida cada vez menos nos perdoa os tais "pequenos deslizes".

Vale o que vale, e sabe Deus o que me espera a nível de educação da minha filha que não é de todo uma criança fácil e prevejo que a adolescência vai ser para mim um grande desafio, mas prezo-me pelo facto de ter uma miúda feliz, bem resolvida, e que acima de tudo, não me teme. Existem castigos, ameaças de palmadas, já houve palmadas, ficar de esguelha com ela até ao dia seguinte, mas não tem uma relação de medo comigo, apenas temos que limar mais a parte do respeito, pois é avessa em respeitar as minhas ordens à primeira - com sorte à terceira lá vai, e desafiam desafia, até ver quando a corda vai partir.

Mas não passa também um dia que não me derreta com a sua doçura, a maior parte das vezes desinteressada; sim, também sabe engraxar quando lhe convém :)

E é isto...


terça-feira, 1 de maio de 2018

Acordar e sorrir

"Acorda...Não sejas preguiçosa...Levanta esse rabo e faz como eu...Vai para a Serra de Sintra andar de bicicleta....deixo-te com um beijinho atrás da orelha misturado com uma pequena mordidela, para te mostrar que a dor também pode ser boa..."

Não há condições para não sorrir. Este livro que leio, tem sido recheado de surpresas página a página. Quem diria...vou ler mais um bocadinho, desejando que não acabe, ou então faço batota e vamos acrescentando páginas ao final....quem diria...!