sexta-feira, 31 de julho de 2015

Não vislumbro a Lua Azul :(

Está um tempo estranho....e amanhã chega o mês de Agosto!

E também percebo que a minha bebé está a crescer quando...

...o cartão do cidadão dela tem que ser renovado já no próximo mês.

Já se passaram 5 anos desde aquele dia que foi uma perfeita aventura, quando fui para a extinta Loja do Cidadão dos Restauradores com a minha bebé recém-nascida, a minha mãe, a minha irmã e o meu gato (que tinha que ir ao veterinário) tratar da documentação da criança.

Eu ainda combalida do parto difícil, as senhoras da loja do cidadão não se ajeitavam a tirar a fotografia à criança, e lá foram tia e avó com ela ao fotógrafo mais próximo conseguir a proeza de tirar uma fotografia a uma recém-nascida, sem aparecer ninguém por detrás.

É das fotografias mais engraçadas que a miúda tem - é que até parece da realeza!

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Proposta Coligação PSD/CDS PP - Crime de violação da prestação de alimentos a menores passar a ser público

Olhem, não me revejo com esta coligação, mas esta proposta já vem tarde!

Esta e tantas outras que daqui poderiam advir porque as obrigações para com os nossos filhos deveriam ser algo sagrado.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Uma reportagem tendo como tema um casal de noivos, cuja noiva tenho o gosto de conhecer e de quem tenho muitas saudades....

A "minha" Joaninha, linda como sempre:

http://www.todoboda.com/noticias/2357_una_preboda_retro_con_aire_de_los_70.html


sexta-feira, 24 de julho de 2015

Isto de se ter tios mais novos do que eu

Pode ter as suas "vantagens" nas alturas em que uma sobrinha é desnaturada.

Desculpa lá tio, fizeste ontem anos e eu nem te dei os parabéns - com a azáfama destes últimos tempos perdi a noção dos dias....mas, nenhum tio faz 37 anos!!!!

Ricardo Salgado constituído arguido

Já não era sem tempo, bolas!

Pode ser que se comece a fazer justiça neste país, já que ando muito descrente.

Os Códigos Penal e de Processo Penal já estava na altura de levarem uma boa revisão, e alguns magistrados do nosso país, talvez se fossem vítimas de alguns casos que julgam, não fossem tão brandos nas penas que aplicam.


terça-feira, 21 de julho de 2015

Uma questão de temperatura e termóstato

Sou uma pessoa friorenta por natureza, mas tão pouco me dou bem com calor extremo. Nada como dias amenos, em que se dispensa o casaco, mas que também não nos apetece entrar para dentro do primeiro fontanário que apareça.

Moro numa zona sui generis. Saio de casa de manhã, de casaquinho vestido, a minha filha também e a sentirnos uma brisa mais para o frio do que para outra coisa.

Na zona onde trabalho o termómetro marca qualquer coisa como isto:


E eu saio de lá completamente afogueada e chego a casa e a cena da manhã repete-se.

E ainda me perguntam porque é que eu ando sempre a espirrar!

Sweets for me....sweet :)

Eu até já mudo letras de músicas e tudo!

Mas se eu não me mimar, quem mimará!?


domingo, 19 de julho de 2015

A (re)ver o Hidalgo

E a relembrar Omar Shariff!


Our Cat


Parece que houve sismo com epicentro próximo daqui

Mas por acaso não senti nada....menos mal.

sábado, 18 de julho de 2015

Num sábado de sol

E lá estive eu, a par de tantas outras coisas, ligada ao trabalho...nesta fase não deixa de ser irónico!


Acabei de fazer uma coisa que me está a fazer pingar o coração

Não tive outra alternativa e sei que, no processo de educação de um filho há alturas em que não podemos ceder.

Adoraria que a criança que é hoje, amanhã se transformasse numa mulher íntegra, honesta, honrada, cumpridora.

Passam-se dias e dias em que me aborreço até mais não por causa dos brinquedos; todos os dias a mesma coisa, sempre tudo fora do lugar e desorganizado e depois lá vou eu, arrumo 99% enquanto ela continua a brincar com o restante 1%. E vou-lhe sempre dizendo que um dia vai ficar sem os brinquedos, que devia valorizar o que tem e que as coisas são para arrumar, não há cá empregados para fazerem o que é da nossa responsabilidade.

Hoje, tive coisas para fazer, algumas de trabalho, e de cada vez que passava por ela lhe dizia "Rita, vai arrumar os brinquedos por favor!"; pois ignorava o que lhe dizia, punha-se a olhar de lado, ria de soslaio e eu a topar.
Voltava a dizer para os arrumar e de cada vez que o fazia mais brinquedos desarrumados eu via - enfim, passei a tarde nisto.

O penúltimo aviso já foi em tom de "ou arrumas ou ficas sem eles" - ignorou outra vez. O último aviso já foi "É a última vez", continuou no mesmo modo.

Fui buscar um saco do Pingo Doce, deu-me uma fúria, peguei naquilo tudo e "lixo", A-C-A-B-O-U!

Calcei-me, peguei nas chaves de casa e fui colocar no contentor da rua - esta é a versão oficial. A versão oficiosa como é lógico, é que os brinquedos estão na arrecadação a aguardar que ela "sofra" um bocadinho e tente perceber porque é que tudo aconteceu.
No fundo eu acho que ela até sabe que eles estão na arrecadação, mas eu nem comento.

Chorou, soluçou, foi fazer queixas à avó, custou-me vê-la naquele estado, mas hoje ela não vai ter os brinquedos de volta, caso contrário qualquer dia não há respeito cá em casa.

Neste momento, todos aqueles que me falharam à fúria do castigo estão impecavelmente arrumados por ela, não existe sequer um sapato de boneca fora do sítio, está dócil e meiga como sempre foi - e eu aqui cheia de pena, mas não posso ceder.

Lembro-me de ter a idade dela, ou talvez menos e ter acontecido algo semelhante - os meus brinquedos também foram para o "lixo" e vieram a aparecer passados uns dias no Rossio (as histórias que as mães inventam) e um senhor quando eu estava a dormir foi lá bater à porta en entregar os brinquedos porque calculou logo que eram meus!...só visto, mas a história dos brinquedos serem "avistados" no Rossio é comum a alguns amigos meus, portanto na década de 80 a imaginação chegava até àquela zona!

Não vou rebuscar tanto a história para não lhe retirar o sumo....amanhã conto devolver-lhe os brinquedos, "ah, e tal, a mamã viu que tu te arrependeste, foi ao caixote do lixo e ainda lá estava o saco".

Educar é difícil, puxa!

Porto Canal de portas abertas para Sara Carbonero - TV & Media - DN

Isto é tudo muito bonito. A senhora veio para cá porque quis acompanhar o marido que por acaso ganha milhares por mês, só por acaso.

Esquecem-se dos milhares de portugueses desempregados, muitos dos quais com qualificações para ocupar esse lugar que estão a dar de mão beijada à senhora e que levam constantemente com a porta na cara.

Esta hipocrisia enoja-me!

Porto Canal de portas abertas para Sara Carbonero - TV & Media - DN

Sim, aquele senhor com o cão era mesmo o Lenny Kravitz - dn - DN

Eu bem digo que o Porto é que está a dar cartas ultimamente!

Sim, aquele senhor com o cão era mesmo o Lenny Kravitz - dn - DN

Muito bem dito sim senhor!


sexta-feira, 17 de julho de 2015

Pues que venga!


Arte e urbanismo


Não fosse a parte do "não", eu neste momento embarcava mas é com a miúda para algum sítio tipo Mustique, no mínimo!E ficávamos lá umas 3 semanas sem fazer népias, a não ser, viver à grande!

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Estou a viver neste momento uma situação a nível profissional no mínimo complexa.

Trabalho árduo mas gratificante, semanas inteiras sem pôr os pés no escritório, porque "adoptei" um serviço que prestamos como meu aliado, e tenho passado lá momentos cansativos, de luta, de conquistas, com muita gente nova...mas apesar de tudo, de andar completamente a mil, posso dizer que ao fim destes 13 anos na companhia, esta movida está a ensinar-me muitas coisas e agradeço por cada dia que passa, pela oportunidade que me foi dada...

terça-feira, 14 de julho de 2015

Mas porque será que

as miúdas têm uma predilecção exacerbada pelos sapatos de salto alto da mãe!?

...ok, também passei por isso, e lembro-me de ouvir a minha mãe dizer:

 - "Livra-te que eu te veja mais vezes com os meus sapatos, ainda partes uma perna e a alma dos sapatos!"

Com uma certa idade eu dava comigo a pensar o que raio era a alma dos sapatos....agora já sei;-)

domingo, 12 de julho de 2015

sábado, 11 de julho de 2015

O gosto pelas revistas

Estas coisas são uma tentação e não fosse termos que pôr um travão, realmente as coisas que eles criam para cativar os miúdos são engraçadas.

Já combinámos há uns meses que, se a mamã compra uma revista de cozinha e outra generalista por mês, ela também tem direito à sua revista. A avó por vezes expande ligeiramente a regra (e tão intransigente que foi com as filhas), mas eu não cedo, uma por mês e parece-me razoável.

Hoje, lá ficou toda feliz com a revista do mês da Doutora Brinquedos:


Cá em casa

Sempre fiz questão de tentar democratizar as coisas com a minha filha, mas confesso que por vezes isto vira ditadura, ou, como dizia o "Rei Sol" (Luis XIV) L'état c'est moi - e tenho que impôr algumas regras senão vira anarquia!

Mas mesmo assim, explico os porquês, faço questão mesmo e, já sou confrontada com propostas de acordo, muitas delas até bastante razoáveis e selamos sempre a coisa com um aperto de mão:


quinta-feira, 9 de julho de 2015

Isto está ao rubro - Mais um para a penitenciária sem passar pela casa partida e não ganhar 2 contos de réis

Agora  foi o Armando Vara!

O corropio ainda agora começou!

Fica sempre fantástica no baptizado dos filhos

Já quando o bebé George foi baptizado, circularam umas fotografias lindas de mãe e filho e agora com a bebé Charlotte repete-se. Está maravilhosa a Kate...e continuo na minha, não a acho uma beleza estonteante, nem pouco mais ou menos, mas que tem fotografias em que tem um brilho contagiante lá isso tem. E a elegância, ninguém lha tira :)

by Mario Testino

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Inveja...da branca, que eu não sou cá de invejas nefastas

De quem vai ver e ouvir os Muse amanhã no NOS Alive - ai quem me dera!!!

Mother


Há idiomas e idiomas

Estar a maior parte do dia a ouvir falar holandês é qualquer coisa de estranho, no mínimo. E a entoação que dão às frases!?

Há idiomas com uma sonoridade mais simpática...lá isso há!

terça-feira, 7 de julho de 2015

Até sempre Maria Barroso

Dizia agora o Prof. Doutor Freitas do Amaral que não havia ninguém que não gostasse da Dra. Maria Barroso - confesso que de facto é verdade.

Uma Senhora cheia de força, cultura, boa pessoa, solidária. Lamento profundamente o seu desaparecimento.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Varoufakis vs Paulo Portas

Não sei porquê mas pensando num, vem-me logo à cabeça o outro :)

...e por mais do que um motivo, curioso!

domingo, 5 de julho de 2015

Ternura

E numa das minhas rondas nocturnas do costume para verificar como estava a minha pequena, deparo-me não com uma cria, mas com duas...que delícia :)


E para a festinha no colégio

Feito pela mamã, utilizando a técnica pela primeira vez...não está mau.

É assim a modos que um Frozen, mas ela gostou e para mim valeu o esforço; agradecimentos à tia da criança (e só por acaso minha irmã) por ter feito os bonequinhos!


"Mamã, quélo sêle cabeleileila ou cozinheila"

O 5º Aniversário da minha filhota

E celebrámos ontem com toda a felicidade do mundo o 5º aniversário da Bébécas, desta vez tendo como tema a Cinderela - lá me lembrei que um bolo com a Carruagem da Cinderela ia levá-la de novo ao sonho e à fantasia e não me enganei. Foi perfeito e ela adorou a festa e os presentes. Ainda a festa ia a meio veio agradecer-me por tudo...até me emocionei; lá lhe disse que não tem que agradecer, pois é a obrigação da mamã fazer com que ela se sinta feliz, amada, desejada e que, por isso, o dia de aniversário tem que ser festejado com toda a felicidade; aqui ficam algumas recordações:


sábado, 4 de julho de 2015

Parabéns Filha - 5 anos


Já vem sendo tradição deixar-te aqui umas palavras neste dia tão especial para nós, o dia em que nasceste e à hora em que abriste os teus olhos ao mundo.

Faz hoje 5 anos e já na Maternidade (embora este post vá para o ar às 15:48, neste momento são 01:22am, e eu terminei de organizar o que vai para a mesa amanhã, com o cuidado de deixar muito bem escondidas as alusões ao tema da festa, porque as surpresas são sempre o melhor da festa), ainda faltavam cerca de 14 horas para ser formalmente a tua mãe, mas no meu espírito já o era há vários meses.

Foste tu que fizeste de mim Mãe, apaixonei-me por ti quando ainda estavas na minha barriga e finalmente tenho a resposta à dúvida de tanta gente - a paixão pode ser duradoura, a minha por ti é infinita. Assim como o amor, o carinho, o orgulho. A bebé que carreguei nos braços há 5 anos cresceu, transformou-se numa menina maravilhosa, inteligente, curiosa, perspicaz e honestamente pouco me recordo da minha vida antes de existir a Rita.

Faz todo o sentido ser mãe dela, usufruir da presença dela, da sua beleza, da sua alegria...vá, até dos momentos mais complicados e das birras monumentais. Tenho uma Little Drama Queen; talvez tenha vocação para as artes, já se lhe vislumbram alguns talentos.

Da mamã para a Rita, um beijinho daqui até à Lua!

sexta-feira, 3 de julho de 2015

...e os preparativos para amanhã prosseguem

As bolachinhas ficam escondidas até amanhã, o bolo já está em casa da Avó senão, se viesse hoje para casa estragava-se a surpresa acerca do tema da festa.

E mesmo assim por aqui reina a excitação.....o bolo está lindo :)
Peço desculpa se firo susceptibilidades, até porque neste momento estou a ver parte do cortejo do Eusébio e arrepia, sem dúvida que sim, mas, com honras de Panteão Nacional não concordo, muito menos com o timming. Se uma pessoa que me é querida morre e é sepultada, tendo eu vontade de transladar o corpo para um jazigo por exemplo, o que me vão dizer é que tenho que esperar pelo tempo regulamentar paras o corpo poder ser levantado - sei que há cemitérios em que são 3 anos, noutros são 5 - ora o Eusébio faleceu há 1 ano e meio e já pode ser transladado.
Também me parece que o nosso país tem pessoas que já partiram que merecem honras de Panteão e ninguém se lembra delas, pessoas essas que já faleceram há muito mais tempo e que portanto estariam na lista de espera.

Por esta ordem de ideias o Cristiano Ronaldo também lá terá um lugar reservado para quando Deus o levar que esperemos seja daqui a muitos e muitos anos e outras pessoas de vulto, da cultura, das artes e das letras do nosso país infelizmente não têm esse tipo de consideração por parte da sua Nação - ocorre-me Fernando Pessoa (que embora o Mosteiro dos Jerónimos seja uma recta homenagem, fazia todo o sentido ter honras de Panteão) e Salgueiro Maia.

Os preparativos para a festa da minha criança

Se há 5 anos atrás a esta hora contorcia-me desde as 3 da madrugada com contracções de 15 em 15 minutos, e o que ainda estava para vir, pois ainda me faltava 1 dia para conhecer a minha menina, hoje estou aqui que nem posso, a andar de um lado para o outro, e compras e arrumações e limpezas e ementas e receitas e saquinhos com as lembranças para os amiguinhos...que trabalheira!


Há 5 anos atrás

Estava quase a ser mãe pela primeira e, até ao momento, única vez.

Por todos os motivos estes dias que antecedem o 4 de Julho são completamente inesquecíveis e vividos com bastante emoção.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

quarta-feira, 1 de julho de 2015

A inflamação lá está a regridir e creio que amanhã já devo conseguir comer em condições. Mas uma dieta forçada tem os seus benefícios.

Hoje liga-me um fanfarrão

Estava eu numa reunião, senti o telemóvel a vibrar, e lá deu para atender e assim o fiz.

Diz ele:

 - "Está, Ana!?"

E eu, completamente a "leste do paraíso" disse que não, que devia ser engano.

O fanfarrão, não ouviu metade do que eu disse e repetiu, mas aí soou-me totalmente familiar que se estava a referir à minha filha, pois disse Ana, seguido do último nome dela.

Eh lá, mas o que é isto, pensei - está tudo doido!

 - "Está a falar com a Mãe dela, o que pretende????"

 - "Ah e tal, é do Holmes Place....blá blá blá..."

Ok, ok, mas olhe que essa senhora com quem queria falar só tem 4 anos, portanto terá que falar comigo, blá blá blá.

E assim foi a minha conversa com o fanfarrão!