quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Ter 30 anos

O tema idade tem sempre abordagens muito interessantes e o facto de ter chegado à etapa dos 30....eu com 30 anos...bem, é demais.

Lembro-me que não há muito tempo achava que os 30 eram apenas para os outros; lembro-me da minha mãe aos 30, das amigas, dos amigos, dos primos...mas sempre vi essa etapa muito longínqua para mim. Não sei, parecia assim um bicho papão, a fase das grandes responsabilidades e da curva descendente...o caminhar para a decadência.

Que injustos que são os jovens para com quem já viveu mais uns bons anos.

Mas enfim, lá esbarrei eu com a nova etapa, já lá vão quase dois meses...e sinto-me óptima na condição de trintona e ainda por cima solteira...responsabilidades!? - algumas, mas nada de curva descendente nem de decadência.

Também não senti nos "momentos pré" aquela procura de sentido, o fazer o balanço, não, nada disso. Concluo que é uma idade como outra qualquer, com um pouco mais de experiência de vida do que tinha há um ano atrás, mais experiências vividas e bastante aprendizagem; alguns erros também, mas com plena consciência do que se fez errado e a certeza de que não se voltam a repetir.

Talvez sejam os próximos os melhores anos....ou não...tenho uma década inteira para o descobrir...contudo a sensação não é má, nem diferente. É apenas mais uma etapa and life still goes on.

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Planear as Férias - Hoje foi o Dia!

Planear as férias é sempre uma tarefa que implica um misto de emoções e acima de tudo alguma ansiedade à mistura.

Neste momento não estavam propriamente nos meus planos umas férias lá fora, quer dizer, estar estão sempre, mas há sempre tanta coisa para fazer e o tempo é sempre pouco.

Projectos daqui e projectos dali, e as férias em Buenos Aires, no Quénia ou mesmo em Florença continuam a pautar o meu imaginário.

Mas eis que, como resultado de uma conversa despretensiosa, surge em 5 minutos a certeza (com um caloroso "ai vais vais" de uma amiga) de que de uma viagem a Londres não abdicamos.

Para mim será uma viagem repetida, mas de que não me canso, para eles será uma estreia. Uma coisa é certa, o entusiasmo está ao seu mais alto nível. Um passeio pela Oxford Street, os "Soldadinhos de Chumbo" a renderem-se uns aos outros, a luminosidade de Piccadilly Circus...and so on, and so on....e que saudades, que saudades!

Por estes e outros projectos que decerto se realizarão neste 2008, já valeu a pena viver mais um dia, pois é com estas pequenas conquistas que nos podemos encontrar, encontrar aquilo de que gostamos, partilhar experiências e emoções.

See you soon...London.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

"Vivó Sporting"

Peço desculpa se ferir susceptibilidades...mas não resisti.

Há algum tempo que estava a precisar de uma alegria. À falta de novidades melhores...Grande Sporting.

Com ou sem "tranquilidade" o dia foi nosso!!!!

Parabéns para nós.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Para mim Hoje é Janeiro e não está um frio de rachar

Já dizia o anúncio que "a tradição já não é o que era".

É Janeiro e não está um frio de rachar...mas no fundo talvez me sinta com "frio" pois deu-me uma grande vontade de voltar a escrever.

Deixar algo para memória futura ou para mais tarde recordar; enfim, este mês não tem sido muito frutífero a todos os níveis. Mas como ando em maré de ditados, a vida são dois dias e o Carnaval são três...portanto há que aproveitar os dias que não são Carnaval e tentar aproveitar os seus ensinamentos da melhor forma possível.

E porque não deixar de olhar em frente (como os burros com pálas nos olhos) e tentar ver mais além, noutras direcções. A vida não é de facto um mar de rosas, mas que tal encarar tudo o que acontece como uma forma de viver melhor o dia de amanhã, ou olhar à volta e concluir que há sempre situações piores e que temos sempre a "responsabilidade" de mudar algo...e viva a mudança.

É Janeiro...não está um frio de rachar...e então?Estamos vivos e isso é o mais importante!