quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Gosto tanto, mas tanto, tanto do José Luis Peixoto, que ler o que ele escreve me deixa tão tranquila.

Ainda por cima ter como leitura para o serão a Volta ao Mundo de Março escrita por ele, em que nos confidencia experiências que viveu em Moscovo, Pequim e Miami...fecho os olhos e parece que se trata de episódios por mim própria vividos!

Excelente.

Queria tanto ir!



Pena que a Bébécas ainda não me pode acompanhar a estes eventos e eu ainda não consigo trocar a companhia dela por umas horas de puro lazer pessoal.

Há-de chegar o dia, talvez quando ela for um pouco mais independente que eu vá ver uma coisinha aqui e outra aí....mas aí já ela tem idade para também participar :)

Quem for, já sabe, quero o relato completo.

De saia nova

A Bébécas hoje tem direito a miminho.

Comprei-lhe agora uma saia de ganga, fashion até dizer chega na Chicco que é um arraso.

Já a pensar nos dias quentes de Verão.

Mas é que é mesmo fashion; e ficaram também umas calças na memória. Para o mês que vem, se Deus quiser também farão parte do guarda-roupa da minha pequenita!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Más notícias/Tristes notícias

Hoje, estava eu a falar com um grande amigo, uma grande pessoa, daquelas pessoas que passam pelas nossas vidas e que deixam uma marca, uma pessoa inesquecível.

Uma pessoa digna do mais profundo dos respeitos, uma pessoa com a maior das boas vontades, daquelas pessoas com quem dá gosto conversar, tem cultura e um sentido de humor acutilante.

E apesar da vida já lhe ter pregado uma partida daquelas grandes, bem grandes mesmo, mantém um sorriso, umas bocas "foleiras" que fazem qualquer pessoa rir e sobretudo tem o dom de proferir as palavras certas na altura certa.

Ainda na passada sexta-feira me deu um daqueles abanões que só ele é capaz de dar; abanão a sério, mas sempre com um toque de cortesia e muito sentido de humor.

...e hoje, fiquei eu sem palavras, sem saber o que dizer...e a única coisa minimamente decente que me saiu foi: "Os meus sentimentos. Sabes que estou cá para o que for preciso"

Tinha acabado de saber que a avó tinha falecido. Por muito que pensemos que dada a idade e os problemas de saúde estamos preparados para o desfecho, a morte da nossa avó, daquela avó que nos criou, que esteve sempre lá desde o início, que nos fazia as vontades, que nos defendia dos "miúdos mauzitos", que, no meu caso dizia "Oh filha, não fiques triste, tu até nem és preta, és café com leite", aquela avó que vibra com a queda do nosso primeiro dente, que acompanha o nosso primeiro dia de escola e que deseja estar viva no dia em que vestimos "capa e batina" (a minha infelizmente não resistiu até testemunhar esse dia)...a verdade é que jamais estamos preparados para a partida de uma pessoa pela qual, embora muitas vezes não o digamos, tem um lugar sublime no nosso coração.

Não estando dentro do coração do meu amigo H. compreendo perfeitamente o que ele estará a sentir.
Quando a perdi, perdi mesmo muita coisa. Perdi a Minha Avó, a única que conheci, que me viu nascer e que cortou o meu cordão umbilical, perdi uma referência e perdi a possibilidade de privar com uma mulher fantástica.
Não tenho qualquer afinidade com o meu avô, mas respeito-o enquanto pessoa, confesso que até lhe acho uma certa piada, porque o senhor tem piada, mas como foi um mau marido e um mau pai...infelizmente ao olhar para ele já dei comigo a pensar...porquê a minha Avó...

Também ela foi "maltratada" como a avó do meu amigo H., também ela sofreu, mas decerto qualquer uma delas e de tantas outras avós terá o mais profundo dos respeitos, do carinho e do amor que os netos que cá ficaram acabaram por não lhos conseguir mostrar em vida.

Infelizmente não dizemos às pessoas que de facto são importantes para nós e que nos marcam pela positiva, o quanto gostamos delas e o quanto precisamos delas.
Já o fiz ajoelhada perante a sua lápide, mas nunca lhe rendi a homenagem em vida que ela merecia.

Tentei perpetuar a sua memória através da Bébécas ao ter escolhido como apelido o apelido da minha querida avó; e caso volte a ser mãe a criança que nascer, seja menina ou menino terá também o primeiro nome da minha avó - o Honey também gosta muito e é um nome que pessoalmente também lhe diz muito.

...infelizmente, a saudade, perdurará para todo o sempre!

Kant

Quando me vi a braços com a filosofia de Kant pela primeira vez, fiquei "assustada". Foi o primeiro filósofo e talvez o único que me deu bastante trabalho a compreender, tanto que, eu, uma aluna com uma média em Filosofia de 16/17 valores, quando fui confrontada com Kant aos meus 16 anos tive um 10 no primeiro teste.

Jamais esquecerei as coisas que me passaram pela cabeça, porque é que ainda por cima tendo o melhor professor de Filosofia do liceu eu tenho uma nota daquelas.

Não é por nada, mas para mim um 10 era tão ou mais revoltante do que tirar um 6/7...algo que nunca pude constatar porque nunca os tirei, mas continuo a achar que seria menos arrebatador.
Um 6/7 é de burrice ou falta de dedicação pura. Um 10, dá-se porquê? Pena...ah e tal, não vou dar negativa a esta, dou-lhe um 10! Raios de nota deprimente.

Eu que tinha entrado na "mente" do Aristóteles, eu que fui desafiada aos 15 anos a ler a República (e li), eu que venerava Sartre, acabo por ser enxovalhada porque não entro nos princípios de um ser racional que apenas pela sua movimentação pelas ruas de Konigsberg faz com que os locais acertem os relógios á sua passagem!?

Não podia ser.

Li as Críticas da Razão Pura e da Razão Prática de uma ponta à outra reli, e cheguei à conclusão de que o Senhor foi brilhante.

Tudo começa e acaba com a Razão, passa pela ética e pela moral. Os conceitos do estético e do teológico mezclados com os julgamentos morais e empíricos e a obra brilhante da Crítica da Faculdade de Julgar (Crítica do Juízo).

Ontem relembrei estes conceitos ao falar com um grande amigo que, entre outras coisas se dedica também a terminar a sua segunda licenciatura, desta vez em Filosofia, e a preparar o Mestrado tendo como tema a lógica para Aristóteles.

Um acto heróico, chega a ser matemático, mas sem dúvida nenhuma inspirador.

...que saudades que eu tenho dos tempos em que discutia este tipo de coisas com pessoas capazes, em que as grandes dúvidas existenciais se baseavam nestes autores e em que nos degladiávamos acerca da existência real de Sócrates (o filósofo) ou se seria uma mera invenção de Platão!

Felizmente ainda conservo à minha volta estas amizades genuínas, inteligentes e cujas personalidades cativantes me fazem ter vontade de seguir em frente e relembrar que outrora também eu fui uma perfeita idealista!

PS: Apesar do deslize do 1º teste, acabei o 12º com uma nota confortável a Filosofia, ironicamente nas provas de aferição e específica da mesma disciplina, com o mesmo tema, tive notas completamente díspares, sendo que a menor não foi de todo vergonhosa e pasmei-me quando no fim de contas o imprevisível aconteceu. Fiz um brilharete a História, coisa que nem me passava pela cabeça.
Era tudo bem sui generis nesses longinquos anos de 94/95.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

E o da Penelope!?



Também maravilhoso; tipicamente Oscar de la Renta. Este e o da Angelina já contribuíam um bocadinho para a minha felicidade, eheheh

Ai ai, o vestido da Angelina....



Lindo, lindo, lindo.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Zorba The Greek



...já se fizeram filmes assim!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Então e a minha filha que

sociologicamente falando já manifesta comportamentos de desvio face à ordem social!?

Eu também fico frustrada quando o Sr. Carteiro me deixa na caixa de correio contas para pagar; o mês no que toca a pagar contas, passa de facto num instante.

Mas quer dizer, consumimos, temos que pagar. É justo!

Pois que a Lady Bébécas Tinkerbell hoje vá-se lá saber como, apanhou a conta ainda por pagar da Zon e toca de rasgar a factura! Eu não acho normal!

Filhota, as contas são para pagar; as dívidas são para saldar. Nada de tentar fugir às obrigações; é feio, revela falta de ética e seriedade.

Ainda temos muitas lições pela frente.

Miminho para a casa

No outro dia perguntava-me o Honey pelas cápsulas da Nespresso, e tinha-as guardadas num pote, assim uma coisa meio sem graça.

Hoje comprei um dispensador de cápsulas à maneira que ficou a matar ali na minha cozinha...tão colorido que ficou!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Ai mamã....mamã é mamã

E não é que hoje fincou o pé para dormir com a minha almofada!?

Foi buscá-la ao sítio, abraçou-se a ela, cheirou, cheirou, cheirou e só descansou quando eu a deixei levar a dita para dentro da cama dela.

E enquanto ela não verbaliza, são estes actos de amor da minha filha para comigo que me alimentam o espírito, a alma, o coração e me fazem seguir em frente e ter cada dia mais a certeza de que ela é e será sempre o grande amor da minha vida!

PS:...mas é teimosa e rebelde como só ela sabe ser!

Quer ser crescida

E então hoje aventurou-se a subir algumas escadas no modo "duas a duas".

Que a rapariga tem tendência a ser perna longa como a mãe, isso já se percebeu desde a ecografia morfológica das 20 semanas, daí a querer subir escadas como gente crescida aos 19 meses, é um acto a atirar para o atrevido!
Ao pé da nossa Banca, o Al Capone é um santo.

No espaço de umas 3 semanas queriam cobrar-me 5€ por uma fotocópia de um cheque meu, fotocópia essa com a qual eu queria ficar para memória futura e hoje, ao tentar efectuar uma transferência interbancária de mim para moi mème, através da plataforma da Internet não deixavam por questões de segurança por ser um montante "elevado", tentei fazê-la em ATM...pois a mensagem é que não estava autorizada a fazê-lo.

Resultado, fui ao balcão e diz-me o senhor: ah, e tal, isto custa 7,50€. What???? Mas que roubalheira é esta!?

Bem, perante a minha indignação, lá me ensinou um truque para fazer a dita em 3 vezes, duas das quais hoje e outra amanhã na máquina interna do banco.

Quer dizer, as taxas de juro estão em queda e eles aproveitam-se de nós, pobres (ODEIO POBRE...por Caco Antibes) para continuarem a ter lucros; porque se não andassem a comprar dívida internacional também não estavam como estão. Mas claro, a médio prazo vão ter todos os lucros e mais algum.

E aos clientes, só não sacam o que não podem!

Maldita dor de cabeça

De há uns dias a esta parte acordo com uma dor de cabeça infernal que me fustiga os olhos, as temporas e a zona da testa.

Só o facto de tossir ou de me assoar me faz latejar e confesso que o desespero já me faz quase que correr as lágrimas pelos olhos.

Não me ponho de óculos de sol no escritório porque ainda ia ver menos do que já vejo; ou seja, devo estar é com uma brutal enxaqueca.

Para piorar o cenário, hoje foi dia de birra no carro de manha, porque a Lady Bébécas deixou cair o bonequinho para o chão e aqui a Ambrósia ou conduz, ou apanha bonecos - as duas coisas ao mesmo tempo, mesmo com 2 bracinhos compridos e alguma versatilidade, não são de todo aconselháveis.

Pois que a cria coitada, bem que achava que eu num estalar de dedos lhe conseguia dar o boneco que tinha caído para o chão e eu sem o poder fazer e a tentar explicar-lhe que tinha que esperar.
Normalmente a frase "A mamã já dá" funciona...mas hoje não funcionou e, se eu já não estava operacional, digamos que ainda fiquei pior.

:(

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

À conta dos passos que este Coelho anda a dar

Ultimamente olhar para os recibos sejam eles de vencimento, da luz ou da água...é sempre uma surpresa.

Primeiro foi a batelada que nos tiraram no subsídio de Natal, agora mais 1% de retenção na fonte...como uma pessoa já retém pouco!

E ainda, como se não bastasse, se nesta mesma altura no ano anterior a minha factura da EDP ficava-se pelos 60€, agora pago 90€.

Provavelmente o primeiro a ter que emigrar, devia ser este senhor, de preferência para bem longe, pois está a começar a estragar a vida a muita gente.

Tenho dito!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Mimos de filha

Já prestes a dar-lhe o jantar, estava a ralar a maçã reineta que foi a escolha de hoje e ela entra na cozinha de braços abertos e agarra-se às minhas pernas aos beijinhos.

Com estes "tudos" que ela me dá sinto que sermos uma da outra foi o melhor que nos podia ter acontecido.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

E digo-lhe eu assim

Vamos tirar a roupa para ir ao banhinho?

Ela acena que sim com a cabecita e dirige-se para o quarto em passo acelerado para tirarmos a roupa.

Após as refeições digo-lhe: vamos lavar os dentinhos?

Ela acena que sim com a cabecinha e dirige-se com toda à pressa para a casa de banho com o sorriso mais brilhante que vi até hoje.

E quando já está com o banho tomado, vai ao sítio das cotonetes, traz-me a caixa como que a "dizer" para eu não me esquecer de lhe limpar os ouvidos.

É tão querida!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Banca em crise duplica taxas - Especiais - DN

Banca em crise duplica taxas - Especiais - DN

Esta notícia parece-me um bocado estranha, pois no meu contrato com o banco, uma das clausulas assinadas por ambas as partes refere que o spread se mantém fixo caso eu cumpra com algumas condições acordadas e que não são de todo descontextualizadas e que jamais haverá revisão unilateral seja em que situação for.

Mas pelo sim pelo não, vou estar ainda mais atenta não vá o "diabo tecê-las"!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Finalmente!



Tinha-me ficado no olho e na memória, mas estava difícil de me pertencer.

Ao ponto de dizerem que não havia nenhuma no país e que tinhamos que esperar que viesse da Tous España, blá blá blá.

E quando uma pessoa fica com uma coisa na cabeça, à noite em vez de contar carneiros para adormecer, conta destas coisas.

E finalmente hoje ela veio até mim. Grandes amigas vamos ser e grandes passeios vamos dar as 3; eu, a Bébécas e a nossa Tous fashion.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Isto é mórbido

Mas o caixão onde foi depositado o corpo da Whitney é mesmo bonito.

Se há coisa de que eu não gosto são os caixões corriqueiros que se usam por cá, cheios de "rócócós" em que qualquer semelhança com o peso do Barroco é mera coincidência.

A par com os nossos cemitérios que também são horríveis, faz com que o culto do "funeral" ainda seja mais deprimente.

Ok, ainda não adquiri o estatuto de diva, mas, continuando a não ter decidido se a terra me há-de comer ou o forno me incinerar, isto se a minha profecia face à minha morte não se cumpra, e caso se cumprir ficaria tudo mais facilitado...quero ir numa urna daquelas, ponto.

Prateada, lisa e apenas com uma corôa de lírios brancos por cima; tantos lírios quantos o número de filhos que tiver à data, um que simbolize a memória da minha avó, outro que represente a minha mãe e ainda outro a minha irmã...e o lírio do Honey, caso a nossa história perdure até então.

Junto ao meu corpo apenas uma fotografia minha junto à minha filha (ou meus filhos).

Maktub! Está escrito!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Altos e baixos

Desde ontem à noite que para estes lados não se está a 100%.

Um jantar espectacular em Setúbal, acabou um bocado mal para os meus lados que, vá se lá saber o porquê, a caminho de Lisboa apoderou-se de mim um mau estar que nem tive tempo de encostar à berma; tive a "sorte" de apanhar um sinal vermelho, a presença de espírito de ligar os 4 piscas e o resto foi pôr a cabeça de fora e blarghhhhh!

A noite foi assim mais lá do que para cá e hoje tinha uma reunião marcada que nem jamais me passou pela cabeça.

Quando me avisam que estavam 2 pessoas à minha espera....fez-se luz. Oups, aquela reunião que era para ser almoço mas eu me baldei, mas que tinha prometido dar uns minutos do meu tempo para limar arestas.

Bemmm...depois da noite que tive, aparece-me uma pessoa que já conheço há uns anos...e levou como companhia um "extenso" como eu já não via à minha frente há muito tempo.

O mais curioso é que tem um nome estrangeiro, tem todo o ar de estrangeiro, nórdico ou algo assim...e não é que me fala um português tão correcto como o meu??

Ah eu sou português disse ele, a minha mãe é que é alemã e tal....mas que ser bonito aquele.

Convite para os visitar ao Tirol e tal...e no fim o toque de mestre; ah e tal aponte aí o meu número de telemóvel que eu vou ficar em Lisboa no fim de semana e tal...

Mas que o homem é muito bonito, lá isso é! Arregalar a vista não tira pedaço, mas estou muito bem servida com o meu honey...

MP pede investigação à morte de triplo homicida - Portugal - DN

MP pede investigação à morte de triplo homicida - Portugal - DN

Acerca deste crime que entra à partida para a escala de hediondo, em que nem o cão e o gato escaparam à carnificina, pouco há a comentar, a não ser que de facto anda muito louco por aí que deve ter começado a consumir ópio ainda na vida intra-uterina.

Matar a mulher...começa a ser corriqueiro; matar uma filha, já é anti-natura; matar uma inocente de 4 anos é o horror; e se juntando a todas estas desgraças ainda acrescentarmos o cão e o gato e sendo os crimes cometidos pela mesma criatura que durante uma semana ainda fez a sua "vida normal" - sinceramente não encontro muito mais vocabulário do que Monstro para descrever este sujeito.

Há monstros de vária ordem, mas este para mim tem figura de destaque na galeria.

Pensei eu depois disto que a morte era um descanso para este sujeito; não, ele devia levar tanta tareia, ser torturado, impedido de comer e de beber e por aí fora, de modo a ter a percepção em vida do que é o sofrimento humano.

É (era) louco? Continuamos a ter muitos profissionais que podem ajudar a colmatar essa loucura. É (era) psicopata? Sem qualquer dúvida, mas até os psicopatas têm diferentes perfis, e este é (era) claramente um psicopata com consciência e aí meu amigo, não creio haver tratamento e acompanhamento médico que salvasse esta alma.

Conhecendo eu o ambiente prisional por já lá ter trabalhado, acho estranho que se deixem à mercê deste sujeito objectos que o auxiliariam a cometer o suicídio - nestes casos não é de todo aconselhável deixar-se um lençol, um cobertor, umas calças...e são sujeitos que deverão ter vigilânia segundo a segundo.

Mas sabem que mais, que ele merecia um destino drástico merecia. Peço desculpa aos meus colegas sociólogos, não é bem isto que podemos/devemos dizer enquanto profissionais desta ciência, mas este caso superou a minha capacidade de raciocínio lógico e trouxe ao de cima a ferocidade de uma mulher e de uma mãe que teve conhecimento do sofrimento de 3 pessoas às mãos deste carrasco.

Portanto embora ele merecesse sofrer, ser espancado, torturado e demais coisas más, porque a morte para ele foi um sossego, pelo menos os meus impostos não vão servir para sustentar este monstro durante 25 anos numa cadeia com direito a ver televisão.

Inferno à sua alma!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Os presentes da minha criança

Ultimamente tem-me presenteado com: noites instáveis, birras e um sentimento de posse por tudo aquilo que lhe pertence e acima de tudo, por aquilo que me pertence a mim.

É uma criança generosa, que gosta de partilhar os seus brinquedos...mas é preciso estar bem disposta.
Partilhar aquilo que é meu, é algo que lhe custa; resumindo, agarra as coisas e pura e simplesmente some com elas; e passam-se por vezes horas até que volte a encontrar as bugigangas.

E pergunto-lhe - e ela a olhar para mim com o ar mais seráfico de todos os tempos e diz algo que se assemelha a "ntá".

As birras fazem-me uma certa confusão; se por um lado tento não lhes dar grande importância, por outro se por exemplo estou a fazer um trajecto médio de carro com ela e ela se põe aos gritos do princípio ao fim, começo a sentir-me à beira de um ataque de nervos.
Esgotadas as hipóteses de que algo de objectivo a incomode e que de facto se trata apenas de puro mau feitio, limito-me a tentar ignorar, mas confesso, não tenho jeito para Faquir ou para Budista.

A novidade é parar nas lojas de brinquedos de eleição e querer trazer o que lhe apetece; dados os seus tenros 19 meses é complicado conseguir dar-lhe grandes explicações, mas lá vou dizendo que a mamã compra o que pode e quando entende e que na vida temos mais do que não queremos do que aquilo que mais desejamos.
Não tem grandes resultados, passei ao plano B; ela quer entrar na loja e entra. Quando está a um centímetro de agarrar o dito brinquedo digo-lhe com calma que vamos embora e que o brinquedo fica a descansar no seu sítio...na prateleira da loja.

Porque a fase de pedir e ter, não me agrada mesmo nada!

Lá esperneia um bocado, mas 5 segundos depois já se esqueceu e está noutra onda.

Agora descobriu os encantos de um urso de peluche que é meu desde que eu me tenho como gente, que é substancialmente maior do que ela em comprimento e em largura.
Na noite de sábado para domingo (que foi péssima) lá "dormimos" os 3 no sofá - não havia nada que a tranquilizasse a não ser o dito mamífero de peluche e o calor do meu corpo.

Esta noite, péssima outra vez. Não sei se pelo despontar dos caninos, se pela constipação que teima em não passar, a tosse alucinante, tive mais uma noite difícil.
Não queria estar na cama, não queria estar na minha cama, não queria andar ao meu colo a deambular pela casa - acabámos no sofá, ela aninhada no meu peito a fazer um sono de anjo.

Reconforta-me saber que aquele ser tão pequenino sente segurança pelo simples facto de estar aninhado no meu peito, a sentir o meu cheiro e o meu calor...mas fico esgotada pela falta de descanso consecutiva.

E não, as noites mal dormidas dos primeiros dias e dos primeiros meses, não se comparam nada às noites mal dormidas quando eles têm 1 ano e meio, ou 2 anos.
São bem mais difíceis de recuperar e eles são bem mais ariscos e lutadores.

Enfim, a fase que eu temia está cá....as birras, o atirar-se para o chão, fazer as pernas moles e uma mãozita mais leve do que seria desejável...ah, e já me esquecia, uns dentinhos afiados para morder uma mão aqui e outra ali quando a tentamos levar para a esquerda e ela apenas queria seguir em frente.

Temos fera!

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Whitney....inacreditável

Quando o meu telefone tocou ontem perto da 1 da manhã...achei estranho.

Quando vi que era a minha mãe, mais estranho achei, até porque tinhamos sabido há pouco que o meu avô tinha estado no hospital derivado a uma crise cardíaca.

Quando a oiço dizer "eu não acredito", perguntei logo:

- Quem é é que morreu desta vez!?

A Whitney Houston? She????
Um dos ídolos da minha juventude e da juventude das minhas amigas? Aquela mulher linda com aquela voz magnífica, também partiu??

Ela decaiu, e muito. Mas tinha um dom de facto indiscutível.

Tenho muita pena; é mais um talento irrepetível que nos deixa precocemente.

:(

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

"12 Homens em Fúria"

Hoje numa conversa banal mas de extrema importância lembrei-me de aconselhar o visionamento do filme "12 homens em fúria".

A par com o filme ou a peça "A Dúvida", foram duas obras que me fizeram concluir que o simples sentimento ou convicção de que algo dado como adquirido ou real pode ter uma outra condicionante que altere todo o seu rumo, é um dos princípios da inteligência.

Vou-me centrar nesta premissa, que no fundo era o meu lema nos meus tempos de adolescência; contrariamente à Constituição, para mim o todo era "culpado" até prova em contrário.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

E não é que apareci mesmo na TV?

Eu e todos os meus colegas de trabalho numa reportagem acerca do nosso fantástico local de trabalho.

O meu sorriso Pepsodent não podia faltar :) Haja grandes planos de sorrisos assim que uma pessoa até esquece a gripe e os desaires da vida.

Dentinho lavadinho = Dentinho branquinho



Chegou a altura da Bébécas mudar para uma escova de dentes de bebé mais crescida. A escova plástica da Nuk deu lugar a uma escova de cerdas macias toda fashion.
E ela gostou!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

E temos anel (éis)



Estou verdadeiramente apaixonada por um da Tommy, mas pasmem-se a loja não tinha e dei voltas, dei voltas...e apaixonei-me por estes :)

Já cá moram no dedinho, yuppi!!!!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Macau

Mandei notícias nossas para Macau e Macau que não me sai da cabeça.

Se a minha empresa tivesse lá uma delegação era já, mas o mais perto de lá, deve ser em Xangai....uhhhh, longe.

Mas...Macau.....Macau.....Macau; nunca se sabe.

Acerca da criatura que se diz "Rei dos Gnomos"

Então o que é que se estava à espera que ele fosse declarar em tribunal perante toda a gente.

"Inocente"

Obviamente. Lida-se com um psico e sociopata, com personalidades múltiplas. O indíviduo qualquer coisa Leitão não matou ninguém. A culpa, a ser de alguém é do Rei dos Gnomos, e esse é que devia estar no banco dos réus.
O sucateiro, ou lá o que é, no fundo é uma vítima da mente maligna do rei daquelas criaturas simpáticas da floresta.

Estava-se mesmo a ver!!!

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

O Al-Assad

Que não se ponha à tabela que se arrisca a ter o mesmo fim que os outros.

Mas porque é que o homem não vai praticar a ciência dele e deixa de fazer asneiras de uma vez por todas!?

Já não se pode ver aqueles países a ferro e fogo, bolas!

E consegui....!

No dia 10 de Janeiro dizia eu num post que estava prestes a concretizar algo que comecei há precisamente 10 anos atrás.

E hoje foi o dia :)

O meu sistema nervoso simpático não me anda a ajudar muito, fartei-me de vomitar de manhã, nem sequer me sentia em stress, apenas ansiosa e a contar as poucas horas que faltavam.

E depois de 10 anos de sangue, suor, lágrimas, muito sacrifício e força de vontade e, nalguns momentos a vontade e a necessidade de desistir, hoje tive a "recompensa" de todo esse esforço e valeu de facto a pena.

Apesar de ter piorado de novo da minha gripe e achar que não acaba a semana sem eu ter que ir fazer uma visitinha ao Hospital da Luz, estou bastante feliz por ver o meu esforço, e apenas o meu esforço recompensado.

Excelente...um dia a reter na minha memória. E a felicidade é apenas isto, momentos!

Ontem falava-se em exorcismo

E hoje confesso que a minha vontade era chamar o Sr.Padre da Paróquia.

Fui dar o banho à Bébécas, tudo tranquilo, quando a coloco na bancada para a restante higiene começou a gritaria.

Porque queria o "bebé"; mas, no parco vocabulário da minha filha, "bebé" são todos os brinquedos, coisas da mãe e afins. Tudo é o "bebé".
Eu ainda tentei um boneco, mas ela muito convicta a abanar a cabeça com um peremptório "nanananana".

Percebi logo...já conheço a pestinha; o que ela queria era a caixa dos Dodot's. A última vez que os apanhou eu só vi uma gorduxa no meio de dezenas de nenufares e ela ria, ria.
E não é por nada, estragar por estragar aqui em casa está fora de questão.

Pois como foi contrariada, não sei se ficou possuída pela Besta, parecia a Linda Blair em ponto pequeno, virava a cabeça, esperneava...estava a ver que era hoje o dia do exorcismo cá no nosso humilde palácio.

Mas como lhe dá forte, mas passa-lhe sempre muito mais depressa, foi papar e acabou por se portar muito bem:)

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Nancy Sinatra Bang Bang



E este é o "meu" outro tema do mesmo filme.
Música fabulosa, muito bem interpretada...excelente!

'Don't let me be misunderstood'



A minha cria hoje a caminho de casa adormeceu profundamente ao som de um dos "meus" temas do Kill Bill :)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Há 19 meses atrás




Enquanto ainda é fácil de contar os meses, que em breve vão passar a anos, há 19 meses atrás eu já estava com umas dores desde a madrugada anterior que nem queria acreditar que a tendência era para piorar.

Ainda me esperavam muitas e longas horas até a Bébécas nascer, mas a esta hora já sofria e bem.

15 minutos de descanso e uma contracção de cerca de 30 segundos, isto durante todo o dia. Por volta das 22:00h lá passaram para contracções de 5 em 5 minutos e mais prolongadas...e ainda faltava tanto.

São momentos dolorosos e quando os partos se complicam, como foi o caso, ainda pior; mas o que temos a reter é que a bebé nasceu linda e a mamã apesar das muitas dores e das longas horas de sofrimento teve a maior das recompensas.

Mais umas horitas e partilhas o mesmo ecossistema que a mamã há 19 meses.

Parabéns meu amor; és a minha ispiração.

Economia(s)

Em tudo na vida que depende inteiramente de mim, digamos que sou uma pessoa estruturada, equilibrada e extremamente programada.

Desde os meus tempos de estudante, embora por vezes não parecesse, tudo era programado ao mais infímo pormenor. Eu sabia que para passar precisava de estar atenta 1/3 da aula e estava e estava a marimbar-me se tinha 5/4/3. Até ao 9º ano tinha que passar e pronto. Brilhava nas letras e nas ciências mandava-as dar uma volta.
Lembro-me que contrariamente à maioria dos colegas, gostava da disciplina de Física e abominava a Química...enfim, sempre fui um ser estranho.

A partir do 10º ano impunham-se médias, numerus clausus, a área que escolhi era do meu agrado e brilhava nas cadeiras de que mais gostava, naquelas que me eram indiferentes lá me ficava pelo 13/14 para não me lixar a média.

E a entrada na faculdade deu-se sem sobressaltos, naquele ano de 1995 estive entre os 20.000 melhores alunos do país, curiosamente uma mulher de Letras entra para Ciências; uma ciência social, mas não deixa de ser uma ciência.
Bem, pelo menos não tive que rever o método científico, mas quando me apercebi que tinha cadeiras de estatística, análise de dados e economia abanei.

Como também já tinha abanado quando, repito, para uma pessoa de Letras os meus testes psico-técnicos deram resultados brilhantes em raciocínio lógico e cálculo.
Pensei...isto é tudo doido.

Lá fiz as cadeiritas "ilógicas" sem grandes sobressaltos, mas confesso que longe dos 16 e 17's que consegui nas outras, não sei o que é um "exame" na faculdade, porque me saí sempre bem nas frequências e nos trâmites de primeira época, mas o que me fascinou foi ter descoberto que as contas davam-se uma certa luta, assim como a Economia.

É tudo uma questão de diferença entre álgebra e aritmética...apenas isso.

Exerço neste momento uma actividade profissional completamente diferente daquilo que seria esperado, passo os dias a fazer contas, controlo de custos, budgets e onde é que posso poupar custos à empresa e rentabilizar a nossa actividade.
Os resultados têm sido brilhantes e isto dá-me um gozo enorme...eu gosto disto!

Se bem que o gosto pela área criminal ainda cá está bem presente, agora ando numa fase de Economia, Economia, Economia.

E o mais engraçado é conseguir aplicar os pressupostos teóricos na nossa vida privada. Faço tabelas em excel, registos de activos e passivos, despesas e ganhos, enfim, ando "viciada" de uma forma saudável nas finanças.

E acreditem, se quem nos governa tivesse estes dotes, o nosso país estava bem melhor.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

"A senhora dos anéis"

Já o disse, mas sinceramente não é preciso dizê-lo, porque é das coisas que está bem à vista.

Tenho umas mãos bonitas, pronto, tenho o que é que eu hei-de fazer.

E grandes também; no piano da minha mãe consigo tocar nas duas escalas sem ter que fazer o mínimo movimento de levantar a mão, digamos que o meu "palmo" é muito grande.

É daquelas coisas que herdei do meu pai e que até agradeço; o sr. até tem as suas qualidades :)

Por ter os dedos longos, finos e "dançantes" como alguém disse em tempos, tenho mãos para anéis; sejam pequenitos, assim assim, ou mesmo um anelão daqueles que dá nas vistas.

Houve fases em que os usava muito, mas as lides domésticas dão cabo de mim; não consigo fazer as limpezas com luvas e a dança do põe anel, tira anel não quadra com o meu sistema nervoso.

Pois que ontem vi uns da Calvin Klein que me saltaram à vista...absolutamente originais e giríssimos.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Ena! Ena!

É amanhã.

Vamos aparecer na televisão!

Luzes, camara, acção!!!!

Estou gordíssima

Eu sempre fui uma pessoa com problemas de excesso de peso; agora então estou ao rubro.

Consigo a proeza de tirar as calças sem ter que desapertá-las; ainda por cima esqueci-me de lhes pôr o cinto e então parecia um palhaço com as ditas a escorregar.

Dizia no outro dia o marido de uma amiga minha:

"Bolas, eu sempre te conheci magra, mas agora abusas"

Cada um com as suas "dores" - mas prefiro assim. É mais fácil de gerir do que os quilitos a mais, creio eu.
A chuva já cá chegou.

De manhã estava pelos lados de Aveiro, e foi descendo...

"Mit freundlichen Grüßen"

Recebi hoje um mail que acabava assim!

É o que dá trabalharmos à escala global.

Será que se eu responder "You're welcome" estou à altura??

É melhor um Kind Regards...fica sempre bem!