sábado, 23 de fevereiro de 2013

"O saber ao serviço da paz"

Estive agora a ver pena enésima vez o filme "Anjos e Demónios"; contém algumas imprecisões históricas, mas temos que entender que é uma obra ficcionada, e algo tem que prender os leitores e espectadores.

Também contém muitos factos reais, desde as questões à volta da antimatéria e das pesquisas do CERN, até aos próprios paradigmas da Santa Sé e todas as tramóias associadas às questões papais.

Gosto do filme, gostei mais de ler o livro e é para mim uma temática bastante interessante.

E a seu propósito lembrei-me de uma das premissas que adoptámos (nós, Finalistas 2000) na nossa Benção de Finalistas: "O saber ao serviço da Paz"

...da paz ou seja do que for, o saber devia estar sempre associado a boas causas; começam a escassear boas acções!

1 comentário:

Unknown disse...

Por acaso também tive a oportunidade de ver "Anjos e Demónios". Não foi a primeira vez que vi (já sou uma repetente uma vez que sou uma admiradora desse tipo de filmes). Achei o filme bastante apropriado para esta altura, principalmente o Conclave para a decisão do novo Papa.
"O saber ao serviço da Paz" é realmente uma excelente citação. Seria ainda melhor se os arquivos do Vaticano fossem mais acessíveis, pelo menos aos investigadores que querem revelar a verdade e não denegrir a imagem tanto da Igreja como da própria História.

Até à próxima!