domingo, 22 de julho de 2018

Um pouco de Pablo Escobar

Ontem houve tarde de cinema; não que fosse o inicialmente previsto, já que o mais importante era de facto a companhia maravilhosa, mas acabámos por ir ver este filme que nem sabia estar em cartaz - quando temos filhos, estamos mais a par dos Incríveis e afins.

Sabia que para além da parte má, era um homem de família, que adorava ao seu modo a mulher e os filhos, e, apesar dos pesares, conseguiu algumas boas acções (poucas, comparativamente às más).

Impiedoso com os opositores ou traidores, mas sempre com um toque a raiar entre o sarcástico, o rude e o cómico.

Não desgostei - passei à frente da cena da motosserra e do cão, e mais não digo.


Sem comentários: