quarta-feira, 11 de julho de 2018

Fazer os miúdos crer que têm o controlo

Há 2 dias atrás reparei que a minha filha se andava a pavonear com uma pulseira no tornozelo. Nada contra a quem gosta dessa moda, mas pessoalmente não gosto, muito menos numa criança.

Estava a dar-lhe um ar assim  meio a atirar para o "chinelo", mas fiz de conta que não vi, para lhe dar um tempo de curtir o fruto proibido - ela sabe a mãe que tem e sabe muito bem que se eu reparasse ia dar conversa, tanto que, nos momentos chave, tirava dali a dita pulseira.

Ontem lá chega do colégio com o adorno....deixei-a respirar uns minutos e sem olhar para ela e dar grande importância ao facto, lá lhe disse para retirar a pulseira da perna, que não quero voltar a ver o adereço naquele sítio e expliquei (como é meu apanágio) que aquilo não fica bem a uma menina.

Não refilou, não ripostou, tirou a pulseira e continuámos BFF!

Sem comentários: