domingo, 8 de abril de 2012

Definitivamente não celebro

Faz-me uma confusão imensa estas festividades da Páscoa e por aí.

Recrear a Via Sacra, a Paixão...seja lá o que for, é do mais inoportuno que se possa imaginar.

Celebrar a vida, é legítimo. Agora relembrar ano após ano o tormento da Via Sacra, da crucificação e morte, não me parece um bom princípio.
Não me parece um bom princípio porque sobretudo para quem foi educado segundo os pressupostos Judaico-Cristãos é tudo um bocado disparatado. Já ver a imagem de Cristo crucificado é deprimente, agora estar-se 3/4 dias a celebrar uma coisa que afinal só importa a parte da ressurreição, tenham dó.

É tudo muito bizarro nos meandros da fé e da Igreja.

Imagino só a dor que aquelas senhoras mesmo muito beatas e fervorosas defensoras de todos os pressupostos da Igreja sentirão por alturas da Páscoa, sobretudo se já tiverem perdido um filho. Deve ser uma dor e um tormento que poderiam ser evitados, enfim, não me faz qualquer sentido...mas respeito.

Lamento é não ser pessoa de desejar uma boa Páscoa aos amigos, porque de facto para mim, não faz qualquer sentido.

Portanto e com o devido respeito transformei-o há muito num rito pagão, nada a haver com o Cristianismo, em que gosto de oferecer uma gracinha aos pequenitos que fazem parte da minha vida. Isto se tiverem boas notas no fim do 2º periodo!

Sem comentários: