segunda-feira, 30 de abril de 2012

Acerca do MEC

Comecei a ler MEC andava nos primórdios do "liceu"; o meu professor de Português do 7º e 8º ano era vidrado nele, e nós lá tinhamos sessão de leitura de MEC todos os dias.

Voltei a apanhar o mesmo professor no 10º e 11º anos, e mais MEC, já com leituras e obras mais profundas e com titulos que não vale a pena transcrever por aqui.

Não é consensual a figura; há quem goste, há quem odeie; eu pura e simplesmente admiro quase tudo neste ser humano. A escrita, a coragem e a forma como diz o que lhe vai na alma...quanto a mim é soberbo, no sentido positivo da palavra.

Mais admirável é a relação dele com a mulher e a forma como ele se entregou àquele amor, e a forma como o vive e como respeita a pessoa dela.

Infelizmente fiquei hoje a saber que também ela ao que parece está prestes a perder a batalha e a luta contra o cancro - é sempre triste, sobretudo numa pessoa jovem e com tanto pela frente para viver.

Lembro-me dela como uma jovem bonita, sonhadora, a apresentar a meteorologia da SIC, com um ar de pessoa simpática, sorridente, boa onda, nada extravagante, e bato na mesma tecla, mas porque será que vão indo mais cedo os bons!?

Sem comentários: