sexta-feira, 21 de março de 2014

Dei à luz uma visionária

Hoje de manhã, que como todas as manhãs são uma correria desenfreada, finalmente conseguimos sair de casa, tranquei a porta e já iamos do 2º para o 1º piso e ela implicativa e chatinha a insistir que queria levar o guarda-chuva; óh filha, não está a chover, não sejas chata, a mamã tem que se despachar.

Começa a abrir a goela e chegada a uma sexta-feira de uma semana como todas as outras, naquele momento preferi voltar a subir as escadas e ir buscar o dito adereço de moda - deixo a parte de educar para amanhã, hoje estou(ava) exausta.

Aquele guarda-chuva é uma paixão; oferecido pela avó, com a Minnie e o nome da Bébécas bordado - haja avós para lhes fazerem estes agrados.

Não vi a meteorologia, nem para isso tenho tempo, achei que era um perfeito disparate.

...bem, tenho que dar a mão à palmatória e quando a fui buscar lá fui com o meu guarda-chuva, e o dela, debaixo do braço.

Constatação do pigmeu:

 - Vês mamã, eu te disse te que estava a chovêle!

Sem comentários: