domingo, 2 de março de 2014

Ah...e o senhor responsável por eu existir

Celebra (ou) hoje mais um aniversário; 62, ou 63, por aí.

É estranho mas de há uns tempos a esta parte pressinto que já não está entre nós, a minha mãe diz-me que sendo a pessoa que é, se isso tivesse acontecido, teria sido noticiado.

Não sei, mas sinto que não está entre nós...posso estar enganada.

Se cá está, parabéns para si pai...apesar de tudo é estranho chamar pai a uma pessoa que não considero como tal, e o meu verdadeiro pai (o meu padrasto) ter sido sempre tratado pelo nome próprio - o Zé.

É a dualidade entre o sentimento, o afecto, o amor...e o que está escrito, o nosso código genético.

Sem comentários: