quarta-feira, 19 de março de 2014

Acerca do dia de S. José

Lembro-me que há 4 anos atrás, estava eu grávida da minha filhota e para além de lhe ter oferecido um miminho (porque no meu coração já seria aquele o seu primeiro dia do Pai), mandei-lhe uma mensagem cá ao meu modo a dizer entre outras coisas que "já era o melhor pai do mundo".

Irónico, porque já naquela altura não o era, embora eu desconhecesse tudo o que se passava nas minhas costas e o que ainda estaria para vir.

Ela não percebe, um dia e a seu tempo saberá e tirará as suas conclusões, não me cabe a mim tal tarefa, pois neste momento a minha missão de mão ocupa-me mais que as 24 horas que o dia proporciona.

Mas o significado do sentimento, não vem propriamente, nem muitas das vezes do sangue, mas sim dos laços que se criam com quem nos cria, nos ama, se preocupa e, jamais nos abandona.

Por isso, gosto mais de me referir a este dia como o dia de S. José - também ele um pai atípico, mas um exemplo, tenha lá surgido um dos Seus filhos por obra e graça do Espírito Santo ou não.

Sem comentários: