sábado, 29 de dezembro de 2018

Qual SAW, a experiência do medo

Passei um total de 24 horas muito chatinhas. O Holter é pacífico, à excepção de termos que andar com o aparelho ao pescoço, tendo ele o seu peso e depois terem que nos arrancar os terminais com penugem atrás, isto vindo de pessoas que não percebem nada de depilação, mas adiante.

O MAPA é que não desejo a ninguém. 4 vezes por hora aquilo a insuflar e a minha mão a ficar um trambolho. Dormir que é bom, não aconteceu. Foi no mínimo desconfortável.

Eis que chego à Clínica para retirar aquilo e diz-me a enfermeira assim:

"Agora tem que esperar um bocadinho porque tenho que ver se ficou tudo gravado….se não, vai ter que repetir"

Caiu-me tudo ao chão. Aqueles 5 minutos pareceram horas. Honestamente não me estava a ver mais 1 dia com aquele desconforto, sem tomar banho, sem dormir, sem me poder mexer sem restrições mas...estava gravado. Saí dali em passo acelerado não fossem arrepender-se.

Sem comentários: