terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Muito orgulho nela

E grata por tê-la recebido como filha e estarmos a percorrer juntas este caminho, por vezes de espinhos, por vezes de algodão, mas sei que irrepetível.

Sinto-me a crescer enquanto mãe a cada dia e reitero que ficar com um bebé nos braços e fazer a Cruzada sozinha, é o maior desafio da minha vida. Também o que me traz mais retorno positivo, mas nem tudo é um mar de rosas.

Dar bases a um ser humano com as suas características próprias não é fácil, nós, cada vez temos menos tempo para nós próprios, para os filhos. Chego a casa com ela invariavelmente perto das 8 da noite, em dias de natação depois das 9. Ando sem grandes forças, cansada, sem genica, mas mesmo assim, há que cumprir os mínimos e fazer deles máximos e nunca descurar as coisas mais importantes dela.

So far so good. Todos que convivemos com ela, nutrimos por ela uma paixão e um orgulho, enormes.

Hoje trouxe as notas dos últimos testes do Período e juro que com o pessimismo que me é característico, achei que se iria sair pior, não obstante ter trabalhado o possível com ela e ter sentido que ela se aplicou.

Mas a nota mais baixa que trouxe foi um Bom...claro que tenho motivos para a erguer e gritar aos quatro ventos "Riqueza de sua Mãe!"

Sem comentários: