segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Então e o requintada que ela agora está:

No seu cada vez mais fluente discurso quando faz asneira remata com um:

 - Peço imensa desculpa.

Quando quer alguma coisa:

 - Por favor mamã, pode ser!?

Quando inicia alguma actividade (desde pintar um livro, até ir à retrete - vale tudo)

 - Vou fazer isto com segurança.

E quando tem a noção que até se portou bem, e me "quer cantar o fado" para usufruir de alguma coisa:

 - Mamã, eu não fiz dispaiátes!

Sem comentários: