sábado, 1 de fevereiro de 2014

A semelhança entre

As minhas amígdalas e os nenúfares é assombrosa.

Vejamos: imagine-se um lago decorado por magnificos nenúfares; por cima de um deles uma rã, querida e fofinha que depois se põe a saltitar de nenúfar em nenúfar - maravilhas da natureza.

Ora bem, as minhas amígdalas são de uma natureza não tão bonita como os nenúfares, inoperáveis, o que me tem causado vários problemas desde sempre.

Têm umas crateras, e o estreptococo aloja-se lá (a rã) e vai saltitando de uma para a outra, conforme lhe apetece.

Estou nessa fase; ora está na direita, ora na esquerda, saltita, incomoda, causa dor e desconforto. Ah e tal, operar, estou farta disto...os senhores doutores dizem que nem pensar. Portanto vou ter que as aturar e elas a mim até ao fim dos meus dias.

...muito mais giras as rãs e os nenúfares.

Sem comentários: