quinta-feira, 9 de maio de 2019

Quando o subconsciente dos filhos nos enche o coração

Sim, foi assim que fiquei ontem à noite. Devia ser perto da meia noite e bateu-me assim uma saudade, fui ao quarto dela e a cria dormia profundamente, com um majestoso ressonar.

Ajeitei-lhe a roupa, dei-lhe uns beijinhos e nisto ela levanta a cabeça, continuando a dormir profundamente e diz:

"Mamã, eu adoro-te!" - e poff, deixa cair a cabeça novamente na almofada.

Sem comentários: