domingo, 3 de março de 2013

O quarto dela está um mimo

E eu andava aqui a pensar onde é que ia pôr a corrente da chucha que o avô Zé lhe ofereceu quando ela nasceu...rosinha, em prata, era uma pena não se ver.

E eis que hoje, depois de andar a decorar os armários com os monogramas dela, tive uma ideia - e porque não deixar a corrente em destaque "em cima" do quadro que fiz com o primeiro cueiro?

Acho que vai ficar muito giro, e para aquele canto de memórias apenas me falta a primeira fotografia após o nascimento, em que eu estou estafada mas com um ar apesar de tudo feliz, ela um pouco macerada e "maltratada" devido aos forceps, mas a olharmos uma para a outra com uma ternura que perdura. É de facto uma fotografia, que só eu entendo!

Sem comentários: