quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Nada acontece por acaso

Há dias nas nossas vidas em que é muito importante darmo-nos tempo de fazer algo por nós próprios, cultivar a introspecção. E, no meu caso específico cada vez me dedico mais a essa prática para tentar retirar alguns ensinamentos das minhas experiências de vida, tirar do sótão e das prateleiras as memórias recalcadas, limpar-lhes o pó e mudá-las de sítio.

Já dizia o Poeta que todos nós temos o nosso Fado, eu costumo dizer que "cada um com as suas dores"; mas o verdadeiro herói é a meu entender aquele que tal como os cães não tropeça na mesma pedra por duas vezes, é aquele que aprende com as suas experiências e que as partilha, é aquele que se consegue dar e cada vez mais valorizo a genuinidade, a sinceridade e os valores.

A minha vida pessoal tem sido pautada por episódios bons, menos bons, indefinidos...maus, e é um facto que tenho alguma dificuldade em lidar com algumas perdas, perdas essas inevitáveis, é certo. Mas também é certo que o sofrimento em larga medida nos fortalece, que a dose de sofrimento que nos é "concedida" está de acordo com o que podemos suportar e que, sem dúvida alguma,temos que retirar uma lição dessas experiências.

Talvez se fosse tudo tão cor-de-rosa como as candidatas a Miss Universo referem nas suas eleições (Paz no Mundo, o fim da fome, o fim da pobreza, etc etc), os seres humanos encontrassem outras formas de estragar tudo. A culpa disto tudo é da Eva que obrigou o outro a comer a maçã. A seguir ao pecado original vêm todos os outros e forma-se o efeito bola de neve.

Contudo, com alegrias, dores, desilusões e outras hecatombes pessoais, hoje tenho a certeza de que nada acontece por acaso. As pessoas que conhecemos ao longo da vida, as amizades que fazemos e desfazemos, as relações sentimentais que vivemos num dia e que no outro dia a seguir deixam de fazer sentido...tudo isso tinha que acontecer, assim, sem mais nem menos, tal como figura no guião.

Um amigo (N.) disse-me há uns bons anos que temos que conhecer uma infinidade de pessoas incertas até conhecermos uma ou outra pessoa certa. Eu completo com a muito gasta máxima de que "nem sempre tudo o que parece é", para ambos os lados.

Resta-nos separar o trigo do joio, ter o discernimento suficiente para saber o que é melhor para nós, a quem e a que causas devemos concentrar as nossas energias e a nossa entrega, porque nada está perdido e nunca por nunca se deve desistir, baixar os braços e limpar as armas.

Hoje estou feliz (quer dizer, relativamente feliz). E dedico este meu estado relativo (que conceito mais estranho) a quem mais me tem ensinado e demonstrado que muitas vezes há de facto males que vêm por bem, fecha-se a porta mas abre-se a janela e "A Vida É Bela".

Dedico também este post a alguns grandes amigos (as) de quem sou completamente dependente. Uma vez mais, obrigada por existirem.

7 comentários:

Jazz disse...

Concordo com a não existência de acasos. Encontro aí uma reserva adicional de crença, fé, vontade - o que lhe quisermos chamar - para não contrariar o normal rumo das "coisas" destas nossas vidas.

Os momentos menos bons são fundamentais para que valorizemos os mais felizes, os péssimos tornam os fantásticos inesquecíveis... e não vale a pena questionar muito a lógica de tudo isso.

A energia deve sim ser utilizada para observar, conhecer e escolher caminhos, tomar decisões, separar o trigo do joio (como dizias), dar espaço ao bom senso. Desta forma acredito que tudo acaba sempre por fazer sentido.

Desculpa não... volta sempre!

hugo disse...

nesta estrada que è a vida, Nao devemos esperar que `so coisa boas nos aparecam à frente, mas à amizade è a mehor coisa que levamos desta estrada

beijo

hugo

nad disse...

Hmmmm...
Não tenho qualquer segredo. Os ingredientes para se lidar com o imprevisto são complexos, até porque cada pessoa terá a sua fórmula única, calculo. Quanto a mim, não digo que a revolta tenha desaparecido, apenas que a encaro de forma mais tranquila. Podemos trocar umas ideias, se quiseres, mas não prometo curas.
Fica bem...

Anónimo disse...

TERRONCETE dice:

Efectivamente, Todo acontece por algo...hasta el más mínimo detalle de tu vida, pero también es cierto que "Cuando uno desea algo con todas sus fuerzas, Todo el Universo Conspira para que se realice tu deseo..."

...Mientras tanto,...Disfrutemos la vida tal y como se nos presenta:
“Hoy es el Primer Día del Resto de Nuestra Vida”….

….En fin…De Amigo…a …AmigA…

Buenas Noches… y …Buena Suerte…

Alguien TE Ha Dicho Alguna Vez??? Que:

“La Vida es una Oportunidad Ùnica y Hay que Vivirla…
Que se sepa!!!…
Que el Cartero de la Vida Nunca Llama dos veces…
El Ùnico Pecado Imperdonable es: No Vivir
Entregarse a una muerte anticipada mientras la sangre corre y brota todavía por nuestras venas….
Porque Vivir,…No es solamente estar en la vida…
Vivir es…Participar en la Fiesta…Actuar, Ser Protagonista…
Elegir un papel e interpretarlo con autenticidad y con Convencimiento…
Vivir es…Ser y Conocer..
Saber por propia experiencia…Qué es el Amor,…A qué saben los Besos…
Qué se siente cuando se llega al Éxtasis, a la Cumbre,..Al Placer…
Qué se pierde cuando un Amor se olvida…
Vivir es…Saber por propia Experiencia…
Qué es la pasión y qué se siente cuando Nos Atrapa,
Qué se siente cuándo un amigo nos pone la Mano en el Hombro…
…Cuando llega el momento de una Despedida…
…Cuando tropezamos y tenemos que levantarnos y Volver a Luchar,…
Vivir es…Estar Vivo y Parecerlo…
Saltar Cada mañana de la cama como si Todo Fuera Nuevo…
…Como si Fuera el Primer Día…
Aprovecha Cada momento como si Fuera el Ùltimo…
…Porque el Instante que Se Va…No Vuelve…
No dejes que Nadie te niegue, te prohiba…Tu derecho a Vivir…
Mientras que El Cuerpo Aguante: EXPRIME LA VIDA.

(Ya lo decía Samuel Bettler: “Todo animal,..salvo el hombre saben que el objetivo fundamental en la vida es Gozarla”)

Así,…que Vive, Disfruta, Goza…”Exprime la Vida” (de la manera que tu pienses, que tú creas,…pero Vive…)(Y por qué No???…Cada día…”Carpe Diem”)

PD:….Ah! Cómo decía R. Benigni -Guido a Dora- en la película “La Vita e Bella”: “Buenos Días Princesa…”

Nostálgica disse...

Nada acontece por acaso, sem dúvida. Tudo tem uma razão de ser..

um bjnho.

Pipas disse...

Olá amiga, a vida é assim mesmo, hoje óptima, amanhã terrível.
Mas para mim é isso mesmo que me dá força para viver, encarar a vida de frente, cair, levantar-me, voltar a cair, conhecer pessoas, ama-las, odiá-las, juntar tudo numa só massa e viver...
E depois, quando faço esses momentos de pausa, introspecção (tal como tu),
penso: Fogo, como é tão bom viver!!! Em seguida ponho um sorriso de "orelha a orelha", respiro fundo, levanto a cabeça e sigo mais um dia, como se fosse o primeiro e o último ao mesmo tempo.
Fica bem
Pipas

LIVE POSITIVE. disse...

dei aqui uma pequena vista de olhos neste teu blog e nao pude deixar de dizer algo, tens aqui umas boas reflexões..vou fazer por passar cá mais vezes

Keep going*