domingo, 26 de agosto de 2018

A miúda foi de férias com o pai

E eis que 8 anos volvidos, se reuniram as condições para soltar a avezinha, e lá foi ela pela primeira vez passar férias com o pai.

Nove dias sem ela, e o coração está mesmo fora do corpo. Sem dramas é certo, talvez consequência de, após muita celeuma, se conseguir ter uma relação minimamente cordial entre progenitores, e ela ser uma miúda para a frentex, decidida e que também precisa de experienciar outras realidades e o direito que tem em estar em ambiente descontraído com a parte que também é responsável pela existência física dela.

Hoje de manhã ligou-me dizendo que estava cheia de saudades e que estava agarrada à minha fotografia, que tinha que ir arrumar as coisas porque ia fazer "actividades" da parte da tarde. Notei-lhe umas saudades saudáveis o que é um factor tranquilizante para mim.

Recomendei-lhe juízo, ela reiterou a recomendação e mandou 1999 beijos para a avó e outros tantos para a tia.

Quanto à mãe desasada ter juízo….isso é uma outra história, ou não houvesse o ditado "Patrão fora dia santo na loja!"

Ontem lá lhe comprei uns miminhos, hoje vou ver se encontro uns cadernos giros e coisas para a escola motivantes e apelativas ao estudo e claro, estar com os meus amigos sem olhar para o relógio, com todo o tempo do mundo para colocar conversas em dia em clima de descontração, já que estou sem cria pelos próximos dias.

E não, apesar de andar mais "livre" não vou a Londres sem a levar; isto é que ela meteu na cabeça que eu ia viajar sem ela!

...mas faz falta toda aquela agitação, aquele barulho, aquela loucura.

Sem comentários: