segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Saídas tontas de pessoas ainda mais tontas

Estava eu a sair recentemente do hipermercado, carregada com alguns sacos de compras, a minha Bébécas a agarrar-me com vigor o dedo mínimo da mão direita e eis que sem querer se coloca quase à frente de uma senhora, e eu, quase instantaneamente disse-lhe assim:

 - Cuidado filha, olha a senhora.

A Bébécas percebeu, recuou e não é que a senhora, já de alguma idade, mas com ar de quem ainda não tinha perdido as suas faculdades mentais me começa a cercar a criança, a dizer que era muito bonita e muito fofinha e que a ia roubar e levá-la para casa!?

Escusado será dizer que a Bébécas estava assustadíssima com os olhos prestes a explodir de lágrimas, tentava a custo subir por mim acima e gritava que queria a mamã, que queria a mamã.

A velhota lá continuava naquele devaneio, depois tentou agarrar a miúda e beijá-la à força, mas isto tudo numa fracção de segundos, lá atirei os sacos para o chão, agarrei na miúda com firmeza, e lá lhe fui dizendo que a senhora estava a brincar e que não lhe ia fazer mal, mas que de facto foi assim um bocadinho tonta!

Lancei um olhar à velhota que até deitou faíscas; e depois no carro lá lhe fui dizendo que é muito importante que nunca largue a mão da mãe, que não vá atrás de desconhecidos e que sempre que lhe apeteça sair do sítio onde estamos, que tem que dizer e não sair a correr, para não se perder.

Pergunta dela:

 - É por causa disso que eu tenho esta puxéia mamã (a pulseira Estou Aqui que fomos buscar à PSP)?

 - É por causa do homem mau não me roubar!?

Bem, lá lhe expliquei que a pulseira é importante para não se perder, e caso aconteça o Sr. Polícia sabe logo quem é a mamã dela e vai entregá-la; agora sinceramente a parte do "homem mau" teve outra abordagem; lá viu no Inspector Max alguns senhores maus a aprontarem e acha que aqueles são os "maus".

Com algum tacto lhe vou dizendo que há pessoas boas e pessoas assim mal comportadas que às vezes têm que ficar de castigo porque fazem maldades, mas são só pouquinhas, o resto é tudo gente boa - é tão complicado explicar o mundo real aos nossos bebés.


1 comentário:

Xica Maria disse...

Há pessoas que não sabem mesmo o seu lugar! Incrível!