terça-feira, 20 de agosto de 2013

E o Bob decidiu pregar-me uma partida

Já depois de ter entregue a Bébécas à fiel depositária, sem que nada o fizesse prever, rodo a chave e oiço um frio  "plinc".

Boa! Mas a bateria tem (tinha) exactamente a idade da minha filha, menos uns dias, vá. Lembro-me de precisar do carro para ir à farmácia comprar coisas urgentes para ela, um calor horrível, eu sozinha escada abaixo e escada acima com ela agarrada à minha mama a mamar...enfim, um dia para esquecer; sempre achei que durasse mais tempo.

Ainda pensei no motor de arranque enquanto não vinha o reboque...no alternador, mas ao tentar abrir os vidros eles quase não se mexiam, portanto a bateria estava descarregada, isso já era facto consumado; agora se o alternador não estivesse a funcionar ainda era mais uma chatice...menos mal, chegou o reboque, eu entretanto já tinha pedido o carro da minha mãe emprestado, acabou por não ser preciso graças ao bocadinho de carga que o Sr. do reboque lhe deu, fui até à oficina e bateria nova com ele, não se fala mais nisso.

E foi a paródia do dia, este "brinquedo" que me fez sair do bolso o valor de uns sapatos da Tommy que eu andava a namorar. Ora bolas!

Sem comentários: