sexta-feira, 7 de junho de 2013

A fase dos pesadelos

Pois é, não lhe dou as boas vindas, mas infelizmente chegou.

Hoje acordou já muito perto da hora habitual com gritos de medo/sofrimento a chamar por mim.

Levantei-me com um salto, meia sem saber se estava no meio de um pesadelo também, ou havia uma catástrofe, sei lá...ainda tropecei, lá peguei nela, agarrei-a com muita força, ela respirava de uma forma ofegante e assustada e depois acalmou; quando tentei pô-la no chão agarrou-se a mim que mais parecia um Koala agarrado a uma árvore.

Festinhas, beijinhos, uma voz doce, e ela lá acalmou.

Sem comentários: