sábado, 3 de setembro de 2016

Siso Update

Comecemos pelo final; o meu siso inferior esquerdo, mais conhecido como "The Big One", já não faz parte de mim. O meu capital genético presente naquele dente, já lá vai...24 horas depois, estou com gelo na face.

Voltando ao início - cheguei ontem ao consultório a horas, acabei por entrar um bom bocado mais tarde da hora agendada, confesso que estava nervosa e tinha razões para tal, eu já sei que faço alguma resistência à anestesia....e fiz.

Primeira dose e eu estava na mesma; sim, tinha a sensação ligeira de alguma dormência, mas nada de mais. 3 ou 4 doses depois continuava na mesma, a cada pressão com a alavanca eu sentia o início da dor, queixava-me e o médico parava. É um Santo, parafraseando as palavras do José Rodrigues dos Santos, é um Anjo Branco. Obviamente que tinha que forçar um pouco, para perceber em que pontos me doía e onte tinha que insistir.

Sei que passou quase uma hora e havia sítios em que a sensibilidade estava muito acima do que deveria; e eu comecei a ficar nervosa e comfesso que cheia de medo que, no meio da extracção eu sentisse mesmo...

Chegámos ao ponto crítico em que eu não podia levar mais anestesia, e a situação continuava em suspenso - já se colocava a hipótese de ter que fazer medicação e voltar lá noutro dia, o que me causou ainda mais nervos, pois garantidamente não me apanhavam lá outra vez para tentar extrair o mesmo dente.

E nisto lá me deu mais umas picadelas em pontos que ele foi "descobrir" com a broca, perguntou-me por 3 vezes se me doía onde estava a pressionar, e eu dizia que não, sentia-o a mexer, mas estava tranquila, até que ao mesmo tempo que olho pelo canto do olho direito vejo um dente alvo e perfeito, com umas raízes entrelaçadas que faziam lembrar os pilares arquitectónicos característicos do Estilo Manuelino, o meu adorado dentista a olhar para ele ao mesmo tempo que dizia, "deste luta".

Portanto, deu mais trabalho anestesiar do que extraí-lo, o que de facto, não cusou nada.

Levei pontos, tenho para aqui a boca cosida, e o pós, que também tanto me assustava não está a ser tão penoso quanto pensei. Fui avisada de que a minha cara iria inchar, etc. etc. Ok, quem não me conhece não nota absolutamente nada; apenas os mais atentos notarão que de facto tenho um ligeiro edema, mas como digo, ligeiro.

Dor...nem que digo que seja propriamente dor; sinto um incómodo, obviamente que ao levar durante o dia umas 3/4 cabeçadas da minha filha naquele sítio, vi estrelas, mas as moínhas que sinto são suportáveis. Nada que saquinhos de gelo não ajudem a atenuar.

Almocei no Chinês uma massinha de arroz com gambas, e agora é esperar que o meu corpo faça o seu trabalho e que recupere rapidamente, que o antibiótico e o anti-inflamatório também cumpram com a sua missão e daqui a 6 dias lá vou eu tirar os pontos.

Prova superada!

Sem comentários: