quarta-feira, 18 de junho de 2014

José Saramago - 18/06/2010

Quem bem me conhece sabe que não sou propriamente apreciadora de José Saramago, embora haja obras que escreveu, brilhantes.

A atribuição do prémio Nobel em detrimento de outros para mim foi discutível, talvez apenas por aquela altivez desnecessária que demonstrava, não sei, nunca tive a maior das empatias pelo Senhor, mas reconheço-lhe todos os méritos e mais algum - limito-me a exprimir a minha opinião pessoal.

Faleceu há 4 anos, e eu, gravidíssima, inchadíssima, se a memória não me falha com a túnica que tenho hoje vestida.

Lembro-me exactamente onde estava quando recebi a notícia (na escola da filha de uma amiga minha) e que a minha cabeça estava a leste do paraíso, naquele momento a desejar a minha própria morte, e o poupar de uma figura incontornável para Portugal (aprecie-se ou não).

E nós cá continuamos, eu bem menos inchada, a túnica, que embora não tenha sido um acto propositado, calhou vesti-la hoje, vá lá saber-se o porquê.

1 comentário:

Xica Maria disse...

Adoro a obra dele embora não tenha lido toda ainda... tive o prazer de o conhecer muito rápido.