domingo, 30 de junho de 2019

Também desenvolveu

já depois de chegar a casa, uma tremenda dor de ouvidos. Até pode amanhã vir a desenvolver uma otite a sério, mas conheço a minha filha tão bem ao ponto de saber que hoje, é mal de que não padece, graças ao Senhor.

Mas lá fui buscar uns cotonetes com um medicamento inovador descoberto justamente aqui no bairro, ou seja, embebidos em água morna, uma limpeza da cavidade auricular, por forma a possibilitar que o organismo assimilasse o tal antibiótico milagroso e esperar que resulte.

Meia hora depois disse que já estava bem melhor. Oremos!

Sem comentários: