quarta-feira, 5 de junho de 2019

Percebo que a minha cabeça já não é o que era quando...

Me comprometi com a minha filha anteontem que no dia seguinte antes de ir para casa passaria no hipermercado para lhe comprar um conjunto novo de canetas de feltro porque "já está a usar o castanho, o verde e o azul da professora".

Não me esqueci totalmente, mas como ontem me desviei da rota habitual, esta obrigação ficou arrumada no lado oposto da prateleira do meu cérebro e ficou por lá.

Chegadas a casa, ela fica a olhar para mim com o seu ar meio descarado e claro, pergunta pelas canetas. E o que eu detesto falhar com ela. Mas como vivemos na base da sinceridade disse-lhe exactamente o que se passou e mais uma vez assumi o compromisso de que hoje sem falta lhe levaria as ditas. E de hoje não passará, nem que seja a última coisa que eu faça na vida.

O engraçado é que recebi esta terna e grata resposta:

"Não faz mal mamã, eu sei que nunca te esqueces de mim!"

Sem comentários: