quinta-feira, 12 de setembro de 2019

O que esperar do novo ano lectivo

Não sou nada contra a mudança, muito pelo contrário, mas honestamente acho que o agrupamento de escolas da minha filha se está a esticar. Pois que resolveram alterar a dinâmica abruptamente, ou seja, acabaram os 3 grandes períodos e passámos a ter semestres como no ensino superior. Eu até acredito que pode funcionar, mas acredito também que as alterações devem ser processadas com algum cuidado e supostamente no início de um ciclo e não exactamente no fim.

Vão passar a ter apenas 4 momentos de avaliação, a avaliação vai ser dada em modo qualitativo e a quantitativa fica apenas para o final do ano lectivo. Portanto vão ser injecções de matéria e testes exorbitantes, pois até aqui faziam pelo menos 6.

Outra novidade vão ser as férias que vão ter alguns desajustes, comparativamente ao modelo anterior. É que vão ter uns fins de semana grandes com 4 dias de pausa em Novembro e Abril que não tinham e uma semana completa de férias entre 24 de Janeiro e 3 de Fevereiro, mantendo-se as restantes férias do Natal, Páscoa, Carnaval - e aqui sim, fiquei animada. Está tudo alinhado para fazer umas férias na neve, sem ser na chamada época alta. Temos que retirar o lado positivo das coisas. A miúda aos 9 anos passou a ter currículo de universitária, semestres...sei lá....isto promete.


Sem comentários: