quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Para aprimorar o seu já vasto vocabulário

A minha filha inclui com veemência e amiúde a exclamação:

 - "É mentila"

Bem, confesso que a palavra mentira, para além da conotação negativa, é muito forte, e dada a sua tenra idade, é palavra que não aplico nos nossos discursos.

Opto por expressões como "não é verdade", ou se ela me está a aldrabar dizer-lhe que está a ser aldrabona e fico-me por aí.

Mas a proliferação de contactos sociais dá nisto - qualquer coisa que se fale, sai de lá um sonoro "é mentila!".


Sem comentários: