domingo, 7 de agosto de 2011

Que robusta!

Estive há pouco a lanchar com a Bébécas, o honey e apareceram mais umas pessoas que vêem a bebé de quando em vez.

Pasmam-se com o tamanho dela e com o peso, pois não seja eu a confirmar a data de nascimento (04/07/2010), ninguém acredita que ela só tenha 13 meses, a avaliar pelos percentis, como é óbvio, que eu não sou dessas de achar que tenho um prodígio e que os filhos dos outros são todos menos isto e menos aquilo do que a minha.

À parte as crianças que têm dificuldades cognitivas e psico-motoras comprovadas, todas as crianças têm os seus pontos fortes e fracos e cada uma se desenvolve ao seu ritmo, tenha o primeiro dente aos 4 meses ou aos 14. Muitas das aptidões cabem-nos a nós pais e educadores ajudar a desenvolver, mostrar-lhes coisas novas, fazê-los reagir e sobretudo terem interesses diversificados.

Nisso acho que vou cumprindo a minha missão, tal como em tantas outras coisas; mas reitero que, por vezes as aparências iludem. Ela é muito comprida, tem um peso proporcional ao seu comprimento mas não é propriamente das crianças mais fáceis de alimentar.

Para além de ter um palato muito apurado e saber incontestavelmente do que gosta e do que não gosta, tem também daqueles dias em que apesar de gostar muito de um certo petisco, pura e simplesmente não lhe apetece.
Creio que quando começar a falar será mais fácil, porque me vai dizer claramente se prefere tamboril, cação ou borrego...e aí não há erro.

Enquanto isso não acontece lá vou eu utilizando o meu poder persuasivo e as cantorias semi-modificadas do género "come a papa, Bébécas come a papa".

...cada vez é mais difícil, mas ainda vou conseguindo!

Sem comentários: