sábado, 2 de julho de 2011

E a esta hora há um ano atrás

À hora de almoço tive uma perda de sangue ligeira...e aí sim, comecei a aperceber-me que estava para breve.

Passei um dia como todos os outros, e ao final da tarde fui andar para a praia, andar, andar, com um grande barrigão. Ainda me recordo que vieram pessoas ao meu encontro pedir para fazer uma festinha e perguntar se era uma menina; é um mito de facto, mas fiz uma barriga redondíssima!

E andei, andei, na calçada, na areia, à beira-mar, as pernas pesadas e inchadas e ainda me ri, pois no regresso estando eu de costas e passam uns jovens inconscitentes num carro e buzinam e dizem aqueles piropos...quando me virei e viram o tamanho da barriga...oups! Não era um bom negócio.

Sem comentários: