quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

A fase do "Mãe, preciso de dinheiro!" já começou

Pensava eu que o boom seria mais na fase da pré-adolescência e afinal fui apanhada na curva na infância.

Creio não haver nenhum dia, Santo ou não, em que não haja um extra: ora é o bilhete para o espectáculo que vai ver  com o colégio, ora porque vai haver uma peça de teatro na escola e eles é que pagam, ora para o cabaz de Natal da família necessitada, ora acabou a cola, ora gastou o lápis, ora partiu o afia-lápis, festa(s) de anos, estragou o chapéu-de-chuva, fotografias de Natal, etc., etc., etc., e....é uma autêntica torneira avariada sempre a pingar.

Não é mesmo nada fácil.


Sem comentários: