quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Quando brincamos com a bola

É uma alegria e creio que não há criança que não delire com uma bola ou um balão.

E para não variar, quase todos os dias temos o nosso momento bola/balão, com direito a "rede" no meio e tudo; digamos que jogamos vólei, ainda que de uma forma aldrabada, que é o que se pretende.

Ela pega na bola/balão, faz uma expressão facial que só visto (quem a conhece sabe que para além de ter uma cara linda, é extremamente cómica), pisca o olho, mostra os dentes todos e diz assim:

 - "Atinábola à mamã"

E atira.

E depois de apanhar a bola, digo eu:

 - "Apanha a bola filha; boa!"

E ela continua:

- "Atinábola à mamã"

Eu vou ter saudades desta língua de trapos, vou mesmo.

Sem comentários: