domingo, 2 de setembro de 2012

Mais um déjà vu

Foi algo de marcante na minha vida, como o será para qualquer mulher...mas ainda é tão recente e foi tão complicado, que era desnecessário sentir aquelas dores hoje de madrugada vindas do nada.

Só sei que acordei com uma dor semelhante a uma contracção de parto daquelas fortes que nós pensamos não aguentar...ainda por cima quando já estamos naquela fase em que as contracções são contínuas.

Eu bem que me virava, fazia massagens, fui para a casa de banho e já tinha vontade de subir pelas paredes.

Não estou grávida, muito menos em trabalho de parto, mas agora posso dizer que as dores que tive esta madrugada eram iguais; e ainda não sei porquê.

Eram 6 da manhã estava eu toda torcida a ver o Dexter despachar mais um borda fora do barco, por fim consegui encontrar uma posição confortável e a dor foi passando muito lentamente.

2 comentários:

Anónimo disse...

Antes de a menstruação iniciar, o útero sofre contracções; dizem que depois da gravidez essas contracções tendem a ser mais fortes, mas pode ser mito. E olha que uma mulher não saberá quantas vezes teve um óvulo fecundado, que não chegou a ser viável e que partiu sem dizer nada, ainda no início; nesse caso, também haverá contracções inexplicáveis.
Mas quem saberá o que é? Coisas do corpo. :) Beijinho-beijinho, para a dor macaca não voltar*

Pretty in Pink disse...

Será que não era uma cólica renal? Quem já as teve diz que são bastante semelhantes a ter um filho...As melhoras :)

Beijinho*