domingo, 6 de setembro de 2009

Fim de Tarde à Beira-Rio



Ainda há dias disse a uma jovem que me lê (Marianinha), que olhar o mar, passar um fim de tarde num cenário tranquilizante, é o melhor que se pode ter.

E é nestes momentos que sinto que afinal viver vale a pena, e não há problemas, situações negativas ou pessoas que têm a capacidade de nos anular que valham mais do que a nossa tranquilidade e a nossa vontade em estar de bem com a vida.

É de facto um sítio em que reencontro forças, qualquer lugar à beira-mar, neste caso foi mais à beira-rio.

Uma água com gás, um café...uma boa conversa, sem pressas ou falsas delongas e, embora me sinta um pouco nostálgica, o que é facto é que me fez bem e proporcionou-me umas horas de paz de espírito, sossego, uma troca de ideias interessante e, o que já não acontecia há algum tempo, senti-me bem na minha pele, por dentro e por fora.

Tão bela a nossa cidade, tão belo o nosso rio...tão belos que podemos ser Nós - e porque complicamos tanto?

3 comentários:

Unknown disse...

Tens razão mas quando acontecem coisas que eu acho que me metem em perigo entro logo em pânico eu adoro passerar por belem pelo reio dantes quando a situação não era tão grave ia ate ao museu berardo e cheguei a ir ver a esposição de fotografias ao museu da electricidade espero bervemente voltar a fazer isso.

beijinhos

Unknown disse...

Tens razão mas quando acontecem coisas que eu acho que me metem em perigo entro logo em pânico eu adoro passerar por belem pelo reio dantes quando a situação não era tão grave ia ate ao museu berardo e cheguei a ir ver a esposição de fotografias ao museu da electricidade espero bervemente voltar a fazer isso.

beijinhos

Unknown disse...

Concordo com todas as tuas palavras, também costumo passear por essa zona, diz-me muito.
Beijo