domingo, 14 de dezembro de 2014

Se eu fosse um pára-raios...

Mãe e filha hoje levaram uma dose de radiações ionizantes daquelas a sério...de uma das vezes ainda me vestiram a capa de chumbo, mas depois...sinceramente, aquilo pesa tanto como eu; eu também doente, já não quis saber...atirem lá com os raios e seja o que Deus quiser.

Com esta brincadeira foram 0.064 6ycm2 de radiações; não se morre da doença, morre-se da cura :(...ou, a bem dizer, do diagnóstico!

Sem comentários: