quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Ao Anónimo

Oh inclemência, oh martírio...ohohoh

Dou os parabéns aos anónimos que tentam ao seu modo inculto e sem conhecimento de causa avaliar o que quer que seja.

Mas como é que os anónimos podem avaliar que determinadas crianças podem estar a ser sujeitas a situações que as prejudicam? Será que esses anónimos fazem e fizeram o mesmo às suas e acobardam-se numa capa de santos para dizerem o que lhes apetece?

Um conselho a todos os anónimos que por aí pairam - cumpram os seus deveres morais, cultivem os seus valores, paguem as suas contas e deixem-se de vigarices, ousadias, mentiras e canalhices e acenem à mudança com todo o vigor que a mão esquerda lhes permitir.

Sem comentários: