segunda-feira, 31 de julho de 2017

Já não me lembrava do quando gosto do pós-venda da Renault

O meu carro anterior era Renault e de facto um dos aspectos que primeiramente ressalvei como positivo, na altura, foi o serviço de pós venda.
Atenciosos, profissionais, rápidos, preocupados com o cliente.

Mas claro, finalizou a garantia e comecei a optar por soluções não marca, mas optando sempre por peças de origem.

Agora, com carro novo, Renault também, lá tive que voltar às oficinas da marca, pelo menos durante os 5 anos de vigência da garantia e confesso que depois, se calhar continuo.

Revisão do 1º ano, marcada, deixei lá o carro à hora combinada. Cerca de 5 horas depois ligam-me a dizer que estava pronto a levantar, contudo como eu referi que tinha uma luz de presença interna que fazia mau contacto, têm que substituir uma peça ao abrigo da garantia, tiveram que a mandar vir e só chega amanhã. Lá se desculparam e pediram se lá podia levá-lo amanhã que em cerca de 15 minutos fica resolvido sem custos adicionais obviamente.

Explicaram tudo o que fizeram que não foi nada de especial, mas implicou uma vistoria geral, repôr niveis, mas tudo com uma simpatia que me fez relembrar o facto de ter ficado tão satisfeita com a compra do meu primeiro Renault e que no fundo agora repeti.

Mas este mês....o carro levou uma bela fatia do orçamento. É mais do que um filho este bogas que anda há 1 ano e 15.000kms a acompanhar-me a mim e à Milady Bébécas.

Sem comentários: